Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/6275
Document Type: Dissertação
Title: Colunismo social e consagração de elites
Authors: Cruz, Karina Garcia Santos
Issue Date: 27-May-2015
Advisor: Seidl, Ernesto
Resumo : Esta pesquisa objetiva analisar como o colunismo social serve de instrumento de consagração de elites. Parte-se do princípio de que o colunismo social é ferramenta legítima dos grupos sociais que ocupam postos estratégicos na sociedade. Inclusive o ofício origina da demanda de ratificação de posições das grandes famílias tradicionais norte-americanas que perdiam poder e espaço de prestígio para os novos ricos que emergiram do pós Guerra Civil. Nota-se desde o surgimento do ofício o atrelamento direto entre estes dois grupos, o colunismo constituindo-se como uma ferramenta a mais dentro das estratégias de consagração dos indivíduos concentrados nos núcleos sociais de poder. Para dar conta do problema, a pesquisa foi subdivida em três momentos. O primeiro teve por objetivo evidenciar os modos de consagração ancorando-se nos caminhos percorridos por determinados indivíduos e grupos, as estratégias adotadas (articulação política, associações a grupos de poder, militâncias política, sessões elogiosas, cerimônias de congregação, etc.) e os recursos sociais adquiridos durante os percursos de socialização nas diferentes esferas sociais (familiar, escolar, universitária, profissional, etc.), além de trazer a lume as circunstâncias sócio-históricas e geográficas que possibilitaram que tais indivíduos e grupos chegassem às esferas de poder. O segundo momento teve por finalidade apresentar as demandas sociais e condições sócio-históricas que permitiram o surgimento do ofício de colunista social. Expõe também como o ofício foi notado como fonte lucrativa pelas empresas de comunicação, permitindo a consolidação das posições dos colunistas sociais e ampliação seus espaços nos jornais. Além de mostrar as tentativas de estabelecimento das fronteiras do ofício, das demandas por definição, por organização e controle, por ser tido como subárea da profissão de jornalismo, um ofício pouco interpretado e minimamente reconhecido. O terceiro se propôs a elucidar como os colunistas sociais que compõem o ofício em Sergipe lançam estratégias, desenvolvem habilidades e acumulam recursos sociais objetivando a consagração social. Assim, são explicitadas a composição e as características dos colunistas sociais sergipanos, são apresentados a rotina de trabalhos, as habilidades desenvolvidas, os códigos compartilhados pelos atuantes no ofício, também o que consomem, como constroem suas agendas de contados, entre outros aspectos. O objetivo central é realizar o levantamento de informações biográficas (origem social, ocupações dos pais, percurso escolar, trajetórias universitária e profissional, viagens, inserções em distintas esferas, matrimônio, gostos e estilos de vida, entre outros) a fim de desvelar como acumulam recursos, lançam estratégias, desenvolvem habilidades tanto para a auto-consagração quanto a consagração dos indivíduos e grupos dirigentes. Esta parte ainda traz um relato das observações anotadas no diário de campo contando o que extraí de informações para fornecer respostas completas à pesquisa. O universo empírico considerado é composto por 6 colunistas sociais atuantes nos jornais Correio de Sergipe, Jornal da Cidade e Cinform. A pesquisa permitiu mostrar que os colunistas consagram através do desenvolvimento de certas habilidades, a exemplo interacional, da criação de estratégias, tais como a do marketing pessoal, da mobilização dos repertórios de ações, do léxico adjetivado em função da criação das boas imagens , constituindo-se peça importante das engrenagens e estruturas de poder.
Abstract: This research aims to analyze how the social columnism serving elites of consecration instrument. It starts from the principle that social columnism is legitimate tool of social groups occupying strategic positions in society. Including the craft originates from positions of ratification demand of "great families" US traditional who lost power and prestige space for the new rich who emerged from the post Civil War. It is noted from the office of the emergence direct linkage between these two groups, the columnism establishing itself as one more tool in the consecration strategies of individuals concentrated in the social centers of power. To cope with the problem, the research was subdivided into three stages. The first aimed to highlight the consecration modes anchoring to the paths taken by certain individuals and groups, the strategies adopted (political coordination, the associations of power groups, political militancy, complimentary sessions congregation ceremonies, etc.) and social resources acquired during the socialization paths in different social spheres (family, school, college, professional, etc.), and bring to light the socio-historical and geographical circumstances that made it possible for such individuals and groups came to power spheres. The second phase aims to present social demands and socio-historical conditions that allowed the emergence of the craft of social columnist. It also exposes how the craft was noted as lucrative source for media companies, allowing the consolidation of the positions of gossip columnists and expanding their spaces in the newspapers. Besides showing attempts to establish the office of borders, demands by definition, for organization and control, to be seen as subarea of the journalism profession, rather interpreted craft and minimally recognized. The third set out to elucidate how the gossip columnists who make up the craft in Sergipe launch strategies, develop skills and accumulate social resources aimed at social consecration. So are explained the composition and characteristics of Sergipe gossip columnists are presented the routine work, the skills developed, the codes shared by working in the office, also they consume, how they build their numbered schedules, among other aspects. The main objective is to carry out the survey of biographical information (social origin, parents´ occupations, educational background, college and professional careers, travel, inserts in different spheres, marriage, tastes and lifestyles, etc.) in order to reveal how accumulate resources, launch strategies, develop skills for both self-consecration as the consecration of individuals and groups leaders. This part also contains an account of the observations noted in the field of daily counting to extract information to provide complete responses to the survey. The empirical universe considered consists of 6 active social columnists in newspapers Sergipe Mail, Journal of the City and Cinform. The research allowed to show that the columnists consecrated by developing certain skills, such interactional, creating strategies such as the marketing staff, mobilizing action repertoires, the lexicon adjective due to the creation of "good pictures", becoming important piece of gears and power structures.
Keywords: Colunismo social
Consagração social
Poder
Prestígio
Elites
Sociologia
Comunicação de massa
Social columnism
Social consecration
Power
Prestige
Elites
Subject CNPQ: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA
Sponsorship: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Language: por
Country: BR
Publisher / Institution : Universidade Federal de Sergipe
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-Graduação em Sociologia
Citation: CRUZ, Karina Garcia Santos. Colunismo social e consagração de elites. 2015. 113 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2015.
Rights: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/6275
Appears in Collections:Mestrado em Sociologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
KARINA_GARCIA_SANTOS_CRUZ.pdf2,99 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.