Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/3760
Tipo de Documento: Dissertação
Título: Influência do hipotireoidismo gestacional experimental na nocicepção e desempenho motor da prole de ratos
Título(s) alternativo(s): INFLUENCE OF EXPERIMENTAL HYPOTHYROIDISM DURING PREGNANCY IN NOCICEPTION AND MOTOR PERFORMANCE IN OFFSPRING OF RATS,
Autor(es): Alves, Iura Gonzalez Nogueira
Data do documento: 24-Jan-2012
Orientador: Santana Filho, Valter Joviniano de
Resumo: Os hormônios tireoideanos são essenciais para o desenvolvimento normal do cérebro. Portanto, doenças da tireóide podem ser responsáveis pelo aparecimento de graves distúrbios neurológicos. O bom funcionamento da glândula tireóide materna, especialmente durante os primeiros meses da gravidez, desempenha um papel importante para garantir que os filhotes apresentem adequado desenvolvimento corporal e cerebral. No presente estudo, investigou-se o impacto do hipotireoidismo gestacional experimental (HGE) na sensibiliade mecânica e térmica e desempenho locomotor na prole em diferentes idades pós-natais (7, 15, 23, 30, 60 e 120 dias pós-natais; DPNs). O HGE foi induzido adicionando metimazol (MTZ), a uma concentração de 0,02%, em água potável a partir do dia 9 de gestação até o parto. A prole foi avaliada para sensibilidade térmica e mecânica através dos testes tail-flick e vonFrey, respectivamente. Os testes Rota-Rod e o Grip Strength Meter foram utilizados para avaliar a função motora da prole. Assim, nossos dados demonstraram que o HGE não alterou a sensibilidade mecânica, no entanto, reduziu a latência térmica até o 1º mês de vida dos filhotes (7, 15, 23 e 30 DPN). Aos 60 DPNs, somente os filhotes machos de mães tratadas com MTZ durante o período gestacional apresentaram redução na latência térmica (p<0,05). Acrescido a isto, estes mesmos machos apresentaram desempenho locomotor deficiente aos 60 DPNs e força de preensão reduzida aos 120 DPNs (p<0,01 e p<0,05, respectivamente), em comparação com filhotes de mães eutireóideas. As mesmas alterações não foram observadas na prole do sexo feminino. Em conclusão, o HGE não altera a sensibilidade mecânica da prole, porém promove hipersensibilidade a estímulos térmicos nocivos, sendo que, na fase adulta (60 DPN), apenas os machos são afetados. Ademais, o desempenho motor é reduzido somente em machos, sugerindo a presença de algum fator de proteção no sexo feminino.
Abstract: Thyroid hormones are essential for normal brain development. Therefore thyroid disease may be responsible for the onset of severe neurological disorders. The proper functioning of the maternal thyroid gland, especially during the early stages of pregnancy, plays an important role in ensuring that the offspring have normal brain and body development.We aimed to investigate the impact of experimental gestational hypothyroidism (EGH) on nociceptive threshold and motor activity in the offspring at different postnatal ages (7th, 15th, 23rd, 30th, 60th and 120th postnatal days; PND) in rats. EGH was induced with methimazole (MMI) 0.02% in drinking water from day 9 of gestation until birth. The offspring was assessed for thermal and mechanical nociception using the tail-flick test and vonFrey filaments. Rota-Rod test and grip strength were used to assess motor function. EGH reduced thermal, but not mechanical threshold at all ages studied (p <0.05). Differently, 60 days old females offspring from MMI-treated dams (f-OMTD) were not affected by EGH when tested in the tail-flick. Only males OMTD presented a deficient locomotor performance using the Rota-Rod test (p < 0.01 at 60th PND), and the grip strength meter (p < 0.05 at 120th PND), in comparison to offspring from water-treated dams (OWTD). In conclusion, EGH promotes hypersensitivity to noxious thermal, but not mechanical stimulus, whereas motor performance is reduced and thermal hypernociception remains present, both only in mature males OMTD, suggesting the presence of a protective factor in females.
Palavras-chave: Hipotireoidismo congênito
Nocicepção
Ratos
Diferenças sexuais
Controle motor
Congenital hypothyroidism
Nociception
Sexual dimorphism
Rats
Motor control
área CNPQ: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Agência de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Idioma: por
País: BR
Instituição/Editora: Universidade Federal de Sergipe
Sigla da Instituição: UFS
Programa de Pós-graduação: Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/3760
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
IURA_GONZALEZ_NOGUEIRA_ALVES.pdf1,63 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.