Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/3980
Tipo de Documento: Dissertação
Título: Avaliação de mecanismos envolvidos na gastroproteção induzida pelo extrato etanólico da entrecasca da Caesalpinia pyramidalis Tul.
Autor(es): Diniz, Polyana Borges França
Data do documento: 11-Abr-2014
Orientador: Thomazzi, Sara Maria
Resumo: A Caesalpinia pyramidalis, planta endêmica da região do Nordeste é utilizada popularmente para tratamento de diversos distúrbios patológicos e possui ação anti-inflamatória, anti-nociceptiva e gastroprotetora. O objetivo desse trabalho foi avaliar o efeito gastroprotetor do extrato da entrecasca da Caesalpinia pyramidalis (EECp) em modelos de úlcera aguda induzidas por etanol em ratos Wistar. Os animais ulcerados foram tratados com EECp na dose de 100 mg/kg, com L-NAME (bloqueador de óxido nítrico) e Propargilglicina (bloqueador de sulfeto de hidrogênio). Para todos os tratamentos foi avaliado o papel de mediadores gasosos como óxido nítrico (NO) e sulfeto de hidrogênio H2S, e também a participação de mastócitos e de moléculas envolvidas no processo inflamatório como a iNOS e a citocina IL-4. Na avaliação dos de NO observamos que o tratamento com L-NAME não foi capaz de reverter o efeito inibitório da EECp sobre as úlceras induzidas por etanol, demonstrando que o EECp não age pela via do NO. Contudo o H2S pode estar atuando na gastroproteção do EECp pois o seu bloqueio impediu o efeito gastroprotetor sobre as úlceras induzidas por etanol. Para avaliação de mastócitos cortes histológicos foram corados com azul de toluidina/ alcian blue/ safranina onde observamos diferentes fenótipos de mastócitos. Observamos um predomínio de mastócitos mucosos em todos os tratamentos. Para a avaliação de IL-4 e de iNOS foram utilizadas as técnicas de imunofluorescência e citometria de fluxo. Observamos que os animais ulcerados tratados com EECp apresentaram alta expressão de IL-4 e baixa expressão de iNOS, sugerindo uma atividade anti-inflamatória da EECp. Pode-se concluir que o efeito gastroprotetor do EECp e o possível mecanismo de ação, está relacionado ao H2S na diminuição do estresse oxidativo, diminuição do NO sintase induzível e com o efeito imunomodulatório positivo para IL-4, como a diminuição de mastócitos mucosos durante o processo inflamatório.
Abstract: Caesalpinia pyramidalis, is an endemic plant from the North east of Brazil which present scientifically proven anti-inflamatory, antinociceptive, and gastroprotective activities. This work aimed at evaluating the gastroprotective effect of the extract of Caesalpinia pyramidalis (EECp) bark in acute gastric ulcers induced by ethanol in Wistar rats. The ulcered animals were treated with a dose of 100mg/kg of EECp and L-NAME (nitric acid blocker) and Propargylglycine (hydrogen sulfide blocker). It was evaluated, in all treatments, the role of the gas mediators such as nitric oxide (NO) and hydrogen sulfide (H2S) and also the participation of mast cells and molecules involved in the anti-inflamatory process as iNOS and citocin IL-4. It was observed in the NO evaluation that the treatment with L-NAME was not able to revert the inhibitory effect of EECp on the ulcers induced by ethanol, showing that the EECp does not operate via NO. However, the H2S can operate in the gastro protection of the EECp as its block hindered the gastroprotective effect on the ulcers induced by ethanol. In order to evaluate the mast cells, histological cuts were made with toluidine blue/alcian blue/safranine where different mast cells phenotypes were observed. In all treatments a prevalence of mucous mast cells was observed. The techniques of immunofluorescence and flow cytometry were used to evaluate IL-4 and iNOS. The ulcered animals treated with EECp presented high expression of IL-4 and low expression of iNOS, suggesting an anti-inflammatory activity of EECp. In conclusion, the gastroprotective effect of EECp and its action mechanism are related to H2S in diminishing the oxidative stress, the induced NO synthase, and the positive immunomodulatory effect for IL-4, with the diminution of mucous mast cells during the inflammatory process.
Palavras-chave: Sistema gastrointestinal
Estômago
Caesalpina pyramidalis
Óxido nítrico
Sulfeto de hidrogênio
Ulcera
Ulcera gastrica
Antiúlcera
Gastrointestinal system
Hydrogen sulphide
Nitric oxide
Stomach
área CNPQ: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::FISIOLOGIA
Idioma: por
Programa de Pós-graduação: Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/3980
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciências Fisiológicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
POLYANA_BORGES_FRANCA_DINIZ.pdf1,9 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.