Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/4056
Document Type: Tese
Title: Monitoramento e conservação de cavalos-marinhos (Syngnathidae - Hippocampus reidi (GINSBURG, 1933)) no estuário do rio Vaza-Barris - SE
Authors: Franco, Ana Cristina Novelino Penna
Issue Date: 27-Oct-2016
Advisor: Ribeiro, Adauto de Souza
Co-advisor: Schwarz Junior, Roberto
Resumo : O trabalho foi realizado no Complexo Estuarino do Rio Vaza-Barris, área próxima à cidade de Aracaju. O objetivo geral deste estudo é analisar o padrão de ocorrência, estrutura populacional e aspectos ecológicos do Hippocampus reidi (GINSBURG, 1933), de modo a buscar a conservação desses peixes. Foram realizadas 21 coletas mensais, de setembro de 2013 até maio de 2015. Foram feitas 473 observações de cavalos-marinhos, em três pontos de amostragem: Riacho da Baleia, com 279 observações, Viral, com 105 observações e Caruara, com 89 observações. O comprimento dos cavalos-marinhos observados variou de 2,1 cm até 19,2 cm, e a média geral foi de 14,4 cm. Em todo o período amostral, foram encontrados mais indivíduos machos que fêmeas, e muito mais indivíduos adultos que juvenis. A densidade populacional variou significativamente de acordo com o ponto de coleta, porém esta não variou significativamente ao longo do tempo. Foram encontrados indivíduos em estágio do ciclo reprodutivo em quase todos os meses de amostragem, sendo que os picos de reprodução ocorreram em fevereiro de 2014, julho de 2014 e outubro de 2014. A partir de janeiro de 2014, foram iniciadas as marcações com elastômeros nos peixes observados, sendo marcados 232 indivíduos. Através da marcação e recaptura, a densidade populacional foi estimada em 294 peixes no Riacho da Baleia, 69 no Viral e 65 no Caruara. Em média, o crescimento dos peixes monitorados foi de 0,8 cm por mês, sendo que fêmeas e machos tiveram o padrão de crescimento bem próximos. Já o padrão de crescimento de acordo com as classes de tamanho obteve variação. As maiores médias nas taxas de crescimento ocorreram em abril, maio e junho. Foram observados 26 casais, 11 duplas de machos, 3 duplas de fêmeas, duas duplas de machos com indivíduos juvenis e nove grupos com três ou mais cavalos-marinhos. Ao longo do tempo, cinco casais se mantiveram juntos, duas duplas de machos com juvenis, e uma dupla de machos. Os dados relacionados ao agrupamento dos cavalos-marinhos indicam que existe fidelidade ao parceiro, e demonstram o comportamento social altamente estruturado dos cavalos-marinhos. A distribuição dos peixes no ambiente foi monitorada, e os dados corroboram a literatura na questão relacionada à fidelidade ao hábitat. Nenhum peixe recapturado se locomoveu para outro ponto monitorado do estuário. Conclui-se que existe uma população de cavalos-marinhos da espécie H. reidi distribuída em manchas no estuário do rio Vaza-Barris, que é encontrada ao longo de todo ano, e que possui baixa mobilidade, e se movimenta de acordo com a maré, mudando de localização, mas permanecendo sempre nas mesmas regiões. A área estudada possui diversas fontes de impacto antrópico, tais como pesca profissional e recreativa, bares flutuantes, navegação de lanchas e jet-skis, construção de casas e condomínios, e necessita de ações e políticas que limitem os diferentes usos desses locais, com o objetivo de conservar a biota em geral, e especificamente, a espécie H. reidi, que figura atualmente como vulnerável à extinção. As áreas de residência dessas populações de cavalos-marinhos devem ser delimitadas e atividades antrópicas de maior impacto devem ser evitadas. Além disso, deve-se evitar a supressão da vegetação de manguezal, já que esse substrato é fundamental para que os cavalosmarinhos continuem nestes locais. Através da implantação de projetos de gestão comunitária de recursos pesqueiros, o H. reidi pode se tornar uma espécie bandeira para o estuário do Rio Vaza-Barris, possibilitando a execução de projetos de conservação e ecoturismo na região.
Abstract: The study was conducted in the Estuarine Complex of Vaza-Barris River, an area near to city of Aracaju, Sergipe State, Brazil. The aim of this study is to analyze the pattern of occurrence, population structure and ecological aspects of H. reidi in order to find out ways for the conservation of these animals. In total 21 monthly samplings from September 2013 to May 2015 were carried out. 473 observations of seahorses were done in three sampling points: Riacho da Baleia point (total of 279 observations), Viral point (total of 105 observations) and Caruara point (total of 89 observations). The length of the seahorses observed ranged from 2.1 cm to 19.2 cm, and the overall length mean was 14.4 cm. All over the sample period more male individuals than female individuals were found likewise more adult individuals than juveniles. The population density showed significant differences according to the collection point, but this has not varied significantly over time. Individuals have been found in stage of the reproductive cycle in almost every month of sampling, and the reproductive peaks occurred in February 2014, July 2014 and October 2014. Starting January 2014, the markings were initiated for the observed organisms using elastomers and 232 individuals were marked. Through the mark-recapture, population density was estimated at 294 fish in Riacho da Baleia point, 69 fish in Viral point and 65 fish in Caruara point. The growth of the tracked organisms showed an average of 0.8 cm per month, and male and female individuals showed quite similar pattern of growth. The variations related to the growth pattern according to size classes was obtained and it showed the highest average growth rates in April, May and June. In total 26 couples, 11 pairs of males, 3 pairs of females, two pairs of males with juveniles and nine groups with three or more seahorses were observed. Throughout time, five couples, two pairs of male with juvenile, in the same way that a pair of males, remained together. The data about the clustering of seahorses indicate that there is fidelity to the partner, and demonstrate the highly structured social behavior of seahorses. The spatial fish distribution in the environment was monitored and the results corroborate the literature as it relates to loyalty to the habitat. No fish recaptured moved to another point monitored within the estuary. It was concluded that there is a population in the estuary of the Vaza-Barris River of seahorses H. reidi which is found throughout the year distributed in patches of low mobility, moving according to the tide and changing location, but always remaining within the same areas. The study area gets the impact of various anthropogenic sources, such as professional and recreational fishing, floating bars, boats navigation and jet-skis, construction of houses and condominiums, requiring actions and policies that limit the multiple uses of the region in order to conserve the biota in general and specifically the species H. reidi, which appears today as vulnerable to extinction. The areas used as home for the populations of seahorses must be delineated and human activities with the greatest impact should be avoided in those locations. Also the removal of mangrove vegetation should be avoided since this substrate is essential for the Seahorses continue surviving on such sites. Through the implementation of community management projects of fishery resources, the H. reidi can become a flagship species for the estuary of the Vaza-Barris River, allowing the implementation of conservation projects and ecotourism in the region.
Keywords: Cavalos-marinhos
Biodiversidade marinha
Conservação dos recursos marinhos
Sustentabilidade e meio ambiente
Estuários
Rio Vaza-Barris
Marcação
Bioelastômetro
Hippocampus reidi (GINSBURG, 1933)
Planejamento ambiental
Seahorses
Markings
Bioelastomer
Hippocampus reidi (GINSBURG, 1933)
Conservation
Vaza-Barris
Environmental planning
Subject CNPQ: OUTROS
Language: por
Country: Brasil
Publisher / Institution : Universidade Federal de Sergipe
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente
Citation: FRANCO, Ana Cristina Novelino Penna. Monitoramento e conservação de cavalos-marinhos (Syngnathidae - Hippocampus reidi (GINSBURG, 1933)) no estuário do rio Vaza-Barris - SE. 2016. 109 f. Tese (Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2016.
Rights: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/4056
Appears in Collections:Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ANA_CRISTINA_NOVELINO_P_FRANCO.pdf7,41 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.