Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7525
Tipo de Documento: Monografia
Título: Padroês de ocorrência de cavalos marinhos (Syngnathidae, Hippocampus Reide, Ginsburg 1932) no santuário do Rio Vaza Barris - SE
Autor(es): Santana, Priscila Monise dos Santos
Data do documento: 26-Fev-2015
Orientador: Schwarz Júnior, Roberto
Resumo: Os cavalos-marinhos estão ameaçados por sua grande exploração comercial e pela degradação de seus habitats, estando o gênero Hippocampus entre os muitos que possuem uma história de vida única, dada a sua esparsa distribuição, baixa mobilidade, pequenas áreas vitais, baixa fecundidade e longo cuidado parental. Existem poucos trabalhos direcionados à compreensão das populações de cavalos-marinhos em seus habitats naturais. Esta ausência de dados quantitativos têm impossibilitado que se compreenda a real suscetibilidade ao declínio populacional; Para preservar é necessário conhecer as espécies, seus hábitos, bem como a sua ocorrência e distribuição. Neste contexto, o presente trabalho teve como objetivos estudar: razão sexual; estrutura do hábitat; composição de grupos; densidade; e tamanho populacional de H. reidi no estuário do rio Vaza-Barris no município de Aracaju, estado de Sergipe, e assim, desenvolver um banco de dados que auxilie na conservação da espécie. Para o estudo foram realizadas doze coletas de campo entre janeiro de 2014 a dezembro de 2014. Nas doze coletas de campo realizadas foram capturados e analisados 294 exemplares de cavalos-marinhos, sendo todos pertencentes à espécie H. reidi com nenhum registro da espécie H. erectus. O estudo foi conduzido na porção inferior do estuário do Rio Vaza-Barris, em três rios de maré, que são eles: Riacho da Baleia, Viral, e Caruara, onde, em cada ponto amostral foram delimitados transectos de 50 metros junto à margem e a coleta foi realizada através da busca visual direta. No momento da coleta foram tomados valores morfométricos como: comprimento total (da ponta da cabeça dobrada até a extremidade da cauda), comprimento caudal (do ânus até o último anel ósseo na cauda), maior comprimento lateral e comprimento da cabeça. Em seguida os animais foram analisados e identificados de acordo com o sexo, nos machos, avaliou-se o estado da bolsa incubatória. Por fim, o presente estudo permitiu o inicio de análises detalhadas da espécie em função das suas características bio-ecológicas, para auxiliar futuros estudos envolvendo Cavalos-marinhos.
Palavras-chave: Engenharia de pesca
Pesca
Rio Vaza-Barris (SE)
Cavalo-marinho
área CNPQ: ENGENHARIAS
Idioma: por
Sigla da Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Departamento: DEPAQ - Departamento de Engenharia de Pesca e Aquicultura – São Cristóvão - Presencial
Citação: SANTANA, Priscila Monise dos Santos. Padrões de ocorrência de cavalos marinhos (Syngnathidae, Hippocampus Reidi, GinsBurg, 1932) no estuário do Rio Vaza-Barris, SE. São Cristóvão, SE, 2015. Monografia (Bacharelado em Engenharia de Pesca e Aquicultura) - Departamento de Engenharia de Pesca e Aquicultura, Centro de Ciências Agrárias e Aplicadas, Universidade Federal de Sergipe, SE, 2015
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7525
Aparece nas coleções:Engenharia de Pesca e Aquicultura

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Priscila_Monise_Santos_Santana.pdf2,41 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.