Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/4984
Tipo de Documento: Dissertação
Título: Tecnologias leves e enfermagem em unidades de terapia intensiva : um estudo comparativo
Título(s) alternativo(s): Lightweight technologies and nursing in intensive care units : a comparative study
Autor(es): Marinho, Pabliane Matias Lordelo
Data do documento: 28-Set-2015
Orientador: Campos, Maria Pontes de Aguiar
Resumo: As tecnologias leves estão relacionadas ao processo de vinculação do paciente aos profissionais da saúde, à autonomização do indivíduo, ao cuidado acolhedor e à gestão da assistência centrada nas demandas do paciente. A equipe de enfermagem, por estar ao lado do paciente durante as 24 horas, está predisposta à utilização destas tecnologias, sobretudo, em Unidades de Terapia Intensiva, onde a atenção pretende suprir a vulnerabilidade sempre constante dos pacientes. Objetivo geral: comparar o uso das tecnologias leves no cuidado prestado pelas equipes de enfermagem em Unidades de Terapia Intensiva entre Hospitais Públicos, sendo um de Ensino e outro Estadual da cidade de Aracaju/SE. Método: estudo descritivo, transversal, de abordagem quantitativa e natureza observacional. Os dados foram coletados através de um instrumento de observação validado através do Percentual de Concordância e Índice de Validade de Conteúdo (IVC) por seis juízes entre dezembro de 2014 e fevereiro de 2015. A coleta de dados foi realizada no Hospital de Ensino e no Hospital Estadual no período de março e abril de 2015, no qual foram observados enfermeiros e técnicos/auxiliares de enfermagem durante as atividades assistenciais. Na análise dos dados foram utilizados os Testes do Kolmorogov-Smirnov, Teste de Mann-Whitney e Qui-quadrado. Resultados: o Teste do Kolmorogov-Smirnov demonstrou a distribuição não-normal das tecnologias leves e o Teste de Mann-Whitney apresentou um p-valor <0,0001 o que significa que o uso de tecnologia leves pelas equipes do Hospital de Ensino e Estadual foram estatisticamente diferentes, sendo que o Hospital de Ensino apresentou maior prevalência no uso das tecnologias leves. Quanto à categoria profissional, os enfermeiros utilizaram com mais frequência as tecnologias leves que os técnicos/auxiliares de enfermagem. Conclusão: As tecnologias leves, quando efetivamente utilizadas, transformam o processo de trabalho, impactam sobre a humanização na assistência de enfermagem, uma vez que, a essência do cuidado é o ser humano e a aplicação de tais tecnologias favorecem uma aproximação com outras necessidades além das biológicas.
Abstract: Lightweight technologies relate to the binding process of patient health professionals, to the empowerment of the individual, to welcoming and the management of assistance focused on the demands of the patient. The nursing staff, to be next to the patient during the 24 hours, is predisposed to the use of these technologies, especially in intensive care units, where attention is intended to meet continuous vulnerability of patients. General objective: to compare the use of lightweight technologies in the care provided by nursing in intensive care units between public hospitals, being a State education and another in the city of Aracaju/SE. Method: descriptive, cross-sectional study of quantitative approach and observational nature. The data were collected by means of an observation instrument validated through the Percentage of Agreement and Content Validity Index (CVI) by six judges from December 2014 and February 2015. The data were collected in the teaching Hospital and State Hospital during the period of March and April 2015, in which were observed nurses and nursing assistants/technicians for assistance activities. In the analysis of the data has been used the Kolmorogov-Smirnov test, Mann-Whitney Test and Chi-square. Results: the Kolmorogov-Smirnov test showed the non-normal distribution of light technologies and the Mann-Whitney Test presented a p-value < 0.0001 which means that the use of lightweight technology by State and teaching Hospital were statistically different, being that the teaching Hospital showed the highest prevalence in the use of light technologies. As for the professional category, the nurses used most often lightweight technologies technicians/nursing assistants. Conclusion: lightweight technologies, when used effectively, transform the process of work, impacting on the humanization in nursing care, since the essence of care is the human being and the application of such technologies lead to a rapprochement with other needs in addition to the biological.
Palavras-chave: Enfermagem
Unidade de terapia intensiva
Tecnologia
Tecnologias em saúde
Health technologies
Nursing
Intensive care unit
área CNPQ: CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
Idioma: por
País: Brasil
Instituição/Editora: Universidade Federal de Sergipe
Sigla da Instituição: UFS
Programa de Pós-graduação: Pós-Graduação em Enfermagem
Citação: Marinho, Pabliane Matias Lordelo. Tecnologias leves e enfermagem em unidades de terapia intensiva : um estudo comparativo. 2015. 90 f. Dissertação (Pós-Graduação em Enfermagem) - Universidade Federal de Sergipe, Aracaju, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/4984
Aparece nas coleções:Mestrado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PABLIANE_MATIAS_LORDELO_MARINHO.pdf1,32 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.