Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/3402
Tipo de Documento: Tese
Título: Conexões entre empresas e universidades
Autor(es): Fabris, Jonas Pedro
Data do documento: 16-Dez-2016
Orientador: Camargo, Maria Emilia
Resumo: Após a Lei de Inovação 10.974/2004 (Brasil), as universidades foram estimuladas a realizar atividades que visem à promoção do desenvolvimento econômico da região ou do país. A inovação vinda dos estudos acadêmicos é vista como a melhor forma para garantir a continuidade de uma empresa. Mas, de modo geral, as empresas não se utilizam do conhecimento disponível nas universidades para colocar produtos inovadores no mercado. O gestor de empresa deve estar atento aos novos processos tecnológicos na área em que atua, deve planejar ações no campo da pesquisa científica e tecnológica, como forma de gerar conhecimentos e tecnologias que possam ser incorporadas ao sistema produtivo. Deve conhecer os mecanismos de transferência de tecnologia e os que afetam a difusão do conhecimento. Assim, as pesquisas realizadas em universidades vêm desempenhando um papel importante no âmbito do conhecimento e do desenvolvimento de novas tecnologias aplicadas à indústria. As relações de cooperação entre empresas e universidades dependem da relação entre os envolvidos, dos recursos comprometidos, e essas relações envolvem mecanismos, tais como suporte à pesquisa, pesquisa cooperativa, transferência de conhecimento e transferência de tecnologia. Essas conexões, entre empresas e universidades, seguem um modelo de parceria existente entre organizações de natureza distintas, que podem ter finalidades diferentes, mas colaboram unilateralmente para os mesmos objetivos. Essa tese teve como questão de pesquisa: quais as conexões entre as empresas e as universidades e a consciência sobre o futuro? O objetivo principal desta tese foi construir e validar um modelo para analisar como e porque ocorrem as Conexões Empresa-Universidade, baseado no modelo de Bonaccorsi e Piccaluga (1994), os quais construíram uma taxonomia dos tipos de relação empresa-universidade. A população foi formada por pesquisadores da Universidade do Sul da Flórida, nos Estados Unidos e pesquisadores do Brasil, que possuem registro de patentes. Através da análise fatorial exploratória e confirmatória, foi gerado um modelo de mensuração válido a um nível de significância de 5%, formado pelos seguintes construtos: Tipos de Cooperação; Motivações do Processo de Cooperação; Barreiras do Processo de Cooperação; Facilitadores do Processo de Cooperação e Satisfação do Processo de Cooperação.
Abstract: After the Innovation Law 10,974 / 2004 (Brazil), universities were encouraged to carry out activities aimed at promoting the economic development of the region or the country. Innovation from academic studies is seen as the best way to ensure business continuity. But in general, companies do not use the knowledge available in universities to put innovative products on the market. The company manager must be aware of new technological processes in the area in which it operates, should plan actions in the field of scientific and technological research, as a way of generating knowledge and technologies that can be incorporated into the production system. It must know the mechanisms of technology transfer and those that affect the diffusion of knowledge. Thus, research carried out in universities has played an important role in the knowledge and development of new technologies applied to industry. Cooperative relations between companies and universities depend on the relationship between the involved and the committed resources, and these relationships involve mechanisms such as support for research, cooperative research, transfer of knowledge and transfer of technology. These connections, between companies and universities, follow a model of partnership existing between organizations of different nature, which may have different purposes, but collaborate unilaterally towards the same objectives. This thesis had as a research question: what are the connections between companies and universities and the awareness about the future? The main objective of this thesis was to construct and validate a model to analyze how and why they occur from the Industry-University Connections, based on the Bonaccorsi and Piccaluga (1994) model, which constructed a taxonomy of the company-university relationship types. The population was formed by researchers from the University of South Florida in the United States and researchers from Brazil, who have patent registration. Through the exploratory and confirmatory factor analysis, a valid measurement model was generated at a significance level of 5%, formed by the following constructs: Types of Cooperation; Motivations of the Cooperation Process; Barriers to the Cooperation Process; Facilitators of the Process of Cooperation and Satisfaction of the Cooperation Process.
Palavras-chave: Propriedade intelectual
Transferência de tecnologia
Inovações tecnológicas
Cooperação
Conexões empresa-universidade
Facilitadores
Satisfação
Technology transfer
Industry-university connections
Facilitators
Satisfaction
área CNPQ: OUTROS
Agência de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES
Idioma: por
País: Brasil
Instituição/Editora: Universidade Federal de Sergipe
Sigla da Instituição: UFS
Programa de Pós-graduação: Pós-Graduação em Ciência da Propriedade Intelectual
Citação: FABRIS, Jonas Pedro. Conexões entre empresas e universidades. 2016. 117 f. Tese (Pós-Graduação em Ciência da Propriedade Intelectual) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/3402
Aparece nas coleções:Doutorado em Ciência da Propriedade Intelectual

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JONAS_PEDRO_FABRIS.pdf2,38 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.