Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/5940
Document Type: Dissertação
Title: Processos de subjetivação de pessoas vivendo com HIV/AIDS : considerações acerca de um grupo de adesão ao tratamento
Authors: Santos, Elder Magno Freitas
Issue Date: 31-Aug-2012
Advisor: Coelho, Daniel Menezes
Resumo : A epidemia de AIDS completa 30 anos desde a sua divulgação no início dos anos 1980. Desde então, modelos de enfrentamento da epidemia surgiram como respostas a sua disseminação e a um imaginário social e psíquico marcados pelas figuras da morte, da culpabilização e da estigmatização das pessoas afetadas pela doença. Diante desse quadro, outras práticas se organizaram reforçadas pela própria dinâmica da epidemia, da mobilização social e do surgimento das terapias antirretrovirais, indicando a necessidade de se pensar um sistema de cuidados específico para as Pessoas que Vivem com HIV/AIDS (PVHA), que vai além da doença. Tais reformulações estão condensadas no conceito de promoção à saúde que representa uma ampliação do olhar sobre a política assistencial sintetizada pelas noções de empoderamento e vulnerabilidade. Assim, a presente pesquisa tem como objetivo compreender os processos de subjetivação das PVHA, no contexto de um grupo de adesão ao tratamento no município de Aracaju, a partir do confronto entre seus discursos, o imaginário em torno da AIDS e o discurso institucional. A análise dos discursos do grupo de adesão e das PVHA mostraram a dupla importância da problematização e da consolidação da política de promoção à saúde, na medida em que a mesma se inscreve em modelos de inteligibilidade da doença e de sociedade marcados por dispositivos de controle e segurança associados ao discurso moderno da prevenção. Nesse sentido, formas de pensar a política de atenção e a própria clínica psicológica podem reproduzir processos de sujeição em torno da culpa, da vitimização e da instrumentalização política que sustentam o lugar da AIDS como doença do outro a ser governado. Mas, ao mesmo tempo, o grupo de adesão indica sua potência afetiva e crítica, que resiste às sujeições em nome de um comum, que não recaia em uma lógica identitária, a amizade.
Abstract: The AIDS epidemic turns 30 years since its release in early 1980. Since then, models have emerged to fight the epidemic and responses to its spread and a social imaginary and psychic marked by the figures of death, the blame and stigmatization of people affected by the disease. In this situation, other practices organized reinforced by the dynamics of the epidemic, social mobilization and the emergence of antiretroviral therapies, indicating the necessity of considering a specific system of care for people living with HIV / AIDS (PLWHA) that goes beyond of disease. Such reformulations can be condensed in the concept of "health promotion" which is an expanded look at the health care policy toward PLHA synthesized by notions of empowerment and vulnerability. So, this research aims to understand subjectivation processes of PLWHA in the context of a "group of treatment adherence" in the city of Aracaju, from the clash between their narratives, the imaginary about AIDS and the institutional discourses. The analysis discourses of group membership and the PLWHA showed the dual importance of the problems and the consolidation of policy for health promotion AIDS, to the extent that it falls models of intelligibility of the disease and society marked by control and safety devices associated with the modern discourse of prevention. In this sense, ways of thinking about health care policy and psychological clinic itself may reproduce processes of subjection about the guilt, victimization and political exploitation that holds the place of AIDS as a disease of the others to be governed. But at the same time, the membership group" indicates their affective and critical power, that resists constraints in the name of a common, for does not fall into an identity logical, the friendship.
Keywords: Psicologia social
HIV/AIDS
Pessoas com AIDS
Psicanálise
Promoção da saúde
Identidade
Personalidade
Psicologia
Processos de sujeição e subjetivação
Health Promotion
HIV/AIDS
Identity
Personality
Psychoanalysis
Social psychology
subjection/subjectivation processes
Subject CNPQ: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
Language: por
Program Affiliation: Pós-Graduação em Psicologia Social
Rights: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/5940
Appears in Collections:Mestrado em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ELDER_MAGNO_FREITAS_SANTOS.pdf2,14 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.