Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7926
Tipo de Documento: Monografia
Título: Reações adversas a medicamentos em gestantes internadas em uma unidade de alto risco na cidade de Aracaju/SE
Título(s) alternativo(s): Adverse drug reactions in pregnant women hospitalized in a high-risk unit in the city of Aracaju /SE
Autor(es): Vieira, Antônio Emanuel Soares
Data do documento: 8-Ago-2013
Orientador: Dias, Júlia Maria Gonçalves
Resumo: OBJETIVO: Determinar a prevalência de reações adversas a medicamentos (RAM) em gestantes internadas em serviço de atendimento à gestação de alto-risco. MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes de Aracaju/SE. A população de referência foi constituída por todas as gestantes admitidas na ala de alto risco do local de estudo com feto vivo, entre os meses de agosto e outubro de 2011. Os dados foram coletados a partir de formulários de evolução clínica e de evolução da enfermagem, além de prescrições médicas e exames laboratoriais, diariamente, do primeiro dia até a alta ou transferência da paciente. Para identificação das RAM, foi utilizado um algoritmo desenvolvido no presente estudo. Para confirmação de cada RAM foram aplicados o Algoritmo de Naranjo e o Korean Algorithm for ADR Causality Assessment - versão 2.0. RESULTADOS: Foram incluídas 294 pacientes, a maioria com idade entre 20 e 30 anos (44,90%), com idade gestacional no terceiro trimestre (79,59%). Todas as pacientes tiveram gestação prévia e a maioria não apresentou história pregressa de abortamento (68,70%). 39 (13,3%) pacientes sofreram ao menos uma RAM durante a internação, com média de 1,1 RAM por paciente. Observou-se influência da idade da paciente sobre o surgimento de RAM (p=0,026), no entanto, não foram observadas associações entre o a escolha dos medicamentos ou a quantidade de medicamentos por pacientes e o surgimento de RAM (p=0,239). CONCLUSÃO: Entre as variáveis estudadas houve associação significativa entre RAM e idade das pacientes. Ao associar as principais drogas utilizadas pelas gestantes e o aparecimento de RAM não foram observadas associações significativas.
Abstract: OBJECTIVE: To determine the prevalence of adverse drug reactions (ADRs) in women admitted to a service for high-risk pregnancy. METHODS: We conducted a cross-sectional study at Maternidade Nossa Senhora de Lourdes Aracaju / SE. The reference population consisted of all pregnant women admitted to the ward for high-risk study site with a live fetus, between the months of August and October 2011. Data were collected from clinical forms and evolution of nursing in addition to medical prescriptions and laboratory tests, daily, from the first day until discharge or transfer of patients. For identification of ADR was used an algorithm developed in this study. For confirmation of each ADR were applied the Naranjo algorithm and Korean Algorithm for ADR Causality Assessment - version 2.0. RESULTS: We included 294 patients, mostly aged between 20 and 30 years (44.90%), gestational age in the third quarter (79.59%). All patients had no previous pregnancy and most had a history of abortion (68.70%).39 (13.3%) patients experienced at least one ADR during hospitalization, with an average of 1.1 per patient ADR. It was observed influence of the age of the patient on the emergence ADR (p = 0.026), however, there were no associations between the the choice of drugs and the quantity of medicines by patients and the emergence of ADR (p = 0.239). CONCLUSION: Between variables was no significant association between ADR and age of patients. By associating the main drugs used by pregnant women and the emergence of ADR were not significantly associated.
Palavras-chave: Medicina
Saúde
Gravidez
Medicamentos (Efeitos colaterais)
Gravidez (Complicações e seqüelas)
Medicine
Medications (Side Effects)
Pregnancy
Pregnancy (Complications and sequelae)
área CNPQ: CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA
Idioma: por
Sigla da Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Departamento: DME - Departamento de Medicina – Aracaju - Presencial
Citação: VIEIRA, Antônio Emanuel Soares. Reações adversas a medicamentos em gestantes internadas em uma unidade de alto risco na cidade de Aracaju/se. Aracaju, SE, 2013. TCC (Graduação em Medicina) - Departamento de Medicina, Aracaju, 2013.
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7926
Aparece nas coleções:Medicina

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Antonio_Emanuel_Soares_Vieira.pdf486,06 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.