Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/6616
Document Type: Dissertação
Title: Desenvolvimento inicial de Moringa oleifera Lam. sob condições de estresse
Other Titles: Initial development of Moringa oleifera Lam. under conditions of stress
Authors: Santos, Allívia Rouse Ferreira dos
Issue Date: 24-May-2010
Advisor: Silva-Mann, Renata
Resumo : A moringa (Moringa oleifera Lam.), pertence à família Moringaceae e apresenta diversos usos para agricultura familiar nordestina, principalmente na purificação de água. No entanto, pouco se conhece sobre o comportamento de suas sementes em condições de estresse, que ocorrem em alguns solos da região nordeste. Assim, o objetivo deste trabalho foi realizar curva de embebição e avaliar o efeito do estresse hídrico e salino, e da pré-embebição de sementes na geminação de moringa. Para determinar a curva de embebição, foi monitorado o peso da semente em intervalos regulares de quatro horas. Para a simulação do estresse hídrico foram utilizadas diferentes soluções de polietilenoglicol (PEG 6000) a 0, -0,1; -0,3; -0,4 e - 0,6 MPa. Para o estresse salino, foram empregadas soluções de cloreto de sódio nas concentrações de 0, 25, 50, 100, 200 e 250 Mol.m-3. Para os processos de préembebição foram usadas dois lotes diferentes, sendo o primeiro de sementes recém colhidas e o segundo com sementes armazenadas por três meses. Além disso, testou-se a pré-embebição em sementes para superação do estresse salino. Para cada teste, foram empregadas quatro repetições de 25 sementes, em delineamento inteiramente casualizado. As sementes foram postas em câmera de germinação tipo BOD à 25ºC e luz contínua, sendo as avaliações realizadas a cada 48 horas. Para todos os testes (salvo a curva de embebição) avaliou-se a porcentagem, índice de velocidade, tempo médio e velocidade de germinação, tamanho e massa seca radicular, do hipocótilo e das plântulas inteiras. A semente de moringa necessita de 0,2 g de água em um período de 128 horas para germinar. Sob condições de restrição hídrica a germinação de sementes de moringa é possível em situações de -0,3 MPa, sendo níveis superiores a este, críticos para a germinação e formação de plântulas. O vigor e a germinação das sementes, bem como os eventos pós-germinativos da moringa é inversamente proporcional a concentração salina, sendo estas afetadas a níveis iguais ou superiores a 100 Mol.m-3. A pré-embebição de sementes de moringa em água por 24 horas é eficiente para promover a redução no tempo de início da germinação em sementes sob condições ou não de estresse salino.
Abstract: Moringa (Moringa oleifera Lam.) belongs to the Moringaceae family and has several uses for family farms, mainly in water purification. However, there is little knowledge about the behavior of their seeds under stress conditions, which occurs under soils in northeastern region. The objective of this study was determine the Imbibition curve, and evaluate the water restriction, salinity, and pre-soaking of seeds in order to evaluate the initial development of Moringa oleifera. For the Imbibition curve, the weight of seeds was determined at every 4 hours. For water restriction induction were used different osmotic potentials (0, -0.1, -0.3, -0.4 and -0.6 MPa) obtained through the use of solutions of polyethylene glycol (PEG - 6000). For salinity tests there were used the solutions of sodium chloride at 5 concentrations (0, 25, 50, 100, 200 and 250 mol.m-3). For pre-soaking was employed two seed batches, using a non storage seeds and other batch with three-months storage at cold chamber. The pre-soaking seeds with distilled water were evaluated to assess the overcoming stress. For each treatment, was used a completely randomized design with four replications. For germination the seeds were placed in germination chamber, type BOD at 25ºC and continuous light and evaluated every 48 hours. For all tests (except for imbibitions curve) was evaluated the percentage, the speed germination index, time and average of speed germination, length and dry matter of root, hypocotyls and the whole seedling. The moringa seed needs 0.2 grams of water in a period of 128 hours to germinate. The germination of M. oleifera is possible under water restriction until -0.3 MPa, above this level is critical for germination and seedling development. The water pre-soaking with moringa seeds for 24 hours is effective for promoting lower pperiod to begin the germination. Vigor and germination of moringa seeds are inversely proportional to salt concentration, being affected when they are submitted to levels equal to or higher than 100 mol.m-3. Seeds water pre-soaking for 24 hours is effective to promote the reduction of the time necessary to initiate of the seeds germination, for seeds with
Keywords: Sementes
Restrição
Água
PEG
NaCl
Semi-árido
Seeds
Restriction
Water
PEG
NaCl
Semi-arid
Subject CNPQ: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Language: por
Country: BR
Publisher / Institution : Universidade Federal de Sergipe
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-Graduação em Agroecossistemas
Citation: SANTOS, Allívia Rouse Ferreira dos. Initial development of Moringa oleifera Lam. under conditions of stress. 2010. 87 f. Dissertação (Mestrado em Agroecossistemas) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2010.
Rights: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/6616
Appears in Collections:Mestrado em Agroecossistemas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ALLIVIA_ROUSE_ FERREIRA_SANTOS.pdf665,29 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.