Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/6169
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSilva, Aldair Ferreirapt_BR
dc.date.accessioned2017-09-27T13:58:19Z-
dc.date.available2017-09-27T13:58:19Z-
dc.date.issued2012-02-28-
dc.identifier.urihttps://ri.ufs.br/handle/riufs/6169-
dc.description.abstractThe Sergipe River Basin is one of the most important basins of the State of Sergipe. It drains 16.7% of the total area of the State and has a resident population of 56.6% of the total population, shared by 26 cities. The aim of this project is to determine and assess the distribution and toxicity of trace metals Co, Cr, Cu, Ni, Mn, Pb and Zn in surface sediments of the Sergipe River Basin. It was collected nineteen sediment samples in December 2010. The extraction methods used were efficient, with good agreement, without significant difference and a confidence level of 95%. The total concentration of metals from the surface sediments showed a wide variation of values. The strong correlations among iron, manganese and other trace metals indicate that iron and manganese in inorganic major carriers control the distribution of metals in sediments of the study area. The total concentration of the determined metals was normalized from iron. The P1 site showed enriched by Ni and Pb, Cr by the site P5, P2 and P6 sites by Co and Cu site by P13. The enrichment factor (EF = 3.45) and index geoaccumulation (Igeo = 1.20) indicated contamination only in the site P13. According to the geochemical normalization, the Enrichment factor and index of geoaccumulation, the concentrations of metals from sediment analyzed can be seen from natural sources, except for the sites P1, P5 and P13, and the lines of regression can be used to define the basis of regional geochemistry (BGR). The application of PCA and HCA or geochemical suggests characteristic mechanism similar to the enrichment sites P1-P3, P6, P9-P10 (Group I) and sites P4-P5, P7, P8, P11-P19 (Group II). The site P1-P3 and P9 showed higher concentration at least of one value of TEL and / or TEC for Cu and Ni. According to the ratio of potential adverse impact of sediment to biota, QPEL-SQA and SQA-QPEC the examined samples, in general, are not affected, except for sites P1-P3, P9, P10 and P13 (moderately impacted).eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Sergipepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectSedimentopor
dc.subjectMetais traçopor
dc.subjectNormalização geoquímicapor
dc.subjectRio Sergipepor
dc.subjectAnálise multivariadapor
dc.subjectSedimenteng
dc.subjectTrace metalseng
dc.subjectGeochemistry normalizationeng
dc.subjectSergipe rivereng
dc.subjectMultivariate analysiseng
dc.titleDesenvolvimento de uma base geoquímica regional para metais traço em sedimentos superficiais da bacia hidrográfica do rio Sergipepor
dc.typeDissertaçãopor
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/3699007703680491por
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6754065935027092por
dc.contributor.advisor1Passos, Elisangela de Andradept_BR
dc.description.resumoA bacia hidrográfica do rio Sergipe é uma das mais importantes bacias do Estado de Sergipe. Drena 16,7% da área total do estado e possui uma população residente de 56,6% do total de habitantes do mesmo, distribuídos em 26 municípios. Este trabalho teve como objetivo determinar e avaliar a distribuição e toxidade dos metais traço Co, Cr, Cu, Ni, Mn, Pb e Zn em sedimentos superficiais da bacia hidrográfica do rio Sergipe. Foram coletadas, em dezembro de 2010, dezenove amostras de sedimentos. Os métodos de extração utilizados se mostraram eficientes, com boa concordância, sem diferença significativa com um nível de confiança de 95 %. As concentrações totais dos metais dos sedimentos superficiais apresentaram uma grande faixa de variação de valores. As fortes correlações entre o ferro, o manganês e os demais metais traço, indicam ser o ferro e o manganês os principais carreadores inorgânicos no controle da distribuição dos metais nos sedimentos da área de estudo. As concentrações totais dos metais determinados foram normalizados a partir do ferro. O sítio P1 se mostrou enriquecido por Ni e Pb, o sítio P5 por Cr, os sítios P2 e P6 por Co e o sítio P13 por Cu. O fator de enriquecimento (FE=3,45) e o índice de geoacumulação (Igeo=1,20) indicaram contaminação apenas no sítio P13. De acordo com a normalização geoquímica, fator de enriquecimento e índice de geoacumulação, as concentrações dos metais dos sedimentos analisados podem ser consideradas de origem natural, exceto para os sítios P1, P5 e P13, e as linhas de regressão obtidas podem ser usadas para definir a base geoquímica regional (BGR). A aplicação da PCA e HCA sugere característica geoquímica ou mecanismo de enriquecimento semelhante para os sítios P1-P3, P6, P9-P10 (Grupo I) e para os sítios P4-P5, P7-P8, P11-P19 (Grupo II). O sítio P1-P3 e P9 apresentaram concentração superior pelo menos um valor de TEL e/ou TEC para Cu e Ni. De acordo com o quociente de potencial impacto adverso de sedimento à biota, QPEL-GQS e QPEC-GQS, as amostra analisadas, em geral não estão impactadas, com exceção dos sítios P1-P3, P9-P10 e P13 (moderadamente impactados).por
dc.publisher.programPós-Graduação em Químicapor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICApor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFSpor
Appears in Collections:Mestrado em Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ALDAIR_FERREIRA_SILVA.pdf2,47 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.