Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/5001
Tipo de Documento: Dissertação
Título: Conhecimento e atitude de indivíduos com diabetes mellitus atendidos no ambulatório de um hospital universitário
Autor(es): Resende, Gabryella Garibalde Santana
Data do documento: 31-Mai-2016
Orientador: Góis, Cristiane Franca Lisboa
Resumo: Ao considerar que o controle glicêmico está relacionado ao autocuidado do diabetes mellitus (DM) e, por conseguinte, ao conhecimento e à atitude frente à doença e seu tratamento, investigar essas variáveis pode subsidiar o planejamento da assistência de enfermagem destinado a essa população. Objetivo: avaliar o conhecimento sobre a doença e o tratamento e as atitudes/prontidão para o autocuidado de indivíduos com a doença e sua relação com as variáveis sociodemográficas e clínicas. Método: estudo quantitativo, descritivo e transversal realizado com 121 indivíduos com DM tipo 2, atendidos no Ambulatório do Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe. Foram utilizados três instrumentos: um para caracterização sociodemográfica e clínica dos participantes, outro para avaliação do conhecimento sobre o DM e tratamento denominado Diabetes Knowledge Scale Questionnaire - DKN - A e, por último, o Diabetes Attitudes Questionnaire - ATT - 19. Resultados: a média de idade dos participantes foi de 60,6 anos, a maioria era do sexo feminino (80,2%) e tinha até o ensino fundamental incompleto (69,4%). O tempo médio de diagnóstico de DM foi de 15,7 anos, 43,8% faziam uso de antidiabético oral e 53,7% não praticavam atividade física regular. Quanto à avaliação do conhecimento, 52,8% apresentaram escores iguais ou menores que oito, indicando baixo conhecimento sobre o DM e seu tratamento. Em relação à atitude, 98,3% apresentaram escores menores ou iguais a 70. Conclusão: a maior parte dos indivíduos era idosa, do sexo feminino, com ensino fundamental incompleto e tinha a doença há aproximadamente 15,7 anos. Cerca da metade dos indivíduos apresentou baixo conhecimento sobre a doença e uma expressiva maioria apresentou baixa atitude/prontidão para o autocuidado. Indivíduos mais jovens apresentaram mais conhecimento sobre o DM, enquanto que os do sexo feminino e com menor tempo de estudo apresentaram melhor atitude/prontidão para o autocuidado.
Abstract: When considering that glycemic control is related to self-care of diabetes mellitus (DM) and, therefore, to the knowledge and attitude to the disease and its treatment, to investigate these variables can support the planning of nursing care for this population. Objective: to evaluate the knowledge of the disease and treatment and attitudes/promptitude for self-care of people with this disease and its connection to sociodemographic and clinical variables. Method: quantitative, descriptive and cross-sectional study, carried out with 121 individuals with type 2 DM, treated at the Clinic of the University Hospital of the Federal University of Sergipe. Three tools were used, one for sociodemographic and clinical characterization of the participants, another for evaluation of knowledge of DM and its treatment, called Knowledge Scale Questionnaire - DKN – A, and finally the Diabetes Attitudes Questionnaire - ATT - 19. Results: the average age of participants was 60.6 years old, most were female (80.2%) and had studied up to the elementary school (69.4%). The median time from diagnosis of DM was 15.7 years, 43.8% were using oral anti-diabetic and 53.7% did not practice regular physical activity. As for the evaluate of knowledge, 52.8% had equal or lower scores than eight, indicating low knowledge of DM and its treatment. Regarding attitude, 98.3% had scores less than or equal to 70. Conclusion: the majority of individuals were elderly, female, with incomplete elementary school and had the disease for approximately 15.7 years. About half of the subjects had low knowledge of the disease and a large majority had low attitude/promptitude for self-care. Younger individuals showed more knowledge of DM, while the female and with shorter study showed better attitude/promptitude for self-care.
Palavras-chave: Enfermagem
Diabetes Mellitus
Pacientes
Atitude frente à saúde
Autocuidado
Knowledge
Attitude
área CNPQ: CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
Idioma: por
País: Brasil
Instituição/Editora: Universidade Federal de Sergipe
Sigla da Instituição: UFS
Programa de Pós-graduação: Pós-Graduação em Enfermagem
Citação: RESENDE, Gabryella Garibalde Santana. Conhecimento e atitude de indivíduos com diabetes mellitus atendidos no ambulatório de um hospital universitário. 2016. 56 f. Dissertação (Pós-Graduação em Enfermagem) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristovão, SE, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/5001
Aparece nas coleções:Mestrado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
GABRYELLA_GARIBALDE_S_RESENDE.pdf2,32 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.