Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/5511
Document Type: Dissertação
Title: Aspectos taxonômicos das formas familiares de produção : um estudo de caso no estado de Sergipe
Authors: Santos, Handresha da Rocha
Issue Date: 18-Apr-2016
Advisor: Costa, José Eloízio da
Resumo : A agricultura familiar tradicional é reconhecida por sua potencialidade, sua diversificação da produção e suas alternativas para geração de renda. Esse setor da agricultura é sempre lembrado pela importância na absorção de emprego, na produção de alimentos e sua inserção aos mercados. O presente estudo teve como objetivo evidenciar a categoria ‘agricultura familiar’ tomando como objeto a unidade de produção e suas características intrínsecas, tais como a questão da gestão, da estrutura fundiária, bem como do perfil familiar. A proposta é analisar a taxonomia em estudos de casos em dois municípios sergipanos, que foram definidos a partir de análises e estudos de dissertações e teses, de dados do censo agropecuário e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O recorte espacial escolhido para o desenvolvimento da pesquisa foi, por sentimento de pertencimento e realidade vivenciada dos pequenos produtores rurais, o município de Japaratuba, localizado na região do Vale do Cotinguiba e, também, o de Moita Bonita, localizada no agreste Sergipano. Para tanto, foi realizada uma pesquisa de base qualitativa e quantitativa, por meio dos seguintes procedimentos: pesquisa bibliográfica, onde foi realizado um levantamento de artigos científicos, dissertações, teses e autores que se correlacionam com a temática abordada, permitindo um aprofundamento teórico que norteia o estudo; análise de dados do Censo Agropecuário (2006) os quais serviram como fonte de dados para as análises comparativas entre os municípios; trabalho de campo com realização de entrevistas com atores sociais e institucionais; e aplicação de questionários junto aos agricultores. Logo, a análise validou que os municípios pesquisados apresentam características diferentes no desenvolvimento da agricultura familiar, em relação à gestão, ao tamanho e à renda. Foi realizada uma classificação das unidades familiares, baseada na percepção e questionário aplicado. Essa classificação taxonômica mostrou a caracterização das unidades de acordo com o seu tamanho e núcleo operacional. Contudo, verificou-se que a inserção tecnológica e a relação de trabalho/ produção varia de acordo com o perfil das famílias e dos cultivos, em todas classificações das propriedades existe o desenvolvimento da agricultura familiar, porém as médias propriedades são os perfis otimizados de maior rentabilidade para reprodução da unidade familiar. Quanto a questão da juventude rural verificou se que em Japaratuba e Moita Bonita, no que tange ao processo de migração essa, continua a ser um entrave para o desenvolvimento no campo. Aliado a este processo, a falta de um planejamento rural voltado para as políticas públicas, com restrições relacionadas ao acesso ao crédito e ao o apoio social, político e econômico dificultam o desenvolvimento da agricultura familiar. Foi diagnosticada a importância da inserção tecnológica na unidade produtiva, onde é pertinente afirmar que, o tamanho dos estabelecimentos não são determinantes no total da produção uma vez que, com a inserção tecnológica, é possível otimizar o espaço e obter uma boa produção, culminando em ganhos ambientais significativos e na obtenção dos resultados econômicos.
Abstract: The traditional family farm is recognized for its potential, diversification of production and its alternatives for income generation. This family sector is always remembered for the importance in absorbing employment, food production and its insertion to markets. This study aimed to highlight the category 'family farm' taking as object the production unit and its intrinsic characteristics, such as the issue of management, land tenure, and the family profile. The proposal is to analyze the taxonomic case studies in two municipalities in Sergipe, which were defined from analysis and studies of dissertations and theses, the agricultural census data and the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE). The spatial area chosen for the development of the research was, by feeling of belonging and real situation of small farmers, the municipality of Japaratuba, located in Cotinguiba Valley region and the Mote Bonita, located in harsh Sergipano. Therefore, a qualitative and quantitative baseline survey was carried out by means of the following: bibliographical research, which was conducted a survey of scientific papers, theses, dissertations and authors that correlate with the theme discussed, allowing a theoretical deepening guiding the study; Census of Agriculture data analysis (2006) which served as a data source for comparative analysis among municipalities; fieldwork with interviews with social and institutional actors; and application of questionnaires to farmers. Therefore, the analysis has validated the surveyed municipalities have different characteristics in the development of family agriculture, for the management, the size and income. Was made a classification of family units based on perception and questionnaire applied this taxonomic classification showed the characterization of units according to their size and operational core. However, it was found that the technological insertion and relative working / production varies according to the profile of families and crops, in all classifications of properties exists the development of family farms, but the average properties are optimized profiles greater viability for reproduction of the family unit. As for the question of rural youth found that in Japaratuba and Moita Bonita, with respect to the migration process remains an obstacle to development in the field. Allied to this process, the lack of rural planning facing public policy with restrictions related to access to credit and social support, political and economic hamper the development of family farming. Was diagnosed the importance of technological integration in the production unit, where it is unreasonable to assume that the size of the establishments are not decisive in the total production since, with the technology insertion, you can optimize the space and get a good production, culminating in significant environmental gains and achieving economic results.
Keywords: Geografia
Agricultura familiar
Desenvolvimento rural
Famílias rurais
Trabalho -- Aspectos sociais
Unidades de produção
Território
Moita Bonita (SE)
Japaratuba (SE)
Family farming
Rural development
Production units
Territory
Subject CNPQ: CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher / Institution : Universidade Federal de Sergipe
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-Graduação em Geografia
Citation: SANTOS, Handresha da Rocha. Aspectos taxonômicos das formas familiares de produção : um estudo de caso no estado de Sergipe. 2016. 165 f. Dissertação (Pós-Graduação em Geografia) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2016.
Rights: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/5511
Appears in Collections:Mestrado em Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
HANDRESHA_ROCHA_SANTOS.pdf3,73 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.