Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/5301
Document Type: Dissertação
Title: Cálculo dos coeficientes de conversão de dose efetiva em termos de Kerma no ar para fótons utilizando simulador antropomórfico voxel masculino na postura sentada
Authors: Galeano, Diego Castanon
Issue Date: 1-Mar-2013
Advisor: Carvalho Júnior, Albérico Blohem de
Resumo : Os limites de dose são estabelecidos em termos de grandezas de proteção. Entretanto, essas grandezas não são diretamente mensuráveis. Dessa forma, é necessário o cálculo de coeficientes de conversão de dose (CCs), que relacionam essas grandezas de proteção com grandezas físicas mensuráveis. Neste trabalho foram calculados CCs de dose equivalente e dose efetiva em termos de kerma no ar em um simulador voxel masculino na postura em pé e sentada em ambientes com ar e vácuo. Foi utilizado o código Visual Monte Carlo (VMC) para elaborar os cenários de irradiação com uma fonte plana de fótons monoenergéticos variando sua energia de 0,01 MeV até 2,0 MeV para as geometrias de irradiação antero-posterior (AP), postero-anterior (PA), lateral esquerdo (LLAT), lateral direito (RLAT) e rotacional (ROT). A fim de observar possíveis variações entre os CCs calculados, os valores para cada ambiente e cada postura foram comparados. Também foram comparados os valores dos CCs do simulador na postura em pé com os CCs apresentados nas publicações nº 74 e nº 116 da ICRP. A comparação entre os valores dos CCs obtidos com o simulador na postura em pé utilizado neste trabalho e os valores apresentados nas publicações nº 74 e nº 116 da ICRP apresenta divergências em praticamente todos os órgãos, em virtude, principalmente, de diferenças entre os simuladores utilizados, como massa e anatomia dos órgãos. Quando comparados os valores dos CCs em ambientes com vácuo e ar, foram observadas variações de até 83 % em baixas energias, energias abaixo de 0,05 MeV. Estas variações ocorrem principalmente na geometria de irradiação AP. Observaram-se, também, diferenças significativas principalmente nas geometrias de irradiação AP, PA e ROT, com variações de até 100 %, nos CCs entre as duas posturas em 7 órgãos dos 18 estudados. A comparação entre os CCs de dose efetiva entre a postura em pé e sentada apresentaram diferenças significativas nas geometrias de irradiação AP, PA e ROT, com variações de até 53 %. As divergências encontradas nos CCs entre a postura em pé e sentada são atribuídas principalmente à diferença na distribuição e geometria dos órgãos quando a postura do simulador é modificada. Verifica-se, dessa forma, a importância da obtenção de coeficientes de conversão de doses utilizando cenários de radiação nos quais os simuladores estão em ambientes e posturas diferentes daquelas encontradas na literatura.
Abstract: The dose limits are set in terms of protection quantities. However, these quantities are not directly measurable. Thus, it is necessary to calculate the dose conversion coefficients (CCs), which relate these protection quantities with measurable physical quantities. In this work, were calculated CCs for equivalent dose and effective dose in terms of air kerma in a male voxel simulator at standing and sitting postures in air and vacuum environments. The Visual Monte Carlo (VMC) code was used to develop irradiation scenarios with a plane source of monoenergetic photons with energy ranging from 0.01 MeV to 2.0 MeV for irradiation geometries anteroposterior (AP), postero-anterior (PA), left lateral (LLAT), right lateral (rlat) and rotational (ROT). In order to observe possible variations between the CCs calculated, these values were compared for each environment and each posture. Were also compared the values of CCs of the simulator in standing posture with the CCs presented in publications 74 and 116 of the ICRP. The comparison between the values of CCs obtained with the simulator in the standing posture used in this work and the values presented in publications 74 and 116 of the ICRP shows variations in practically all organs, due mainly to differences between the simulators used such as organs mass and anatomy. By comparing the CCs values in air and vacuum environments, variations were observed in the CCs up to 83% at low energies (energies below 0.05 MeV). These variations occur mainly in the AP irradiation geometry. There were also significant differences primarily in AP, PA and ROT irradiation geometries, with variations of up to 100% in the CCs between the two postures in 7 of the 18 organs studied. The comparison between the CCs for effective dose between the sitting and standing posture showed differences in irradiation geometries AP, PA and ROT, with variations of up to 53 %. The divergences found in CCs between sitting and standing posture are attributed mainly to the difference in distribution and geometry of the organs when the posture of the simulator is modified. It is verified thus the importance of obtaining dose conversion coefficients using radiation scenarios in which the simulator are in different environments and postures than those found in the literature
Keywords: Monte Carlo, Método de
Radiação - Medição
Radiação - Dosimetria
Monte Carlo method
Radiation
Radiation dosimetry
Subject CNPQ: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::FISICA
Language: por
Program Affiliation: Pós-Graduação em Física
Rights: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/5301
Appears in Collections:Mestrado em Física

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DIEGO_CASTANON_GALEANO.pdf3,94 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.