Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/4048
Document Type: Tese
Title: Modelagem de distribuição potencial e morfometria geométrica das populações florísticas de mangues no litoral sul de Sergipe, Brasil
Authors: Santos, Sindiany Suelen Caduda dos
Issue Date: 24-Feb-2016
Advisor: Souza, Rosemeri Melo e
Co-advisor: Araújo, Edilson Divino de
Resumo : Os manguezais são ecossistemas heterogêneos, complexos e detentores de relevância ecológica, social e econômica. Esta assertiva suscitou a investigação das respostas dos mangues às variações ambientais tanto em macroescala, como em microescala. Para tanto, de forma geral, a pesquisa investigou a atuação do clima e do nível relativo do mar sobre a distribuição potencial de Avicennia L.; Laguncularia racemosa (L.) Gaertn.f.; e Rhizophora mangle L., no litoral das regiões norte e nordeste do Brasil, na escala temporal 6.000 antes do presente (A.P.), 2015 e 2050, bem como a plasticidade fenotípica das folhas dos mangues do complexo estuarino Real-Piauí-Fundo, decorrentes de fatores abióticos e antropogênicos que afetam populações florísticas no litoral sul de Sergipe, Brasil. O método dedutivo e a Teoria Geral dos Sistemas constituíram o fio condutor teórico para construção da pesquisa. Na análise da influência de requerimentos climáticos e de influência no nível relativo do mar para distribuição potencial dos mangues, os modelos gerados a partir da ferramenta de Máxima Entropia (MAXENT) mostraram variações de áreas de adequabilidade nos distintos cenários. Eles também destacaram a influência da temperatura anual e da distância vertical à drenagem mais próxima como variáveis de importância nas predições. Por outro ângulo, para verificar a ocorrência de variações de forma e tamanho das folhas de mangues nos estuários inferior, médio e superior do complexo estuarino Real-Piauí-Fundo, a fim de examinar a plasticidade fenotípica das folhas e de que maneira os padrões de variação estão relacionados aos fatores sedimentológicos, climáticos e de salinidade da água, foram coletadas e analisadas amostras da flora, de sedimento, água e de 450 folhas para A. schaueriana Stapf e Laechm, 600 para Laguncularia racemosa (L.) Gaertn.f.e e 600 para Rhizophora mangle L. Na análise morfométrica foram utilizados 3 marcos e 16 semimarcos anatômicos ao longo da folha previamente digitalizada. As análises revelaram que tanto a forma da lâmina foliar, como o tamanho das folhas apresentaram variações significativas entre os três estuários (p<0.01). Logo, mesmo em microescala, ocorrem tendências de variação na forma e tamanho das folhas de mangues nas três áreas de amostragem, submetidas às diferentes pressões ambientais. Quanto à forma e tamanho, não existiu efeito de alometria (p< 0.01). Com o propósito de avaliar a vulnerabilidade dos mangues do complexo estuarino, em meio aos tensores antropogênicos e a possível relação destes com a plasticidade fenotípica foliar, a metodologia foi construída a partir de observações sistemáticas; da fixação de atributos de tensão antrópica; da determinação de pesos para o conjunto de tensores antropogênicos atuantes sobre os mangues; do estabelecimento de níveis de vulnerabilidade; e das análises de regressão linear entre forma, tamanho e tensores antrópicos. O setor de maior vulnerabilidade é o estuário superior. Porém, todas as áreas estão submetidas aos riscos das ações humanas. Os resultados apontaram também que tanto a forma como o tamanho das folhas de A. schaueriana e R. mangle possuíram valores significativos (p<0.01), ao contrário da L. racemosa. Ao concluir e fazer sugestões, a tese indica que é possível reconstruir a história ecológica dos ambientes, entender os fenômenos do presente, tanto a partir da modelagem preditiva, como das avaliações morfogeométricas, e subsidiar ações de conservação dos mangues, a fim de evitar futuras perdas da flora de manguezal.
Abstract: Mangroves are heterogeneous, complex ecosystems and detainers o ecological, social and economic relevance. This argument evoked the investigation of the responses of the mangroves to the environmental variations as much in macroscale as in microscale. For this purpose, in general, the research investigated the action of the weather and of the relative sea level over the potential distribution of Avicennia L.; Laguncularia racemosa (L.) Gaertn f.; and Rhizophora mangle L., on the northern and northeastern brazilian coasts, in the time scale 6.000 before present, 2015 and 2050, as well as the phenotypic plasticity of the leaves of the mangroves of Real-Piauí-Fundo estuary complex, due to abiotic and anthropogenic factors that affect the floristic populations on the Southern coast of Sergipe, Brazil. The deductive method and the General Systems Theory have built the theoretical line for the research. On the analysis of the influence of climatic requirements and the influence on the relative sea level for the potential distribution of mangroves, the models generated from this tool of maximum entropy (MAXENT) showed variations of adequability areas in different scenarios. They also highlighted the influence of the annual temperature and the vertical distance to the nearest drainage as important variables on the predictions. From another point of view, to verify the occurrence of variations of shape and size on the leaves of the mangroves on the inferior, middle and superior estuaries of the Real-Piauí-Fundo estuary, in order to examine the phenotypic plasticity of the leaves, and which way the variation patterns are related to the sedimentological, climatic, and salinity of the water factors, samples of the flora, of sediment, of water, and of 450 leaves of A. schauerianna Stapf and Laechm, 600 leaves of Laguncularia racemose (L.) Gaertn f, and 600 for Rhizophora mangle. In the morphometric analysis, 3 anatomic marks and 16 anatomic semimarks were used on the previously digitalized leaf. The analyses revealed that both the leaf lamina and the size of the leaf showed significant variations among the three estuaries (p< 0.01). Then, even in microscale, tendencies of variation in shape and size of the leaves of the mangroves in the three sampling areas occur, submitted to various environmental pressures. With the purpose of evaluating the vulnerability of the mangroves of estuary complex, among anthropogenic tensors and the possible relation of these tensors with the phenotypic plasticity of the leaf, the methodology was created from systematic observations; from the fixation of attributes of anthropic tension; from the setting of weights for the group of anthropogenic tensors acting of mangroves; from the establishment of levels of vulnerability; and from the analyses of linear regression among shape, size and anthropic tensors. The sector with higher vulnerability is the superior estuary. But, all the areas are submitted to the risks of human actions. The results also showed that both the shape and the size of the leaves of A. schauerianna and R. mangle had significant values (p< 0.01), in contrast to L. racemosa. When concluding and making suggestions, the thesis indicates it´s possible to recreate the ecological history of the environments, to understand the phenomena of the present, both from the predictive modeling, and from the morphogeometric evaluations, and subsidize actions of the mangrove conservations, in order to avoid future losses of the mangrove flora.
Keywords: Meio ambiente
Mangues florestais
Plasticidade fenotípica
Ecologia dos manguezais
Mangues
Modelagem preditiva
Morfometria geométrica
Vulnerabilidade
Mangroves
Predictive modeling
Phenotypic plasticity
Vulnerability
Subject CNPQ: OUTROS
Language: por
Country: Brasil
Publisher / Institution : Universidade Federal de Sergipe
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente
Citation: SANTOS, Sindiany Suelen Caduda dos. Modelagem de distribuição potencial e morfometria geométrica das populações florísticas de mangues no litoral sul de Sergipe, Brasil. 2016. 200 f. Tese (Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2016.
Rights: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/4048
Appears in Collections:Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SINDIANY_SUELEN_CADUDA_SANTOS.pdf4,46 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.