Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/5900
Document Type: Dissertação
Title: Detecção do Papilomavírus Humano (HPV) em pacientes portadores de câncer de cabeça e pescoço
Authors: Cedraz, Juliana da Silva Barros
Issue Date: 25-May-2016
Advisor: Trento, Cleverson Luciano
Co-advisor: Dolabella, Silvio Santana
Resumo : As neoplasias orais são alterações do tecido, que crescem excessivamente e de modo desordenado, possuindo um prognóstico desfavorável, principalmente quando diagnosticado em estágio avançado, o que ocorre em 60% dos casos; quando descoberta em estágios iniciais, há possibilidades de cura. Um dos fatores que tem sido associado ao desenvolvimento da mesma, é a infecção pelo Papiloma Vírus Humano - HPV. Essa é uma relação que ainda está sendo investigada, devido a controvérsia existente nos trabalhos atuais. Assim, o presente trabalho avaliou a prevalência do HPV em indivíduos portadores de câncer de cabeça e pescoço, a fim de se estabelecer uma relação entre as duas condições. Foram avaliadas amostras de citologia esfoliativa de 44 pacientes com diagnóstico de câncer de cabeça e pescoço, atendidos em centros de referência nos estados de Sergipe e Bahia. As amostras foram processadas por Reação em Cadeia da Polimerase para identificação do gene da b-globina e, posteriormente, da presença do vírus HPV. Em seguida, foi realizado o sequenciamento de forma bidirecional. As sequências nucleotídicas obtidas foram comparadas entre si e também com as sequências homólogas disponíveis no banco de dados GenBank, utilizando-se o programa BLAST. Os dados encontrados foram tabulados nos softwares Med Calc 11 e Minitab 14.0, e submetidos ao teste Qui Quadrado e o Odds Ratio. Dos 44 pacientes analisados, 28 (63,6%) foram HPV positivos. Houve uma prevalência do sexo feminino (60,7%), do lar (25%), feodermas (53,6%), entre a quarta e a quinta décadas de vida (21,4%). O sítio de maior acometimento da lesão neoplásica foi a região de língua, com 28,6%. O genoma do HPV foi detectado em nove amostras com apenas um genótipo envolvido, são eles: HPV 16 (33,3%), HPV 18 (22,2%), HPV 35 (22,2%), HPV 11 (11,1%) e HPV 90 (11,1%). O Odds Ratio demonstrou que há maior chances para infecção viral em mulheres, etilistas e tabagistas; e através do Teste Qui Quadrado, obteve-se um valor de p=0,07, não havendo diferenças estatísticas entre os grupos de HPV positivo e negativo. Dessa forma pode-se inferir que embora, em valores absolutos, houve predomínio de indivíduos com a infecção pelo vírus HPV, não houve significância estatística; sendo assim pode-se sugerir que a presença do vírus leve a progressão de lesões malignas, mas ainda é necessário mais estudos para uma associação mais conclusiva.
Abstract: Oral neoplasias are tissue alterations that grow excessively and disorderly, bearing an unfavorable prognosis mainly when diagnosed in an advanced stage, what happens in 60% of the cases. When discovered in initial stages, there is the possibility of cure. One of the factors that have been associated to the development of the disease is the infection through the human papillomavirus - HPV. This relation still under investigation due to the controversy existing in the current works. Thus, our work assesses the prevalence of HPV among individuals bearing head and neck cancer, in order to establish a relation between both conditions. Exfoliative cytology samples were assessed, from 44 patients diagnosed with head and neck cancer assisted in the reference centers of Sergipe and Bahia. The samples were processed through polymerase chain reaction for the identification of the b-globin gene and, afterwards, of the presence of the HPV virus. Following, the sequencing was performed in a bi-directional way. The nucleotidic sequences obtained were compared with each other and also with the homologous sequences available in the GenBank database, using the BLAST software. The data found were tabulated on the software Med Calc 11 and Minitab 14.0, and underwent the chi-square test and odds ratio. Out of the 44 patients analyzed, 28 (63.6%) were positive for HPV. There was prevalence of the female sex (60.7%), housewives (25%), feoderma (53.6%), between the fourth and fifth decade of life (21.4%). The anatomical region most affected for the injury was the tongue area, with 28.6%. The HPV genome was detected in nine samples with only one genotype involved. Among them are: HPV 16 (33.3%), HPV 18 (22.2%), HPV 35 (22.2%), HPV 11 (11.1%) and HPV 90 (11.1%). The odds ratio showed that there are more chances for viral infection among women, smokers and that ingested alcohol. Through the Chi-square test, there was the value of p=0.07 and no statistical difference was found among the positive and negative for HPV. This way, it could be inferred that although, in absolute value, individuals with the infection through the HPV virus prevailed, there was no significant statistical difference; Thus, it can be suggested that the presence of the virus leads to the development of malign lesions, but more studies are necessary for a more conclusive association.
Keywords: Carcinoma
Cavidade oral
Papilomavírus humano
Oral cavity
Human papillomavirus
Subject CNPQ: CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Sponsorship: Fundação de Apoio a Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe - FAPITEC/SE
Language: por
Country: Brasil
Publisher / Institution : Universidade Federal de Sergipe
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-Graduação em Odontologia
Citation: CEDRAZ, Juliana da Silva Barros. Detecção do Papilomavírus Humano (HPV) em pacientes portadores de câncer de cabeça e pescoço. 2016. 83 f. Dissertação (Pós-Graduação em Odontologia) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2016 .
Rights: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/5900
Appears in Collections:Mestrado em Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JULIANA_SILVA_BARROS_CEDRAZ.pdf1,53 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.