Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/4829
Tipo de Documento: Dissertação
Título: Modos de brincar na educação infantil : o que dizem as crianças?
Autor(es): Campos, Rafaely Karolynne do Nascimento
Data do documento: 3-Fev-2017
Orientador: Ramos, Tacyana Karla Gomes
Resumo: A pesquisa possui cunho etnográfico e fundamentou-se nos aportes teóricos da Sociologia da Infância, tendo como núcleo central o conceito de infância como construção social e a criança como ator social, sujeito histórico-cultural. O objetivo principal do presente estudo foi compreender como as crianças vivenciam suas infâncias a partir das brincadeiras de livre escolha por elas criadas dentro da rotina de uma instituição municipal de Educação Infantil. Com base nesse objetivo central foram elencados os seguintes objetivos específicos: a) compreender de quê e como brincam as crianças na rotina instituída por suas educadoras; b) averiguar como as crianças organizam as brincadeiras e como se constituem os grupos de pares em ocasiões brincantes e c) analisar as relações sociais que as crianças constroem entre seus pares de idade enquanto brincam. Participaram do estudo 25 crianças, de ambos os sexos, com idades de três anos, integrantes de uma escola pública de Educação Infantil do Município de Aracaju/SE. Para a produção de dados foram utilizadas anotações em diário de campo, fotografias e gravações em vídeo durante os meses de fevereiro a junho de 2016. As análises revelaram que, nas rotinas de brincadeiras, as crianças lançam mão de uma multiplicidade de saberes prévios que fornecem as regras e os comportamentos adequados ao esquema da rotina, permitindo às crianças reconhecerem e organizarem uma brincadeira. Os resultados indicaram que existe uma ordem social que estrutura os grupos de pares com regras construídas pelas próprias crianças nas ocasiões de brincadeiras. Esta ordem social permitia o desenvolvimento da brincadeira conjunta, na qual as crianças criavam e negociavam suas ações. A ordem social foi reconhecida na maneira como os grupos se organizam para brincar, nas tentativas de acesso aos grupos e desenvolvimento de estratégias de entrada e resistência das crianças nos grupos, nas hierarquias estabelecidas entre os pares de idade, revelando a figura do líder e suas funções na brincadeira instituída, na autonomia da criança na resolução dos conflitos e desacordos, nas normas e valores, como a solidariedade e o valor da amizade nas brincadeiras criadas. As formações de grupos de brincadeiras foram regidas por estratégias que utilizaram a amizade como principal forma de acesso aos grupos brincantes. Sendo assim, os achados deste trabalho sinalizaram a agência das crianças em suas interações sociais, revelando sua capacidade de interagirem entre pares, confirmando a ideia de que elas são socialmente ativas e protagonistas do mundo social.
Abstract: The research is ethnographic and based on the theoretical contributions of the Sociology of Childhood, having as central nucleus the concept of childhood as social construction and the child as a social actor, historical-cultural subject. The main objective of the present study was to understand how children experience their childhoods from the games of free choice created by them within the routine of a municipal institution of Early Childhood Education. Based on this central objective, the following specific objectives were listed: a) understanding of what and how children play in the routine established by their educators; B) to investigate how children organize play and how peer groups are constituted at playful occasions, and c) to analyze the social relationships that children construct among their peers while playing. The study included 25 children, both boys and girls, aged three years, members of a public school of Early Childhood Education in the Municipality of Aracaju / SE. For the production of data, field diary annotations, photographs and video recordings were used during the months of February to June 2016. The analyzes revealed that, in play routines, children use a multiplicity of prior knowledge that they provide The rules and behaviors appropriate to the routine scheme, allowing children to recognize and organize a play. The results indicated that there is a social order that structures the groups of pairs with rules constructed by the children themselves in the occasions of games. This social order allowed the development of joint play, in which children created and negotiated their actions. The social order was recognized in the way the groups organize themselves to play, in the attempts of access to the groups and development of strategies of entrance and resistance of the children in the groups, in the hierarchies established between the pairs of age, revealing the figure of the leader and his Functions in the established play, the autonomy of the child in the resolution of conflicts and disagreements, norms and values, such as solidarity and the value of friendship in the games created. The formations of groups of games were governed by strategies that used the friendship as main way of access to the groups gathers. Thus, the findings of this work signaled the children's agency in their social interactions, revealing their capacity to interact among peers, confirming the idea that they are socially active and protagonists of the social world.
Palavras-chave: Educação
Educação de crianças
Brincadeiras (educação)
Infância
História da educação (Sergipe)
Educação infantil
Children's play
Children's education
área CNPQ: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição/Editora: Universidade Federal de Sergipe
Sigla da Instituição: UFS
Programa de Pós-graduação: Pós-Graduação em Educação
Citação: CAMPOS, Rafaely Karolynne do Nascimento. Modos de brincar na educação infantil : o que dizem as crianças?. 2017. 166 f. Dissertação (Pós-Graduação em Educação) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/4829
Aparece nas coleções:Mestrado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RAFAELY_K_NASCIMENTO_CAMPOS.pdf8,86 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.