Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/4994
Tipo de Documento: Dissertação
Título: Percepção do enfermeiro acerca das mães contraindicadas a amamentar no alojamento conjunto
Título(s) alternativo(s): Nurses' perception of mothers contraindicated breastfeeding in rooming
Autor(es): Rocha, Tatiane Negrão Assis da
Data do documento: 27-Jan-2016
Orientador: Rêgo, Rita Maria Viana
Resumo: O aleitamento materno é indiscutivelmente considerado no mundo como a forma ideal para alimentar o bebê e caracteriza-se como fator preditivo para promoção da saúde deste, conferindo proteção contra a morbimortalidade. Entretanto, em algumas situações bem restritas, o Ministério da saúde contraindica a amamentação. E nessas situações acredita-se ser indispensável pensar nas mães que tiveram a amamentação contraindicada. Objetivos: compreender a percepção do enfermeiro acerca das mães que vivenciam condições que contraindicam a amamentação e reconhecer a experiência do cuidar de mães que tiveram a amamentação contraindicada. Método: Estudo descritivo, exploratório, com abordagem qualitativa. Participaram dezenove enfermeiras atuantes em alojamento conjunto, em duas maternidades de referência em Aracaju, SE. Os dados foram analisados por meio da análise de conteúdo e fundamentados pela Teoria do Interacionismo Simbólico. Resultados: As enfermeiras perceberam que mães que tem a amamentação contraindicada demandam maior atenção e cuidado. Perceberam ainda que quando essas mães compreendem que a não amamentação protege seus bebês, apresentam sentimentos de consciência, conformismo e aceitação, além de tristeza, frustração, medo, angústia, vergonha, constrangimento, culpa e fuga ao vivenciarem o convívio do alojamento conjunto com mulheres que podem amamentar, e devido ao enfaixamento das mamas. Verificou-se que as participantes consideraram que é importante para resguardar a privacidade das mães que tiveram o aleitamento materno contraindicado, que estas sejam alocadas em ambientes privativos. O enfaixamento das mamas permaneceu amplamente utilizado, como medida associada à inibição farmacológica da lactação, embora já não recomendado pelo Ministério da Saúde. Constatou-se que as enfermeiras priorizam ações de orientação e enxergam a importância do acolhimento a essas mães. Conclusão: Enfermeiros demonstraram a sua percepção acerca das mães contraindicadas a amamentar no alojamento conjunto. O estudo demonstrou a necessidade de preocupação com uma prestação de cuidados de enfermagem mais qualificada, e que com sensibilidade ofereça cuidados, apoio e orientação, buscando entender a singularidade que cada situação exige. Neste contexto, o olhar do pesquisador foi apoiado na Teoria do Interacionismo simbólico.
Abstract: Breastfeeding is arguably considered the world as the ideal way to feed the baby and is characterized as a predictive factor for this health promotion, providing protection against morbidity and mortality. However, in some very limited situations, the Ministry of Health contraindication to breastfeeding. And in these situations it is believed to be essential to think of the mothers who had contraindicated breastfeeding and negative feelings that can come from this experience. Objective: understand the perception of nurses about the mothers who experience conditions that contraindicate breastfeeding and recognize the experience of caring for mothers who had the breastfeeding contraindicated. Methods: A descriptive and exploratory study with a qualitative approach. Attended nineteen nurses who work in rooming in two referral hospitals in Aracaju, SE. Data were analyzed using content analysis and based on the Theory of Symbolic Interaction. Results: Nurses noticed that mothers who have displayed against breastfeeding require more attention and care. They realized even when these mothers understand that not breastfeeding protects their babies have feelings of consciousness, conformity and acceptance, as well as sadness, frustration, fear, anguish, shame, embarrassment, guilt, and escape when they experience the conviviality of rooming with women who can breastfeed, and due to bandaging the breasts. It was found that the participants considered that it is important to protect the privacy of mothers who had contraindicated breastfeeding, as these are allocated in private environments. The bandaging the breasts remained widely used as a measure associated with pharmacological inhibition of lactation, though no longer recommended by the Ministry of Health. It was found that nurses prioritize orientation actions and they see the importance of the host to these mothers. Conclusion: Nurses demonstrated their perception of mothers contraindicated breastfeeding in rooming. The study demonstrated the need for concern with the provision of more skilled nursing care, and sensitively provide care, support and guidance, seeking to understand the uniqueness that each situation requires. In this context, the researcher's perspective was supported by the Theory of Symbolic Interactionism.
Palavras-chave: Enfermagem
Aleitamento materno
Serviços de saúde materno-infantil
Nursing
Breastfeeding
Maternal-child health services.
área CNPQ: CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
Idioma: por
País: Brasil
Instituição/Editora: Universidade Federal de Sergipe
Sigla da Instituição: UFS
Programa de Pós-graduação: Pós-Graduação em Enfermagem
Citação: Rocha, Tatiane Negrão Assis da. Percepção do enfermeiro acerca das mães contraindicadas a amamentar no alojamento conjunto. 2016. 87 f. Dissertação (Pós-Graduação em Enfermagem) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/4994
Aparece nas coleções:Mestrado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TATIANE_NEGRAO_ASSIS_ROCHA.pdf1,83 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.