Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/4481
Document Type: Dissertação
Title: Composição florística e estrutura da vegetação em área de caatinga e brejo de altitude na Serra da Guia, Poço Redondo, Sergipe, Brasil
Authors: Machado, Wedna de Jesus
Issue Date: 25-Mar-2011
Advisor: Prata, Ana Paula do Nascimento
Resumo : A Caatinga, bioma exclusivamente brasileiro, destaca-se por apresentar uma grande diversidade de espécies vegetais, muitas das quais endêmicas e com adaptações à deficiência hídrica. Em locais de maior altitude dentro do bioma podem-se encontrar encraves de Mata Atlântica, denominados Brejos de Altitude ou Matas Serranas, que configuram áreas núcleo de relevante importância para a preservação da biodiversidade. O presente estudo foi realizado como o objetivo de caracterizar estruturalmente a vegetação da Serra da Guia, localizada no município de Poço Redondo, Sergipe, Brasil, por meio do levantamento florístico e fitossociológico de duas áreas, uma situada na base (Caatinga) e a outra no topo da serra (Brejo de Altitude), com coletas sistemáticas e mensais, realizadas em trilhas e em 30 parcelas fixas de 400 m2, durante o período de outubro/2009 a setembro/2010. No total, foram amostradas 365 espécies (82 famílias), sendo 216 espécies (58 famílias) na área de Caatinga e 257 espécies (70 famílias) na área de Brejo. Na Caatinga, as famílias com maior riqueza específica foram Fabaceae (30) e Euphorbiaceae (15), enquanto que no brejo foram Fabaceae (23) e Asteraceae (15). Na amostragem do estrato arbustivo-arbóreo, a riqueza total foi de 92 espécies, sendo que a área de brejo apresentou maior riqueza que a de Caatinga (71 e 47 espécies, respectivamente). A espécie mais abundante no brejo foi Eugenia cf. edulis (n=655, 18,39%) e na Caatinga foi Pityrocarpa moniliformis (n=159, 13,86%). As espécies que apresentaram o maior VI na Caatinga e no brejo foram Syagrus coronata e Guapira sp., respectivamente. A comparação entre as espécies dominantes ocorrentes na Serra da Guia demonstrou que apenas duas (Guapira noxia e Syagrus coronata) das 31 espécies destacadas são comuns às áreas amostradas, porém com abundâncias significativamente diferentes. Os valores dos índices de diversidade de Shannon-Weaver (H ) e de equabilidade de Pielou (J ) obtidos para a área do brejo (H = 3,13 nats.ind-1; J = 0,97) foram superiores aos da área de Caatinga (3,02 nats.ind-1; J = 0,78). Os testes estatísticos apontaram diferenças significativas tanto em relação ao índice de diversidade quanto em relação à riqueza e composição florística das áreas de estudo. O valor do índice de Jaccard (26,9%) indica que as duas áreas compartilham menos da metade das espécies vegetais. A Serra da Guia configura-se no primeiro Brejo de Altitude descrito e estudado no Estado de Sergipe, e a análise da similaridade entre as comunidades vegetais da Caatinga e do brejo demonstrou que, embora ocorrendo próximas, essas formações apresentam características florísticas, fisionômicas e estruturais bem distintas.
Abstract: The Caatinga, exclusively brazilian biome, stands out by a great diversity of plant species, many of which are endemic, with adaptations to water deficit. In areas of higher altitude inside the biome, can be find enclaves of Atlantic Forest, known as Brejos de altitude or Matas Serranas , who make up core areas of significant importance to the preservation of biodiversity. This study was conducted as to characterize structurally the vegetation of the Serra da Guia, located in Poço Redondo, Sergipe State, Brazil, by means of floristic and phytosociological survey of two areas, one located at the base (Caatinga) and the other at the top of the mountain ( Brejo de Altitude ) with systematic and monthly collection held on track and in 30 permanent quadrats of 400 m2, during the period from october/2009 to september/2010. In total, were sampled 365 species (82 families), being 216 species (58 families) in the area of Caatinga and 257 species (70 families) in the area of Brejo. In the Caatinga, families with highest species richness were Fabaceae (30) and Euphorbiaceae (15), while in the Brejo were Fabaceae (23) and Asteraceae (15). In the sampling of woody stratum, the total richness was 92 species, but the Brejo area had the highest richness that the Caatinga (71 and 47 species, respectively). The most abundant species in the Brejo was Eugenia cf. edulis (n = 655, 18,39%) and in the Caatinga was Pityrocarpa moniliformis (n = 159, 13,86%). The species that presented the highest VI in the Caatinga and in the Brejo were Syagrus coronate and Guapira sp., respectively. The comparison between the dominant species occurring in the Serra da Guia showed that only two (Guapira noxia and Syagrus coronata) of 31 species highlighted are common to the sampled areas, but with significantly different abundances. The values of the index of Shannon-Weaver (H ') and Pielou (J') obtained for the area of Brejo (H = 3,13 nats.ind-1, J '= 0,97) were higher than the area of Caatinga (3,02 nats.ind-1, J '= 0,78). Statistical tests showed significant differences in terms of both diversity index as compared to the richness and floristic composition of the study areas. The value of the Jaccard index (26.9%) indicates that the two areas share less than half of plant species. The Serra da Guia sets in the first Brejo de Altitude described and studied in the State of Sergipe, e the analysis of similarity between plant communities Caatinga and Brejo showed that, although occurring near, these formations have characteristics floristic, physiognomic and structural distinct.
Keywords: Semiárido
Mata serrana
Caatinga
Brejo de altitude
Semiarid
Mata serrana
Caatinga
Brejo de altitude
Subject CNPQ: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
Language: por
Country: BR
Publisher / Institution : Universidade Federal de Sergipe
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-Graduação em Ecologia e Conservação
Rights: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/4481
Appears in Collections:Mestrado em Ecologia e Conservação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
WEDNA_JESUS_MACHADO.pdf7,06 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.