Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/3554
Tipo de Documento: Tese
Título: Análise acústica dos formantes em indivíduos com deficiência isolada do hormônio do crescimento
Título(s) alternativo(s): Acoustic analysis of the formants in individuals with isolated growth hormone
Autor(es): Valença, Eugênia Hermínia Oliveira
Data do documento: 25-Mar-2014
Orientador: Oliveira, Manuel Hermínio de Aguiar
Resumo: A voz é produzida pela vibração das pregas vocais, cujo número de ciclos por segundo corresponde à frequência fundamental (f0) do sinal laríngeo. Formantes (F) são múltiplos da f0, indicam zonas de ressonância das vogais no trato vocal. O primeiro formante (F1), relaciona-se à amplificação sonora na cavidade oral posterior e à posição da língua no plano vertical; o segundo formante (F2) à cavidade oral anterior e à posição da língua no plano horizontal. O terceiro formante (F3) relaciona-se às cavidades à frente e atrás do ápice da língua; o quarto formante (F4), ao formato da laringe e da faringe na mesma altura. Em Itabaianinha, nordeste do Brasil, uma coorte de indivíduos com deficiência isolada do hormônio de crescimento (DIGH), foi identificada uma mutação homozigótica c.57 +1 G>A no gene do receptor do hormônio liberador do GH, com baixa estatura acentuada, redução acentuada do comprimento da maxila e mandíbula e constrição laríngea. A voz dos indivíduos DIGH apresenta f0 elevada, independentemente da idade e gênero. OBJETIVO: Analisar os formantes F1, F2, F3, F4 das sete vogais orais do português brasileiro [a, ó, é, ô, ê, u, i]. CASUÍSTICA E MÉTODOS: Estudo transversal com 33 indivíduos com DIGH, 44,48 (17,60) anos de idade, 16 mulheres; e 29 controles, 51,10 (17,65) anos, 15 mulheres. Adicionalmente, foi analisado um subgrupo de 13 homens (cinco DIGH) e 20 mulheres (nove DIGH) acima de 50 anos de idade. Foi utilizada a análise acústica computadorizada para extração das medidas dos formantes (Hertz); os valores foram expressos em média (desvio padrão) ou em mediana (distância interquartílica). A comparação entre grupos foi realizada pelos testes t de Student e Mann-Whitney, teste t pareadopara a comparação de vogais no mesmo formante. RESULTADOS: Comparados aos controles, homens com DIGH apresentaram valores maiores de F3[i, ê, é], p=0,006; p=0,022; p=0,006, respectivamente; F4[i] p=0,001; valor menor de F2 [u], p= 0,034. Mulheres com DIGH apresentaram valores maiores de F1[i, ê], p=0,029; p=0,036; F2[ó] p=0,006; F4[ó] p=0,031; valor menor de F2[i] p=0,004. A DIGH apresentou valores dos formantes similares em ambos os gêneros, exceto F1[a, é, ó] p<0,0001 p=0004; p<0,0001, respectivamente, menor em homens que em mulheres com DIGH; ambos também não apresentaram distinção do par das vogais alta e média alta em F1[u-ô]. Em controles e DIGH, de ambos os gêneros, observou-se a distinção em F2 de vogais anteriores e posteriores. Em comparação aos controles, homens DIGH acima de 50 anos apresentam valores menores de F1[i, ô] p=0,042; p=0,040; e as mulheres DIGH na mesma faixa etária têm valores maiores de F1[é] p=0,018. CONCLUSÃO: Indivíduos com DIGH apresentaram um estrutura de formantes elevada, sugerindo encurtamento do trato vocal. A DIGH reduz o efeito da idade e do gênero sobre a estrutura de formantes.
Abstract: Voice is produced by vibration of the vocal folds, whose number of cycles per second corresponds to the fundamental frequency (f0) of the laryngeal signal. Formants (F) are multipleof (f0), indicatingtheresonance frequency of the vowels in the vocal tract. The first formant (F1), relates to sound amplification in posterior oral cavity and vertical position of the tongue; and the second formant (F2) relates to the anterior oral cavity and to the horizontal position of the tongue. The third formant (F3) is related to the position front and behind of the apex of the tongue, the fourth formant (F4) relates to the shapeof larynx and pharynx at the same height. We identified a cohort of individuals with isolated growth hormone (GH) deficiency (IGHD) caused by the homozygous c.57 +1 G> A mutation in the GH releasing hormone receptor gene, with severe short stature, accentuated reduction of maxillaries, and laryngeal constriction. The voice of IGHD individuals presents high f0, regardless of age and gender. Our objective was to analyze F1, F2, F3 and F4 of the seven oral vowels in Brazilian Portuguese, [a, ε, e, i, o, u]. A cross-sectional study was conducted with 33IGHD individuals, 44.48 (17.60) years, 16 women, and 29 controls, 51.10 (17.65) years, 15 women by a computed acoustics analyze. In addition, it was analyzed a subgroup of 13 men (5 with IGHD) and 20 women (9 IGHD), above 50 years of age. Values were expressed as mean (standard deviation) or median (interquartile range). The comparison between groups was made by Student s t and Mann-Whitney tests and of the vowel in the same formant, by the paired t test. Compared to controls, IGHD men show higher values of F3 [i, e and ε], p=0.006, p=0.022 and, p=0.006, respectively, and F4[i], p=0.001 and lower values of F2 [u] p=0.034. IGHD women, higher values of F1[i and e] p=0.029 and p=0.036; and F2[ ] p = 0.006; F4[ ], p= 0.031; and lower values of F2[i] p=0.004. Men and women IGHD have similar values of formant frequencies, except for F1 [a, ó and ε] p< 0.0001, p=0.004 and p= 0.001, respectively. Men and women IGHD did not present distinction in the pair vowel high and medium high in F1 [u-o]. In both groups were observed the distinction in F2 vowel anterior-posterior. Over 50 years of age, IGHD men have lower values of F1 [i, o] p=0.042, p=0.040; and IGHD women, higher values of F1 [ε] p=0.018. In conclusion, IGHD subjects exhibit higher values of formants frequencies, suggesting shortening of vocal tract. IGHD reduces the effect of aging and gender on the formant structure.
Palavras-chave: Nanismo hipofisário
Voz
Acústica
Fonoaudiologia
Endocrinologia
Hormônio do Crescimento
Estatura
Growth hormone
Voice
Formant frequencies
Acoustic analysis
área CNPQ: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: BR
Instituição/Editora: Universidade Federal de Sergipe
Sigla da Instituição: UFS
Programa de Pós-graduação: Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citação: VALENÇA, Eugênia Hermínia Oliveira. Acoustic analysis of the formants in individuals with isolated growth hormone. 2014. 86 f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Sergipe, Aracaju, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/3554
Aparece nas coleções:Doutorado em Ciências da Saude

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
EUGENIA_HERMINIA_OLIVEIRA_VALENCA.pdf2,8 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.