Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7024
Tipo de Documento: Monografia
Título: Sazonalidade e distribuição sonora espacial da poluição sonora e pertubação ao sossego na cidade de Aracaju - SE
Autor(es): Santos, Laysa da Hora
Data do documento: 23-Fev-2015
Orientador: Gomes, Laura Jane
Resumo: A poluição sonora e a perturbação ao sossego são geradas pela emissão de ruídos indesejáveis. A cada ano, milhões de pessoas são expostas a ruídos das mais diversas fontes e potencias. A frequência e excesso de exposição a ruídos indesejáveis desencadeiam uma série de sintomas e doenças, como distúrbios físicos, mentais e psicológicos, a exemplo da insônia, dispneia, impotência sexual e, até mesmo, surdez parcial e total. O presente estudo teve o objetivo de analisar as ocorrências decorrentes de denúncias de poluição sonora e perturbação ao sossego, registradas pelo Pelotão Ambiental, no período de 2006 a 2012, na cidade de Aracaju/Sergipe e, como objetivos específicos, identificar os bairros com maior número de ocorrência de poluição sonora e perturbação ao sossego e verificar a sazonalidade das ocorrências. Os dados obtidos junto à Policia Militar Ambiental de Sergipe foram tabulados e sistematizados por Tipo (poluição sonora/perturbação ao sossego), Bairros, Sazonalidade e Ordem cronológica das ocorrências, com análise dos dados consistindo em uma comparação entre os anos e meses com maior número de ocorrências. Foram elaborados mapas, por meio do software ArcGIS 9.3, a fim de identificar os bairros com maior números de ocorrências. Houve um total de 426 ocorrências nos 39 bairros da cidade de Aracaju, no período dos anos de 2006 a 2012, dos quais 95 foram relacionadas à poluição sonora e 331 a perturbação ao sossego. Ao longo dos anos analisados, nos registros de poluição sonora, notou-se que o ano de 2007 se destacou com 50 registros, sendo que, nos registros de perturbação ao sossego o ano destaque foi 2009, com 107 ocorrências. Os resultados confirmaram a hipótese do presente trabalho, apontando que os meses festivos e/ou com feriados obtiveram maior número de registros. Assim, o estudo apontou que o mapeamento contribuiu para uma visão espacial dos bairros com maiores registros de ocorrências, demonstrando também, a necessidade de aprimorar o banco de dados para facilitar a fiscalização e o monitoramento, bem como, subsidiar ações de sensibilização nas comunidades em que são mais frequentes as ocorrências.
Palavras-chave: Ecologia
Poluição sonora
Legislação ambiental
Sazonalidade
área CNPQ: CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA::ECOLOGIA TEORICA
Idioma: por
Sigla da Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Departamento: DECO - Departamento de Ecologia – São Cristóvão - Presencial
Citação: SANTOS, Laysa da Hora. Sazonalidade e distribuição sonora espacial da poluição sonora e perturbação ao sossego na cidade de Aracaju - SE. 2015. Monografia (Bacharelado em Ecologia) - Departamento de Ecologia, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2015.
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/7024
Aparece nas coleções:Ecologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Laysa_Hora_Santos.pdf1,82 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.