Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/15020
Document Type: Dissertação
Title: Introdução a programação, aprendizagem móvel e colaborativa: uma abordagem construcionista no ensino fundamental e superior
Authors: Silva, Elisrenan Barbosa da
Issue Date: 30-Aug-2021
Advisor: Bispo, Kalil Araujo
Co-advisor: Dantas, Daniel Oliveira
Resumo : O m-learning ou aprendizagem móvel cresceu nos últimos anos de forma significativa, sendo abordado em escolas, na cultura, no meio ambiente, nas empresas e até em áreas rurais e isso em todo o mundo. O m-learning se caracteriza pela utilização de aparelhos portáteis, em especial smartphones ou tablets, possibilitando ao professor expandir o ensino para além da sala de aula, e também dando para os alunos uma maior acessibilidade de recursos educacionais. Em um cenário onde a computação está em todos os lugares, pautado pela mobilidade global das pessoas, conectividade de internet ubíqua e uma maior independência de dispositivos móveis com relação ao ambiente computacional tradicional, os usuários conseguem acessar qualquer recurso em qualquer lugar e em qualquer momento. Isto mostra o quanto o m-learning pode ser utilizado tanto no ensino a distância como no contexto presencial, pois o processo de ensino aprendizagem não ocorre apenas enquanto o aluno está em sala de aula. O grande problema dos pesquisadores brasileiros no que diz respeito a como inserir o ensino de computação no Brasil é de como colocar mais uma matéria em uma grade curricular tão apertada, e fazer isso utilizando poucos recursos financeiros para uma aplicação tecnológica como a que há em países desenvolvidos. Porém, pouco se fala sobre a utilização do m-learning no ensino de introdução a programação. Esta dissertação tem como objetivo mostrar como utilizar dispositivos moveis (m-learning) como smartphones, tablets e notebooks no ensino de introdução a programação, usando como metodologia de ensino a abordagem construcionista de Seymour Papert, um método de ensino onde o professor tem como responsabilidade acompanhar cada aluno, identificar cada dificuldade individual e criar situações nas quais os alunos consigam se desenvolver tanto sozinhos como de forma coletiva. Assim, durante dois anos abordamos o m-learning na educação básica antes da pandemia com 19 alunos e no ensino superior com 103 alunos e ambos da rede pública de ensino. Com as crianças utilizamos a linguagem ScratchJr para tablets e com os jovens a linguagem Python que é multiplataforma.
Abstract: M-learning or mobile learning has grown significantly in recent years, being addressed in schools, in culture, in the environment, in companies and even in rural areas, and this all over the world. M-learning is characterized by the use of portable devices, especially smartphones or tablets, enabling the teacher to expand teaching beyond the classroom, and also giving students greater accessibility to educational resources. In a scenario where computing is everywhere, driven by the global mobility of people, ubiquitous internet connectivity and greater independence from mobile devices compared to the traditional computing environment, users can access any resource anywhere and anytime. This shows how much m-learning can be used both in distance learning and in the face-to-face context, as the teaching-learning process does not only occur while the student is in the classroom. The big problem for Brazilian researchers with regard to how to introduce computer education in Brazil is how to put one more subject in such a tight curriculum, and do this using few financial resources for a technological application like that which exists in countries developed. However, little is said about the use of m-learning in teaching introductory programming. This dissertation aims to show how to use mobile devices (m-learning) such as smartphones, tablets and notebooks in teaching introduction to programming, using as teaching methodology Seymour Papert’s constructionist approach, a teaching method where the teacher is responsible for accompanying each student, identifying each individual difficulty and creating situations in which students can develop both alone and collectively. Thus, for two years, we addressed m-learning in basic education before the pandemic with 19 students and in higher education with 103 students, both from the public school system. With children we use the ScratchJr language for tablets and with young people the Python language, which is cross-platform.
Keywords: Aprendizagem móvel
M-learning
Mobile learning
Ensino de programação
Algoritmos
Construcionismo
Programming teaching
Algorithms
Constructionism
Subject CNPQ: CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::CIENCIA DA COMPUTACAO
Language: por
Institution: Universidade Federal de Sergipe
Program Affiliation: Pós-Graduação em Ciência da Computação
Citation: SILVA, Elisrenan Barbosa da. Introdução a programação, aprendizagem móvel e colaborativa: uma abordagem construcionista no ensino fundamental e superior. 2021. 198 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Computação) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2021.
URI: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/15020
Appears in Collections:Mestrado em Ciência da Computação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ELISRENAN_BARBOSA_SILVA.pdf30,8 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.