Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7043
Tipo de Documento: Monografia
Título: Plantas cultivadas de forma orgânica podem influenciar a atratividade de herbívoros?
Autor(es): Souza, Camila Vieira
Data do documento: 5-Mai-2017
Orientador: Ambrogi, Bianca Giuliano
Resumo: O crescimento da população humana e consequentemente uma maior demanda por alimentos tem provocado o aumento das áreas de cultivos agrícolas. Esse fato tem provocado o surgimento de um maior número de pragas e doenças que atacam esses cultivos. Segundo a Teoria da Trofobiose o fato de algumas plantas serem mais atacadas por pragas e doenças do que outras está relacionado ao uso indiscriminado de agrotóxicos e fertilizantes, provocando um desequilíbrio nutricional na planta. Nesse sentido, o presente trabalho buscou comparar a atratividade de mosca-branca (Bemisia sp.) por plantas de couve-manteiga (Brassica oleracea var. acephala) cultivadas de forma orgânica e convencional, além de verificar se há variações nos parâmetros bioquímicos entre os tratamentos. O tratamento orgânico consistiu em uma mistura de solo + calcário + esterco bovino, enquanto os tratamentos convencionais foram compostos por: (1) solo + calcário + esterco bovino + ureia e (2) solo + NPK + ureia. Para os testes de atratividade foram realizados bioensaios de livre escolha em gaiolas e testes de olfatometria utilizando um olfatômetro em Y. Nas análises dos parâmetros bioquímicos foram obtidas as concentrações de proteínas livres e carboidratos solúveis nas plantas cultivadas de forma orgânica e convencional (2). Nos bioensaios de olfatometria e livre escolha em gaiola, não foi observada preferência olfativa significativa da mosca-branca entre os tratamentos orgânico e convencional, sugerindo que o teor de adubo químico utilizado não foi suficiente para causar um desbalanço nutricional nas plantas que chegasse a afetar o comportamento desse inseto. A análise dos parâmetros bioquímicos revelou que plantas cultivadas de forma convencional possuem um maior teor de proteínas livres quando comparadas com as cultivadas de forma orgânica, porém os carboidratos solúveis não apresentaram diferença significativa. Dessa maneira, é necessária a realização de mais estudos envolvendo a atração de herbívoros por plantas cultivadas de forma convencional e orgânica, visando uma maior compreensão da teoria da trofobiose.
Palavras-chave: Ecologia
Agricultura orgânica
Teoria da trofobiose
Herbivorios
Bemisia sp.
Brassica oleracea
área CNPQ: CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA::ECOLOGIA DE ECOSSISTEMAS
Idioma: por
Sigla da Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Departamento: DECO - Departamento de Ecologia – São Cristóvão - Presencial
Citação: SOUZA, Camila Vieira. Plantas cultivadas de forma orgânica podem influenciar a atratividade de herbívoros? 2016. Monografia (Bacharelado Ecologia) - Departamento de Ecologia, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2017.
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/7043
Aparece nas coleções:Ecologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Camila_Vieira_Souza.pdf546,18 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.