Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/3196
Document Type: Dissertação
Title: Mortes possíveis : análise de manifestações da morte no cinema documentário ocidental
Authors: Lago, Tainah Morais
Issue Date: 30-May-2016
Advisor: Correia, Luiz Gustavo Pereira de Souza
Resumo : Esta pesquisa consiste em um estudo sobre as manifestações da morte em quatro obras do cinema documentário ocidental: Les Maîtres Fous (1954), dirigido por Jean Rouch; Mondo Cane e Mondo Cane 2 (1962 e 1964), dirigidos por Gualtiero Jacopetti e Franco Prosperi; e Nick’s Film: Lightning Over Water (1981), dirigido por Wim Wenders e Nicholas Ray. As obras fílmicas aqui selecionadas apresentam diferentes enfoques sobre a mortalidade, abordando desde a morte do outro, marcado pela alteridade cultural em relação ao cineasta, até a morte de si, inserida em um contexto familiar aos realizadores. O exame empreendido sobre esse conjunto de filmes se alicerça sobre dois elementos fundamentais no campo desse gênero cinematográfico: o primeiro é a questão da inserção da obra em um espaço ético sancionado pela sociedade, e o segundo é referente à indexação do conteúdo fílmico como assertivo. A manifestação visual da morte documentada aponta para um espaço constituído por relações sociais concretas que constroem uma base ética própria, conferindo problematizações de ordem moral aos atos de produzir e/ou assistir tais imagens. É importante esclarecer que a manifestação visual da morte é realizada através dos seus dois correlatos: a violência - praticada contra o corpo vivo - e o cadáver, e que esses dois elementos estão associados ao termo, quando for referido neste trabalho. As concepções de morte atuam na estruturação dos meios de vida e, a partir dessa noção, são retomados dados históricos sobre a iconografia da morte na sociedade ocidental, a partir do período medieval até os dias atuais. A trajetória da confrontação do homem com sua condição de mortal, revelada através dos diferentes meios de apropriação da morte, referentes a grupos sócio-históricos específicos, possibilita a percepção das noções atuais associadas ao tema como resultado de uma construção histórica, e não como sistematizações absolutas. Partindo do princípio de que a antropologia percebe o cinema como um produto cultural, as manifestações da imagem-intensa da morte no filme documentário são entendidas como registros das particularidades da nossa cultura acerca desta temática, constituindo um campo importante para a pesquisa antropológica.
Abstract: This research consists of a study about the manifestations of death on four films of the western documentary cinema: Les Maîtres Fous (1954), directed by Jean Rouch; Mondo Cane e Mondo Cane 2 (1962 e 1964), directed by Gualtiero Jacopetti e Franco Prosperi; e Nick’s Film: Lightning Over Water (1981), directed by Wim Wenders e Nicholas Ray. The filmic works here selected show different angles of mortality, approaching issues that go from the death of another person, marked by cultural otherness in relation to the filmaker, to the death inserted in a familiar context to the filmakers themselves. The exam undertaken about the set of movies is based in two fundamental elements in the filed of this cinematographic genre: the first is the insertion of the work in an ethical space sanctioned by society, the second refers to the indexation of the movie content as an assertive. The visual manifestation of death documented points to space constituted of concrete social relations that build up an appropriate basis, proportioning the questioning of moral order to the acts of producing and/or watching such images. It is important to clarify that the visual representation of death is produced through two elements: violence - practiced against a living body - and the dead body. Both elements are associated to the term when used in this study. The conceptions of death act in the structuring of the livelihood and, from this notion, historical data about the iconography of death in western society are retaken, from medieval ages to the present. The course of this trajectory of men’s confrontation with their own mortality, revealed by the different means of appropriation of the death referring to specific socio-historical groups, allows the perception of today’s notions associated to the issue as a result of a historical construction instead of absolute systematizations. From the principle that anthropology perceives cinema as a cultural product, the manifestations of the intense-image of death in documentary are understood as registers of particularities of our own culture about this matter, constituting an important field for anthropological research.
Keywords: Antropologia
Morte (ética)
Documentário (cinema)
Etnologia
Ética no cinema
Cinema
Morte no cinema
Morte na arte
Death
Documentary
Ethics
Subject CNPQ: CIENCIAS HUMANAS::ANTROPOLOGIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher / Institution : Universidade Federal de Sergipe
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-Graduação em Antropologia
Citation: LAGO, Tainah Morais. Mortes possíveis : análise de manifestações da morte no cinema documentário ocidental. 2016. 142 f. Dissertação (Pós-Graduação em Antropologia) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2016.
Rights: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/3196
Appears in Collections:Mestrado em Antropologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TAINAH_MORAIS_LAGO.pdf1,12 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.