Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/5586
Document Type: Tese
Title: Redes geográficas e potencial fitogeográfico apícola nos territórios produtivos de Sergipe
Authors: Silva, Edimilson Gomes
Issue Date: 31-Oct-2013
Advisor: Souza, Rosemeri Melo e
Resumo : Esse trabalho visa analisar as redes geográficas e o potencial fitogeográfico para atividade apícola em Sergipe à luz das redes geográficas enquanto categoria de análise, tendo como recorte empírico os territórios de planejamento: o Alto Sertão, com destaques para os municípios de Canindé de São Francisco, Poço Redondo, Porto da Folha, Nossa Senhora da Glória e Nossa Senhora de Lourdes; Agreste Central (Frei Paulo); Sul Sergipano (Estância e Salgado); Centro Sul (Lagarto, Poço Verde e Tobias Barreto); e, Baixo São Francisco (Brejo Grande). A pesquisa ocorreu a partir de levantamento bibliográfico, documental e censitário acerca da temática abordada; pesquisa de campo a partir de visitas aos territórios produtivos que dispõe de potencial fitogeográfico para a apicultura; entrevistas semiestruturadas com os atores que fazem parte da rede apícola e com representantes de entrepostos e cooperativas de apicultores; aplicação de técnicas cartográficas para elaboração dos mapas; ordenamento e tabulação dos dados; e, análise e interpretação das informações. As redes geográficas da apicultura encontram-se configurada em redes de produção, de comercialização, financeira, técnica, científica, e informacional cujas análises evidenciam a existência de potencial fitogeográfico nos remanescentes florestais capazes de atender a prática e o desenvolvimento da apicultura em Sergipe. Entretanto, além das condições climáticas, os fatores de caráter estrutural e organizacional dificultam o crescimento dessa atividade: a falta de sinergia entre atores constituintes da rede; a inexistência de profissionalismo por parte dos apicultores, que embora tenham conhecimentos técnicos, ainda praticam a atividade de forma amadora; e quantidade insuficiente de unidades de beneficiamento (Casa do Mel) edificadas com base nas normas técnicas estabelecidas pelos órgãos governamentais, dentre outros. Para almejar o crescimento e fortalecimento da apicultura são necessárias melhorias estruturais, como: apoio técnico-científico, informacional e financeiro efetivos pelos órgãos governamentais; estruturação e criação de unidades de extração e beneficiamento dos produtos apícolas; estruturação e organização das associações de apicultores e sua inclusão na Federação de Apicultores de Sergipe; fortalecimento da comercialização via criação de entreposto em Sergipe; disponibilização de áreas para produção comunitária nos territórios com potencial fitogeográfico por iniciativa do governo (federal, estadual e local); realização de parcerias entre proprietários de terras e apicultores via órgãos governamentais oferecendo benefícios aos proprietários; e, após a estruturação efetiva das redes geográficas, viabilizar a criação de um Centro Tecnológico da Apicultura em parceria com o Estado da Bahia visando atender o sertão sergipano e baiano já que as redes geográficas da apicultura sergipana ultrapassam seus limites territoriais em busca de potencial fitogeográfico. Essas estratégias proporcionarão a consolidação do almejado Arranjo Produtivo Local (APL) no contexto estadual e do Sistema Local Territorial (SLOT) no âmbito local.
Abstract: This work analyzes the geographical networks and the phytogeographical potential for beekeeping in Sergipe the light of geographical networks as a category of analysis, with the empirical cut territories planning: the High Wilderness, with highlights for municipalities Canindé de São Francisco, Poço Redondo, Porto da Folha, Nossa Senhora da Glória e Nossa Senhora de Lourdes; Agreste Central (Frei Paulo); Sul Sergipano (Estancia and Salgado); Centro Sul (Lagarto, Poço Verde and Tobias Barreto); and, Baixo São Francisco (Brejo Grande). The research took place from bibliographic, documental and census on the theme addressed; fieldwork from visits to productive territories that have phytogeographical potential for beekeeping; semi-structured interviews with the actors who are part of the network and beekeeping with representatives warehousing and cooperatives beekeepers, application of cartographic techniques for the preparation of maps, land and tabulation, and analysis and interpretation of information. The geographical networks of beekeeping are configured in networks of production, marketing, financial, technical, scientific and informational whose analysis reveals the existence of phytogeographical potential in forest remnants able to meet the practice and development of beekeeping in Sergipe. However, besides the weather, the factors of structural and organizational hamper the growth of this activity: the lack of synergy between actors constituents of the network, the lack of professionalism on the part of beekeepers, though they have technical knowledge, still practice activity amateur way, and insufficient processing units (House of Honey) built based technical standards set by government agencies, among others. To target the growth and strengthening of beekeeping are needed structural improvements, such as: scientific-technical support, financial and informational effective government bodies; structuring and creation of units of extraction and processing of bee products; structuring and organization of beekeepers´ associations and their inclusion in the Federation of beekeepers of Sergipe; strengthening commercialization via creation of warehousing in Sergipe, providing areas for Community production in areas with phytogeographical potential initiated by the government (federal, state and local), creation of partnerships between landowners and beekeepers via government agencies offering benefits to the owners , and , after the effective structuring of geographical networks, enabling the creation of a Technological Center beekeeping in partnership with the State of Bahia to meet the interior of Bahia and Sergipe since the geographical networks beekeeping sergipana beyond its boundaries in search of phytogeographical potential. These strategies provide the desired consolidation of Local Productive Arrangement (APL) in the context of state and Local Territorial System (SLOT) locally.
Keywords: Geografia agrícola
Fitogeografia
Abelha
Desenvolvimento agrícola - Sergipe
Produtividade agrícola
Capital social
Apicultura
Territórios produtivos
Agricultural geography
Agricultural productivity
Bee culture
Phytogeography
Sergipe (Brazil)
Beekeeping
Criação de abelhas
Subject CNPQ: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
Language: por
Program Affiliation: Pós-Graduação em Geografia
Rights: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/5586
Appears in Collections:Doutorado em Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EDIMILSON_GOMES_SILVA.pdf10,03 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.