Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/6316
Document Type: Dissertação
Title: Mulheres policiais nas unidades operacionais da PMSE : surpresas e mobilidade em meio às práticas ostensivas
Authors: Braga, Élida Damasceno
Issue Date: 10-Aug-2012
Advisor: Neves, Paulo Sérgio da Costa
Resumo : Esta dissertação analisou o cotidiano das mulheres policiais que atuam no serviço operacional da Polícia Militar de Sergipe. Procurou compreender as estratégias propostas pelas relações de força estabelecidas no âmbito de trabalho, a fim de elencar possíveis situações de desrespeito e discriminação, haja vista o modelo de masculinidade ainda ser predominante no cotidiano das práticas policiais. A pesquisa teve como proposta central o estudo do trabalho realizado por mulheres policiais que estão inseridas nas unidades operacionais, como é o caso do Batalhão de Choque, unidade observada, analisando, portanto, as dinâmicas que emergem das relações sociais de gênero. Nesse sentido, a problemática se deu em torno de compreender como o trabalho da mulher nas unidades operacionais, que são lugares construídos de modo masculinizado em seus modelos de ação, ou seja, vistos como redutos masculinos, se caracteriza no âmbito das relações de gênero e poder que ali são estabelecidas. Além das observações no campo, foram realizadas nove entrevistas com mulheres que atuam ou atuaram no policiamento operacional. A dissertação foi estruturada em três capítulos. O primeiro trata das condicionantes para a inserção das mulheres nas polícias, os aspectos que envolvem o processo de socialização específico das instituições policiais. São apresentados também os pilares que sustêm esta ordem e os parâmetros que sustentam as relações de poder que ali se desenvolvem. São discutidas as questões de gênero, bem como as de justiça que suscitam a busca por reconhecimento social. O segundo capítulo apresenta uma abordagem geral dos estudos sobre mulheres nas instituições policiais, mulheres no mundo do trabalho, chegando às profissões tipicamente masculinas. Em seguida, apresenta o contexto Polícia Militar de Sergipe, a inserção das mulheres policiais, um breve histórico dos Batalhões de Choque no Brasil e de Sergipe, suas ações cotidianas até chegar às abordagens teóricas que tratam dos padrões e procedimentos necessários ao bom funcionamento das unidades operacionais bem como as competências/habilidades necessárias ao desempenho do trabalho policial instituídas para aquele corpo social. No terceiro capítulo, priorizam-se as relações sociais de gênero que se estabelecem no âmbito do policiamento ostensivo a partir dos dados obtidos na pesquisa, de modo a compreendê-las segundo os parâmetros teóricos estabelecidos. Esta dissertação permite mostrar que a participação das mulheres no trabalho operacional da PM está envolta pela diversidade de poderes estabelecidos, pelo não reconhecimento de determinadas ações em detrimento da manutenção do modelo de masculinidade vigente, mas também aponta novas formas de fazer o policiamento. As mulheres se aliam ao modelo já estabelecido, ampliando-os astuciosamente com os atributos femininos, tais como flexibilidade e atenção. Com isso aumentam a mobilidade das ações, inovando e surpreendendo nas práticas laborais e nas interações sociais.
Abstract: This dissertation analyzed the daily life of policewomen who work in operational service of the military police of Sergipe. Sought to understand the strategies proposed by the power relations established in the context of work, in order to list possible situations of disrespect and discrimination, considering the model of manhood still be prevalent in everyday police practices. The search took as central proposal of work performed by women police officers who are embedded in the operating units, as is the case of shock Battalion, unit observed by analyzing the dynamics that emerge from social relationships. In this sense, the problem took place around understanding how the work of women in operational units, which are places constructed microwave counter action in your templates, or is seen as male strongholds, is characterized in the context of gender and power relations that are established. In addition to the observations in the field, nine interviews were conducted with women who work or worked in operational policing. The dissertation was structured in three chapters. The first deals with the conditions for the inclusion of women in the police, the aspects involving the socialization process specific police institutions. Also presented are the pillars that upholds this order and the parameters that support the power relationships that develop. Gender issues are discussed, as well as the Justice of the quest for social recognition. The second chapter presents a general approach of studies on women in police institutions, women in the world of work, reaching typically masculine professions. It then presents the Military Police context of Sergipe, the insertion of women police officers, a brief history of shock Battalions Brazil level and Sergipe, their everyday actions to reach the theoretical approaches that address the standards and procedures necessary for the proper functioning of the operational units as well as the skills/abilities required for the performance of police work imposed to that body. In the third chapter, prioritize the gender social relations that are established under the DPO from data obtained in the research in order to understand them in accordance with the established theoretical parameters. This dissertation allows you to show that the participation of working women is wrapped by the operational PM diversity of established powers, by the non-recognition of certain actions at the expense of maintaining the current model of masculinity, but also points to new ways of doing the policing. Women unite to the model already established, extending them artfully with the female attributes such as flexibility and attention. With this increase the mobility of actions, innovating and surprising labour practices and in social interactions.
Keywords: Mulheres policiais
Trabalho
Gênero
Polícia militar
Policiamento operacional
Women police officers
Work
Gender
Military police
Operational policing
Subject CNPQ: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA
Language: por
Country: BR
Publisher / Institution : Universidade Federal de Sergipe
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-Graduação em Sociologia
Rights: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/6316
Appears in Collections:Mestrado em Sociologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ELIDA_DAMASCENO_BRAGA.pdf2,31 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.