Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/6898
Tipo de Documento: Monografia
Título: Padrões de movimentação de cavalos marinhos (Syngnathidae, Hippocampus reidi, Ginsburg, 1933) no estuário do Rio Vaza-Barris, SE
Autor(es): Porto, Márcia Almeida Valança
Data do documento: 11-Dez-2015
Orientador: Schwarz Júnior, Roberto
Resumo: Os cavalos-marinhos têm algumas peculiaridades biológicas como a restrita capacidade de deslocamento e a consequente dificuldade de recolonizar áreas fragmentadas. A baixa taxa reprodutiva e o cuidado parental prolongado tornam as espécies de cavalosmarinhos particularmente vulneráveis à sobre-exploração (LOURIE et al., 1999, 2004). Após uma fase inicial planctônica, os cavalos-marinhos passam a ter distribuição agregada, ocorrendo de forma descontínua no ambiente. Nessa fase, apresentam fidelidade de sítio, tendendo a permanecer em uma mesma área por períodos relativamente extensos (ROSA et al., 2005). Existem poucos trabalhos direcionados à compreensão das populações de cavalos-marinhos em seus hábitats naturais. Neste contexto, o presente trabalho teve como objetivos: elaborar mapas mostrando os padrões de ocorrência e distribuição da população de cavalos-marinhos na área estudada, analisar a fidelidade destes indivíduos às áreas amostradas, caracterizar e descrever os padrões de mobilidade de H. reidi no estuário do rio Vaza-Barris no município de Aracaju, estado de Sergipe. Para o estudo foram realizadas treze coletas de campo entre fevereiro de 2014 a março de 2015. Todos os cavalos-marinhos encontrados eram pertencentes à espécie H. reidi com nenhum registro da espécie H. erectus. O estudo foi conduzido na porção inferior do estuário do rio Vaza-Barris, em um rio de maré que é reconhecido como Riacho da Baleia. Na coleta dos indivíduos foram analisados vários dados como comprimento, sexo, comportamento, se estava solitário ou em dupla ou em grupo e cor. Também foi anotada sua localização com a utilização de um GPS e foram feitas marcações utilizando o Elastômero Fluorescente biocompatível. Entre seus anéis ósseos foram feitos códigos para, mais tarde, serem identificados na recaptura. Por fim, foi possível observar nesse estudo o baixo deslocamento dos indivíduos, comprovando assim a fidelidade dos mesmos ao seu habitat.
Abstract: Seahorses have some biological peculiarities as special carrying capability and the consequent difficulty of re-colonize fragmented areas. The low reproductive rate and prolonged parental care make the species particularly vulnerable seahorses to overexploitation (Lourie et al., 1999, 2004). After an initial planktonic phase, seahorses now have aggregated distribution, occurring discontinuously in the environment. In this phase, exhibit site fidelity and tend to stay in one area for relatively long periods (ROSA et al., 2005). There are few studies aimed at understanding the population of seahorses in their natural habitats. In this context, this study aimed to: develop maps showing the occurrence patterns and population distribution of seahorses in the study area, examine the loyalty of these individuals to the sampled areas, characterize and describe the H. mobility patterns in reidi estuary of the Vaza-Barris river in the city of Aracaju, Sergipe state. For the study were conducted thirteen field collections from February 2014 to March 2015. All seahorses were found belonging to the species H. reidi with no record of the species H. erectus. The study was conducted in the lower portion of the estuary of the Vaza-Barris river, on a tidal river which is recognized as the Whale Creek. In the collection of individuals were analyzed various data such as length, sex, behavior, it was solitary or in pairs or in groups and color. It has also been noted with its location using a GPS and marks were made using Fluorescent biocompatible elastomer. Among its bony rings codes were made to later be identified on the recapture. Finally, we observed in this study the low displacement of individuals, thus proving the fidelity of them to their habitat.
Palavras-chave: Engenharia de pesca
Rio Vaza-Barris
Cavalo-marinho
Hippocampus reidi
Vaza Barris
área CNPQ: ENGENHARIAS
Idioma: por
Sigla da Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Departamento: DEPAQ - Departamento de Engenharia de Pesca e Aquicultura – São Cristóvão - Presencial
Citação: PORTO, Márcia Almeida Valança. Padrões de movimentação de cavalos marinhos (Syngnathidae, Hippocampus reidi, Ginsburg, 1933) no estuário do Rio Vaza-Barris, SE. 2015. Monografia (Graduação em Engenharia de Pesca e Aquicultura) - Departamento de Pesca e Aquicultura, Centro de Ciências Agrárias Aplicadas, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2015.
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/6898
Aparece nas coleções:Engenharia de Pesca e Aquicultura

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Márcia_Almeida_Valença_Porto.pdf2,58 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.