Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/8826
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorAlmeida, Andrea Santos e-
dc.date.accessioned2018-08-31T13:20:53Z-
dc.date.available2018-08-31T13:20:53Z-
dc.date.issued2017-05-15-
dc.identifier.citationALMEIDA, Andréa Santos e. Vulnerabilidade nutricional dos primeiros estágios larvais do camarão Lysmata vittata (crustácea : decapoda). São Cristóvão, SE, 2017. Monografia (Bacharelado em Biologia) - Departamento de Biologia, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttp://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/8826-
dc.description.abstractFeeding is one of the main factors that influence the larval development of decapod crustaceans. Two points can estimate the nutritional vulnerability of larvae: the “point-of-reserve-saturation” (PRS) and the “point-of-no-return” (PNR). The objective of this study was to evaluate starvation influence on mortality, duration of stages and on larvae size through PRS and PNR values of the first and second (ZI and ZII) larval stages of the peppermint shrimp Lysmata vittata. Ovigerous females were obtained, and two experiments (PRS and PNR) were initiated right after hatching. PSR presented seven different periods of initial feeding (1, 2, 3, 4, 5, 6 and 7 days, named A1, A2, A3, A4, A5, A6 and A7) followed by continuous starvation, while PNR presented different periods of initial starvation (1, 2, 3, 4, 5, 6 and 7 days, named I1, I2, I3, I4, I5, I6 and I7) followed by continuous feeding, plus two control groups (AC and IC). Daily, it was analyzed mortality and larval development, and in the end, it was measured the cephalothorax length (CL). Nonparametric statistical tests (Kruskal-Wallis) were used to make comparisons between treatments. Also, PRS50 and PNR50 (time in which at least 50% of larvae reach PRS and PNR points, respectively) was calculated, and from the quotient of these points the Nutritional Vulnerability Index (NVI) was obtained. In PSR experiment, between 66,6% (A3) and 100% (A4) molted to ZII stage, and between 66,6% (A5) and 100% (A7) molted to ZIII. In PNR experiments, 66,6% (I3, I4 e I5) to 91,6% (I1) advanced to ZII while only treatments I1 (90,9%), I2 (90%) and I3 (50%) molted to ZIII. Total mortality varied between 25% (A4 and A7) and 80% (IC), while in PNR varied from 16,6% (I1) to 100% (I5). The carapace length (CL) of ZIII varied between 0,51±0,03mm (A1) and 0,60±0,02mm (A7) in PSR, and 0,56±0,03 (I2) and 0,58±0,05 (I1) in PNR. The low PRS50 (0,934) and high PNR50 resulted in a low NVI, which means low nutritional vulnerability. Larvae of the experiments presented Facultative Primary Lecithotrophy (FPL), a common feature among some Lysmata group species. Some characteristics also was observed, such as a delayed development in ZII larval stage due to the lack of food and some differences between larval sizes (CL). Thereby, these results can either contribute to some biological aspects of the early phase of L. vittata or provide essential information for aquaculture protocols of the species.por
dc.languageporpt_BR
dc.subjectBiologiapor
dc.subjectEnsino de biologiapor
dc.subjectLysmatidaepor
dc.subjectCamarãoeng
dc.subjectCriação de camarãoeng
dc.subjectCrustáceoeng
dc.subjectAlimentação do camarãopor
dc.titleVulnerabilidade nutricional dos primeiros estágios larvais do camarão Lysmata vittata(crustácea : decapoda)pt_BR
dc.typeMonografiapt_BR
dc.contributor.advisor1Alves, Douglas Fernandes Rodrigues-
dc.description.resumoA alimentação é um dos principais fatores a influenciar o desenvolvimento larval de crustáceos decápodos. Dois pontos podem estimar a vulnerabilidade nutricional das larvas: o Ponto de Saturação de Reserva (PSR) e o Ponto de Não-Retorno (PNR). Os objetivos visaram compreender a influência da inanição na mortalidade, duração dos estágios e no tamanho das larvas através dos pontos de PSR e PNR do primeiro e segundo estágio larval (ZI e ZII) do camarão bailarino Lysmata vittata. Exemplares ovígeros foram coletados, e após a eclosão foram realizados dois experimentos (PSR e PNR), com cada réplica portanto uma única larva. Em PSR, houveram sete períodos diferentes de alimentação inicial (1, 2, 3, 4, 5, 6 e 7 dias, nomeados A1, A2, A3, A4, A5, A6 e A7) seguidos de inanição contínua, e em PNR tiveram diferentes períodos de inanição inicial (1, 2, 3, 4, 5, 6 e 7 dias, nomeados I1, I2, I3, I4, I5, I6 e I7) seguidos de alimentação contínua, além de dois controles (AC e IC). Foram analisados a mortalidade e o estágio larval diariamente, e ao final, foram medidos o comprimento do cefalotórax (CC). Análises estatísticas não paramétricas (Kruskal-Wallis) foram utilizadas para comparar os tratamentos. Também foram calculados o PSR50 e o PNR50 (tempo em que pelo menos 50% das larvas atinjam os pontos de PSR e PNR respectivamente), e pelo quociente desses pontos obteve-se o Índice de Vulnerabilidade Nutricional (IVN). No experimento de PSR, entre 66,6% (A3) e 100% (A4) completaram a ZI, e entre 66,6% (A5) e 100% (A7) completaram ZII. No PNR, entre 66,6% (I3, I4 e I5) e 91,6% (I1) completaram ZI e apenas os tratamentos I1 (90,9%), I2 (90%) e I3 (50%) completaram ZII. A mortalidade total variou entre 25% (A4 e A7) e 80% (IC), enquanto que em PNR variou entre 16,6% (I1) e 100% (I5). O comprimento da carapaça (CC) da ZIII variou entre 0,51±0,03mm (A1) e 0,60±0,02mm (A7) em PSR, e entre 0,56±0,03 (I2) e 0,58±0,05 (I1) no PNR. O baixo PSR50 (0,934) e alto PNR50 (2,963) resultou em um baixo IVN, ou seja, uma baixa vulnerabilidade nutricional. As larvas apresentaram Lecitotrofia Facultativa Primária (LFP), característica comum dentre as espécies de Lysmata que vivem em grupos. Também foi observado alguns fatores como o atraso no desenvolvimento larval da ZII devido à falta de alimento e as diferenças entre os tamanhos (CC) das larvas. Os resultados obtidos tanto podem contribuir com aspectos biológicos da fase inicial do L. vittata, quanto gerar informações para protocolos de cultivo desta espécie.pt_BR
dc.publisher.departmentDBI - Departamento de Biologia – São Cristóvão – Presencialpt_BR
dc.subject.cnpqCIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIApt_BR
dc.publisher.initialsUniversidade Federal de Sergipept_BR
dc.description.localSão Cristóvão, SEpt_BR
Aparece nas coleções:Biologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Andréa_Santos_Almeida.pdf1,72 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.