Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/8830
Tipo de Documento: Monografia
Título: Importância socioeconômica do extrativismo do Cambuì (Myrciaria sp.) na comunidade Ribuleirinha, Estância - Sergipe
Autor(es): Santos, Liziane Rodrigues dos
Data do documento: 1-Mar-2018
Orientador: Gomes, Laura Jane
Resumo: O cambuí (Myrciaria tenella (DC.) O. BERG) fruto do cambuizeiro é um Produto Florestal Não Madeireiro (PFNM) e faz parte da biodiversidade do estado de Sergipe. O presente estudo teve como objetivo analisar a importância socioeconômica do extrativismo do cambuí na comunidade Ribuleirinha, localizada na zona litorânea do município de Estância, Sergipe. O procedimento metodológico utilizado para chegar até os entrevistados foi o método “bola de neve”. Para coleta de dados foram realizadas entrevistas semiestruturada em conjunto com ferramentas de Diagnóstico Rápido Participativo (DRP). A pesquisa ocorreu entre os meses de novembro de 2017 e janeiro de 2018. Constatou-se que no extrativismo da espécie 100% dos participantes é do sexo feminino. Na coleta do fruto houve mudanças positivas e negativas na coleta como, por exemplo, valorização e aproveitamento do fruto e redução na quantidade coletada por causa de problemas ambientais como o desmatamento queimadas, roçagem e seca. No consumo doméstico ele é aproveitado in natura, na forma de suco, licor, principalmente. O cambuí é vendido em feiras livres, sorveterias, por encomendas, na própria região aos turistas e conhecidos e na Associação de Catadoras de Mangaba do povoado Ribuleirinha (ASCAMARE). Desta forma concluiu-se que o sistema extrativista preponderante na comunidade é dotado de metodologia e tecnologia simples baseado nos conhecimentos locais e movimenta um fluxo de comercialização que aparentemente tem-se elevado nos últimos anos. Esta atividade é considerada como um complemento para a renda, pois o que elas recebem com a coleta não é suficiente para suprir todas as necessidades. O desmatamento e as queimadas são os principais fatores responsáveis por provocar uma série de mudanças, como por exemplo, redução de indivíduos; diminuição na produção, redução da quantidade coletada pelas extrativistas gerando pouca oferta para a comercialização.
Palavras-chave: Ciências florestais
Engenharia florestal
Etnobotânica
Sociobiodiversidade
área CNPQ: ENGENHARIAS
Idioma: por
Sigla da Instituição: Universidade Federal de Sergipe
Departamento: DCF - Departamento de Ciências Florestais - São Cristóvão - Presencial
Citação: SANTOS, Liziane Rodrigues dos. Importância socioeconômica do extrativismo do Cambuì (Myrciaria sp.) na comunidade Ribuleirinha, Estância - Sergipe. São Cristóvão, SE, 2018. Monografia (Bacharelado em Engenharia Florestal) - Departamento de Ciências Florestais, Centro de Ciências Agrárias Aplicadas, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2018
URI: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/8830
Aparece nas coleções:Engenharia Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Liziane_Rodrigues_Santos.pdf1,21 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.