Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/13619
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorReis, Louriane Ribeiro-
dc.date.accessioned2020-09-02T19:04:57Z-
dc.date.available2020-09-02T19:04:57Z-
dc.date.issued2020-02-18-
dc.identifier.citationREIS, Louriane Ribeiro. O desenvolvimento da escrita argumentativa por estudantes do 9º ano do ensino fundamental a partir da produção de gêneros jornalísticos. 2020. 153 f. Dissertação (Mestrado Profissonal em Letras) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttp://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/13619-
dc.description.abstractThis work results from a research that aims to collaborate with the school practices located in the municipal school of Araçás/BA, since the systematic study of the argumentation is little opportunity in this institution. Thus, it is discussed how to effectively teach argumentation in the school context and compose a didactic-pedagogical proposal aimed at the development of competences (PERRENOUD, 1999) from the argumentative writing of students of basic education. Based on an action research methodology (TRIPP, 2005), the research is based on the interactive and dialogical perspective of argumentation, postulated by Plantin (2008), which understands the argumentation as a form of problematizing interaction, formed by oriented interventions. for the sake of it. With Bakhtin and the Circle (1990), language is conceived as a socio-historical practice that is organized through discursive genres, a concept that guides the written process of predominantly argumentative genres (PASSARELI, 2012; AZEVEDO, 2018), developed with 9th grade students. The sequence of activities (LERNER, 2002) encompasses research, reading, brainstorming, theoretical content, games and privileges the textual production with social function, which enabled the production of a mural newspaper exposed in the city. The experiments carried out were the basis for the elaboration of a Pedagogical Notebook, intended for teachers who are also interested in this subject. The results indicate that the didatization and systematization of work with argumentation, based on interactional activities in the classroom, is significant for teachers and students, since it enables the expansion and qualification of argumentative skills. Therefore, the students had to go through varied learning that allowed the construction of discursive-argumentative positions, recorded in texts related to social interest themes, since the reading public was not restricted to the school environment.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPESpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.subjectLíngua portuguesapor
dc.subjectEscrita criativapor
dc.subjectEnsino fundamentalpor
dc.subjectRedação de textos jornalísticospor
dc.subjectConhecimento e aprendizagempor
dc.subjectEnsino-aprendizagempor
dc.subjectArgumentação na escolapor
dc.subjectChristian Plantin (linguista)por
dc.subjectTeaching-learningeng
dc.subjectArguing at schooleng
dc.titleO desenvolvimento da escrita argumentativa por estudantes do 9º ano do ensino fundamental a partir da produção de gêneros jornalísticospt_BR
dc.title.alternativeThe development of argumentative writing by 9th grade students from the production of journalistic genreseng
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisor1Azevedo, Isabel Cristina Michelan de-
dc.description.resumoEste trabalho decorre de uma pesquisa que visa colaborar com as práticas escolares situadas no colégio municipal de Araçás/BA, uma vez que o estudo sistematizado da argumentação é pouco oportunizado nessa instituição. Assim, discute-se como efetivar o ensino da argumentação no contexto escolar e compor uma proposta didático-pedagógica destinada ao desenvolvimento de competências (PERRENOUD, 1999) a partir da escrita argumentativa de estudantes da educação básica. Com base em uma metodologia de pesquisa-ação (TRIPP, 2005), a pesquisa pauta-se na perspectiva interacional e dialogal da argumentação, postulada por Plantin (2008), que compreende a argumentação como uma forma de interação problematizante, formada por intervenções orientadas por uma questão. Com Bakhtin e o Círculo (1990), concebe-se a língua como uma prática sócio-histórica que se organiza por meio de gêneros discursivos, concepção que orienta o processo de escrita de gêneros preponderantemente argumentativos (PASSARELI, 2012; AZEVEDO, 2018), desenvolvido com estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental. A sequência de atividades (LERNER, 2002) engloba pesquisas, leituras, debates de ideias, conteúdos teóricos e jogos e privilegia a produção textual com função social, o que possibilitou a produção de um jornal mural exposto na cidade. As experiências realizadas serviram de base para a elaboração de um Caderno Pedagógico, destinado aos professores que também tenham interesse por essa temática. Os resultados apontam que a didatização e a sistematização do trabalho com a argumentação, a partir de atividades interacionais em sala de aula, são significativas para docentes e discentes, uma vez que possibilitam a ampliação e a qualificação das competências argumentativas. Para tanto, os estudantes precisaram passar por aprendizagens variadas que permitiram a construção de posicionamentos discursivoargumentativos, registrados em textos relativos a temáticas de interesse social, uma vez que o público leitor não se restringiu ao ambiente escolar.pt_BR
dc.publisher.programPós-Graduação Profissional em Letraspt_BR
dc.subject.cnpqLINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRASpt_BR
dc.publisher.initialsUniversidade Federal de Sergipept_BR
dc.description.localSão Cristóvão, SEpt_BR
Appears in Collections:Mestrado Profissional em Letras

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LOURIANE_RIBEIRO_REIS.pdf4,65 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.