Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/4904
Tipo de Documento: Dissertação
Título: Autoalienação do trabalho e o trabalho docente em pós-graduação stricto sensu no PPGED/UFS
Autor(es): Santana, João Paulo Dória de
Data do documento: 23-Mai-2014
Orientador: Lacks, Solange
Resumo: O presente relatório de pesquisa tem como finalidade analisar os nexos e determinações entre a autoalienação do trabalho e o trabalho docente do professor - pesquisador em pós-graduação stricto sensu, em específico na Universidade Federal de Sergipe. Valemo-nos do materialismo histórico dialético como base explicativa, método de pesquisa e exposição. Nossas fontes empíricas foram os relatórios de gestão da Universidade Federal de Sergipe, dentre os anos de 2004 a 2012; entrevistas com professores pesquisadores vinculados ao corpo docente dos cursos de Mestrado e Doutorado do PPGED regularmente vinculados aos seus respectivos departamentos e os cadernos de indicadores CAPES da produção docente do PPGED entre os anos de 2004 e 2012. Levantamos a hipótese de que conforme o ordenamento legal proposto para as universidades públicas brasileiras nos últimos anos em nível de graduação e pós-graduação, apontamos para um processo específico, resultante da autoalienação do trabalho, a saber, a alienação do trabalho docente do professor pesquisador, manifestando-se por meio da precarização e intensificação de seu trabalho. Através da análise de nossas fontes empíricas e teóricas, apontamos que a expansão da UFS (aumento de 209% nas matrículas) não veio acompanhada de um proporcional crescimento no quadro docente (76%), o que resultou em um aumento da razão aluno x professor, bem como em uma redução (31,6%) no número de técnicos- administrativos por funções docentes em exercício. Ao analisar o conteúdo das entrevistas, reafirmamos nossas hipóteses de que a precarização e intensificação são expressões da alienação do trabalho docente, as quais também se expressam nas relações dos professores com as políticas e imposições do governo federal para as universidades. As longas jornadas de trabalho que ultrapassam os tempos e espaços institucionais, a precarização das condições de trabalho, além dos conflitos internos, mediados por relações de poder ou status caracterizam a especificidade da alienação do trabalho docente.
Abstract: This research report aims to analyze the connections and determinations between self-alienation of work and the teaching work of the teacher - researcher in post-graduate courses stricto sensu, in particular the Federal University of Sergipe. We have used the historical - dialectic materialism as an explanatory basis, the research method and exposure. Our empirical sources were the annual reports of the Federal University of Sergipe, from the years 2004 to 2012; interviews with teachers - researchers associated to the teaching body of the Master´s and Doctorate PPGED, regularly tied to their respective departments and CAPES indicators books of teaching production PPGED between the years 2004 and 2012. We hypothesized that as the legal order proposed for the Brazilian public universities in recent years at the graduate level and post-graduate, we point to a specific process, resulting self-alienation of work, namely, the alienation of the teaching work of teacher - researcher, manifesting through casualization and intensification of their work. Through the analysis of our empirical and theoretical sources, pointed out that the expansion of the UFS (increase of 209% in enrollment) did not come accompanied by a proportional increase in the teaching staff (76%), which resulted in an increased ratio of teachers x student, as well as a reduction (31.6%) in the number of administrative staff by teaching functions in office. By analyzing the interviews, we reaffirm our hypothesis that casualization and intensification are expressions of alienation of teaching work, which also express themselves in teachers´ relationships with the political and impositions the federal government to universities. The long working hours which exceed the time and institutional spaces, the precarious working conditions, in addition to internal conflicts, mediated by power relations or |status| characterize the specificity of the alienation of teaching work.
Palavras-chave: Ensino superior
Universidades e faculdades
Corpo docente
Estudo e ensino
Educação e Estado
Alienação
Políticas Públicas
Trabalho Docente
Pós-graduação
University
Public Politics
Teaching work
Post Graduate
Alienation
área CNPQ: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Agência de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Idioma: por
País: BR
Instituição/Editora: Universidade Federal de Sergipe
Sigla da Instituição: UFS
Programa de Pós-graduação: Pós-Graduação em Educação
Citação: SANTANA, João Paulo Dória de. Autoalienação do trabalho e o trabalho docente em pós-graduação stricto sensu no PPGED/UFS. 2014. 228 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/4904
Aparece nas coleções:Mestrado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JOAO_PAULO_DORIA_SANTANA.pdf2,12 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.