Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7023
Tipo de Documento: Monografia
Título: Tecnologia de captação da água de chuva para produção de alimentos orgânicos em escola do semiárido sergipano
Autor(es): Andrade, David Campos
Data do documento: 2-Mar-2015
Orientador: Sousa, Inajá Francisco de
Coorientador: Santos, Maria Jose dos
Resumo: Este estudo é resultado da experiência advinda da participação no trabalho de pesquisa e extensão desenvolvidos pelo Laboratório de Ecologia, Sustentabilidade e Educação Ambiental -ECOSEA UFS- em uma escola no Semiárido sergipano. Foi realizada a instalação de um sistema de captação de água de chuva, uma “tecnologia social hídrica”, utilizando-se da água armazenada na cisterna para o cultivo de uma horta/pomar orgânica para acrescentar alimentos produzidos pela própria escola ao cardápio da merenda escolar, envolvendo diversificadas atividades educativas durante as diferentes etapas desse processo. Diante das dificuldades de abastecimento de água na região Semiárida resultante, entre outros fatores, da ocorrência das secas, a captação de água de chuva apresenta-se como uma alternativa tecnológica viável e adaptada à realidade ambiental e socioeconômica dessa região. Nesta perspectiva, comunidades rurais têm sido contempladas com programas como Segurança Alimentar e Nutricional, Um Milhão de Cisternas - P1MC e Uma Terra e Duas Águas – P1+2, vinculados ao Ministério do Desenvolvimento Social – MDS. A Universidade Federal de Sergipe contribuiu dessa forma, em parceria com a Embrapa Semiárido, instituição pioneira nas pesquisas sobre o aproveitamento das potencialidades das águas de chuva, com o projeto “Contribuições para a Sustentabilidade dos Programas P1MC e P1+2 em comunidades e escolas rurais do Semiárido brasileiro”. O projeto de pesquisa e extensão foi realizado na Escola Municipal Ermírio Torres Machado, localizada no povoado Santa Rosa do Ermírio, no município de Poço Redondo em Sergipe, que enfrenta elevado déficit hídrico pela falta de chuvas regulares e alta evapotranspiração. O método aplicável foi pesquisa exploratória e pesquisa-ação, orientada em função da resolução de problemas reais. As principais etapas de execução do projeto foram realização do diagnóstico rápido participativo; a capacitação dos alunos com a participação de professores; a construção da cisterna de placas de cimento com capacidade para armazenar 52 mil litros de água; instalação do sistema de irrigação por micro aspersão; o plantio participativo da horta orgânica/pomar com espécies de frutas e hortaliças e intervenções educativas e culturais. O caráter participativo do projeto, o fortalecimento da rede de articulação recém-formada na escola e o aumento da disponibilidade de água tem proporcionado mais independência para o seu funcionamento e garantido o interesse na continuidade do projeto, do replantio da horta e da adição dos produtos à merenda escolar.
Palavras-chave: Ecologia
Cisterna rural
Semiárido
Desenvolvimento sustentável
Agricultura orgânica
Captação de água
área CNPQ: CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA::ECOLOGIA DE ECOSSISTEMAS
Idioma: por
Sigla da Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Departamento: DECO - Departamento de Ecologia – São Cristóvão - Presencial
Citação: ANDRADE, David Campos. Tecnologia de captação da água de chuva para produção de alimentos orgânicos em escola do semiárido sergipano. 2015. Monografia (Bacharelado em Ecologia) - Departamento de Ecologia, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2015.
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/7023
Aparece nas coleções:Ecologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
David_Campos_Andrade.pdf2,68 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.