Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/5443
Document Type: Tese
Title: Nos(dos) meandros ambientais : a natureza das águas urbanas em Aracaju
Authors: Silva, Daniel Almeida da
Issue Date: 29-Feb-2016
Advisor: Pinto, Josefa Eliane Santana de Siqueira
Resumo : A Geografia tem o estudo da espacialidade como premissa básica e escopo, assim, ao eleger as águas urbanas – recurso – como o cerne desta tese, procuramos explicar o processo de produção do espaço urbano da cidade de Aracaju – excetuando a área de expansão – utilizando-se de uma análise integrada de sociedade e natureza tendo como viés a discussão hídrica. São consideradas duas vias de análise: i) avaliação da dimensão física, que debruça-se sobre processos morfoclimáticos e pedogenéticos e, dessa forma, compreende a dinâmica dos componentes ambientais da cidade e; ii) análise da dimensão histórica, integrada e conclusiva dos aspectos socioeconômicos, políticos e jurídicos sobre as condições hídricas atuais da capital, associando assim o crescimento urbano à ocupação de áreas alagadas, inumação e retificação de canais fluviais, o (des)acesso quantitativo e qualitativo à água e, por fim, o descarte dos efluentes. Portanto, optou-se por metodologias que respondem às questões de pesquisa, como análise da Sócio-Espacialidade (1977) e da análise de totalidade embasada pelo sóciometabolismo do capital de Mészáros (2002). O sítio urbano de Aracaju tem se caracterizado por exemplos pluvioerosivos e hidrodinâmicos preocupantes, resultantes das derivações processadas pelo homem. Problemas de escoamento são constantes no período das chuvas, não existindo estrutura de vazão em relação à quantidade de água pluvial que se intensifica em função do crescimento da impermeabilização de superfícies e consequentes tendências de disritmias pluviométricas. Pode-se afirmar que a problemática das águas urbanas em Aracaju reporta-se à crise ambiental, aqui qualificada como uma forma particular de manifestação de uma crise global e estrutural, ou seja, a crise das sociedades produtoras de mercadorias, que ganha contornos especiais na periferia do sistema capitalista. Crise que tem uma dimensão global, que pode ser atestada pelo crescente aumento da demanda de água potável e pelo caráter crescentemente limitado desse recurso (contradição que lhe tem conferido valor econômico estratégico) e também local, uma vez que o padrão de reprodução sóciometabólica do capital em curso aprofunda, ao invés de combater, a situação de degradação das águas em Aracaju.
Abstract: Geography has the study of spatiality as a basic premise and scope, therefore, to elect the urban water - resource - as the core of this thesis, we tried to explain the production process of urban space in the city of Aracaju - except the expansion area - using an integrated analysis of society and nature having as bias the discussion of the water issue. They are considered two-way analysis of: i) assessment of the physical dimension, which focuses on morphoclimatic and pedogenic processes and thus comprises the dynamics of environmental components and the city; ii) analysis of the historical dimension, integrated and conclusive of the socioeconomic, political and legal on the current water conditions of the capital, thus linking the urban growth to the occupation of wetlands, burial and straightening of river channels, the quantitative and qualitaty (un)access of water and, finally, the disposal of effluents. Therefore, it was decided to methodologies that respond the research issues, they are: the analysis of Socio-spatiality (1977) by Santos, as well as the analysis of totality grounded by the social metabolism of capital by Mészáros (2002). Aracaju urban site has been characterized by worrying pluvial erosions and hydrodynamic examples, resulting from leads processed by man. Flow problems are constant during the rainy season, in the absence of flow structure in relation to the amount of rainwater that is intensified by the growth of sealing surfaces and consequent trends of rainfall dysrhythmias. In summary, it can be said that the problem of urban water in Aracaju refers to the environmental crisis, here described as a particular form of manifestation of a global and structural crisis, that is, the crisis of the producing societies of goods, that wins special contours on the periphery of the capitalist system. A crisis that has a global dimension, which can be attested by the increasing drinking water demand and the increasingly limited nature of this resource (contradiction that has conferred it a strategic economic value) and also local, since the pattern of social metabolic reproduction of the ongoing capital deepens, rather than to combat the situation of degradation of water in Aracaju.
Keywords: Geografia
Geografia urbana
Recursos hídricos
Drenagem
Recurso hídrico
Código de posturas
Macrodrenagem urbana
Socioespacialidade
Subject CNPQ: CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher / Institution : Universidade Federal de Sergipe
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-Graduação em Geografia
Citation: Silva, Daniel Almeida da. Nos(dos) meandros ambientais : a natureza das águas urbanas em Aracaju. 2016. 193 f. Tese (Pós-Graduação em Geografia) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2016.
Rights: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/5443
Appears in Collections:Doutorado em Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DANIEL_ALMEIDA_SILVA.pdf8,08 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.