Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/3870
Document Type: Dissertação
Title: Influência de hormônios gonadais no eixo [ECA2/ANG(1-7)/Mas] encefálico para o controle da sede e apetite por sódio em ratos
Other Titles: Influence of gonadal hormones in the cerebral ACE2/ANG(1-7)/Mas axis for the control of thirst and sodium appetite in rats
Authors: Alves, Julio Cesar Santana
Issue Date: 26-Jul-2013
Advisor: Passos Júnior, Daniel Badauê
Resumo : Os comportamentos de ingestão de sódio e água constituem importantes componentes regulatórios do equilíbrio hidroeletrolítico. Neste contexto, o organismo humano regula seu déficit hidromineral através de uma resposta neuroimunoendócrina e comportamental comandada majoritariamente pelo sistema nervoso central (SNC). Reconhecidamente, os hormônios gonadais representam importantes fatores moduladores dos comportamentos ingestivos. O presente estudo objetivou estudar a influência dos hormônios gonadais masculinos e femininos no eixo ECA2/ANG(1-7)/Mas sobre o controle da ingestão de água e NaCl 0,3 M em ratos e ratas. Neste experimento, fêmeas ovariectomizadas foram tratadas com benzoato de estradiol (20μg/animal/dia, s.c.; OVXE), ou com veículo (óleo de girassol; OVXV). Machos foram submetidos à orquiectomia bilateral (ORQX) ou cirurgia fictícia (SHAM). Por meio de cirurgia estereotáxica, cânulas-guia foram implantadas no ventrículo lateral direito para administração intracerebroventricular (icv) das drogas utilizadas. Foram utilizados o ativador da enzima conversora de angiotensina tipo 2 (ECA2), DIZE (Aceturato de Diminazeno, 40 nmol / 2 μL, i.c.v.) ou o antagonista do receptor Mas de ANG (1-7), o D-Ala7-ANG(1-7) (A779, 10 nmol / 2 μL, i.c.v.). O veículo para ambas as drogas foi líquido cerebro-espinhal artificial (LCEa), administrado nos animais controle em igual volume. Para indução da sede e apetite por sódio, os animais foram submetidos a depleção hidrossalina por administração de um diurético de alça (furosemida, 20 mg / kg, s.c.) e acesso à água destilada e dieta pobre em sódio (fubá de milho) por 24 horas. Após a microinjeção das drogas, água e de NaCl 0,3 M foram reapresentados e registrados os volumes ingeridos nos tempos 15, 30, 60, 90, 120, 180, 240 min e 24 h. Foram realizadas análises de variância de duas vias seguidas do pós-teste de Bonferroni, quando necessário. O nível de significância foi de p < 0,05. Os dados demonstraram que, em fêmeas tratadas com DIZE ou veículo, a ingestão de água, NaCl 0,3 M e o índice de preferência ao sódio (IPS) não diferiram entre os grupos. Porém, fêmeas OVXV ingeriram menos água quando comparadas às femeas OVXE, quando ambas foram tratadas com A779 (p < 0,05). Vinte e quatro horas após a reapresentação de fluidos, a ingestão de NaCl 0,3 M foi maior em ratas OVXV que nas OVXE, quando ambas receberam A779 (p < 0,05). No mesmo sentido, ratas OVXV apresentaram maior preferência por sódio que as OVXE, ambas tratadas com A779. Machos ORQX microinjetados com LCEa ingeriram mais água quando comparados aos animais do grupo SHAM+LCEa. Todavia, aos 30 min, os machos SHAM+DIZE apresentaram maior ingestão de água quando comparado ao seu respectivo controle. Até 15 min após a reapresentação de fluidos, a ingestão de NaCl 0,3 M em ratos ORQX foi menor em comparação aos ratos SHAM independente do tratamento com DIZE (p<0,05), o IPS não diferiu entre os grupos. Os dados referentes a ingestão de água e ao IPS em machos submetidos ao tratamento icv com A779, revelam não haver diferença entre os grupos estudados, porém para ingestão de NaCl 0,3 M, os ratos ORQX+A779 demonstraram menor ingestão quando comparados aos animais ORQX+LCEa (p<0,05) nos tempos 30, 60, 90, 120, 180 e 240 min. Assim, podemos concluir que o estrógeno parece exercer influencia inibitória na ingestão de sódio independente da atividade do eixo ECA2/ANG(1-7)/Mas. Por outro lado, os hormônios gonadais masculinos atuam elevando a ingestão hidrossalina para a regulação do eixo no protocolo proposto.
Abstract: Sodium and water intake are important regulatory components of the hidromineral balance. In this context, human body regulates hidromineral imbalance through the neuro-immune-endocrine and behavioral response. Gonadal hormones are important players for the modulation of ingestive behaviors. The present study aimed to investigate the influence of male and female gonadal hormones in cerebral ECA2/ANG-(1-7)/Mas axis over the control of water sodium intake in rats. In this experiment, ovariectomized female rats were treated with estradiol benzoate (20μg/animal/day, sc; OVXE) or vehicle (sunflower oil; OVXV). Male rats underwent bilateral orchiectomy (ORQX) or sham surgery (SHAM). Guide cannulae were implanted into the right lateral ventricle for intracerebroventricular administration (icv) of drugs. We used angiotensin-converting enzyme type 2 (ACE2) activator, DIZE (diminazene of aceturate, 40 nmol / 2μl , icv ) or the antagonist of Ang-(1-7) Mas recetor, D-Ala7-ANG-(1-7) (A779, 10 nmol / 2μl, icv). The vehicle for both drugs was artificial cerebrospinal fluid (aCFS) administered in the same volume. For induction of thirst and sodium appetite, animals were subjected to hydrossaline depletion by administration of furosemide (20 mg / kg, sc) and access to distilled water and low sodium diet (corn ) for 24 hours. After microinjection of drugs, water and 0.3 M NaCl were reoffered and the ingested volume were recorded at the following 15, 30 , 60, 90 , 120, 180, 240 min and 24 h. Two-way analysis of variance was performed, followed by Bonferroni posthoc test when appropriate. The level of significance was p < 0.05. In females treated with vehicle or DIZE, sodium and water intake, as well as sodium preference index (SPI) did not differ between groups. However, OVXV ingested less water than OVXE when both were treated with A779 (p < 0.05). Twenty-four hours after reintroduction of fluids intake sodium ingestions was higher in OVXV than in OVXE when both received A779 (p<0.05). Similarly, OVXV rats showed greater preference for sodium when compared to OVXE, if both received icv injection of A779. Males ORQX microinjected with aCFS ingested more water than SHAM+aCSF. However, at 30 min, SHAM+DIZE male rats presented higher water intake when compared to their respective control. Up to 15 min after reintroduction of fluids, ORQX rats ingested less sodium than SHAM rats, regardless DIZE administration (p < 0.05). Water intake as well as SPI did not differ between groups in males undergoing A779 administrarion. However sodium intake was lower in ORQX+A779 than in ORQX+aCFS (p < 0.05) at 30, 60 , 90, 120 , 180 and 240 min after fluid presentation. Thus, we conclude that estrogen seems to exert inhibitory influences on sodium intake independent ECA2/ANG (1-7)/Mas activity. On the other hand, the male gonadal hormones act by raising intake for the regulation of salt intake shaft in the proposed protocol.
Keywords: Fisiologia endócrina
Hormônios gonadais
Enzima conversora da angiotensina
Sede
Apetite por sódio
Hormônios gonadais
ECA2
Thirst
Sodium appetite
Gonadal hormones
ACE2
Subject CNPQ: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Language: por
Country: BR
Publisher / Institution : Universidade Federal de Sergipe
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citation: ALVES, Julio Cesar Santana. Influence of gonadal hormones in the cerebral ACE2/ANG(1-7)/Mas axis for the control of thirst and sodium appetite in rats. 2013. 74 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Sergipe, Aracaju, 2013.
Rights: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/3870
Appears in Collections:Mestrado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JULIO_CESAR_SANTANA_ALVES.pdf1,51 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.