Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/3591
Document Type: Tese
Title: Transplante renal e risco de câncer de cabeça e pescoço : revisão sistemática e meta-análise
Other Titles: Kidney transplantation and head and neck cancer risk: systematic review and meta-analysis
Authors: Martins Filho, Paulo Ricardo Saquete
Issue Date: 17-Dec-2014
Advisor: Silva, Luiz Carlos Ferreira da
Resumo : Transplante renal e risco de câncer de cabeça e pescoço: revisão sistemática e meta-análise, Paulo Ricardo Saquete Martins Filho, Aracaju/SE, Brasil, 2013. Introdução: O transplante renal é considerado o tratamento de escolha para a doença renal terminal, porém um aumento do risco de câncer pós-transplante tem sido reconhecido como uma complicação da imunossupressão em longo prazo. Malignidades pós-transplante são uma importante causa de morbidade e mortalidade em recipientes renais. Foi realizada uma revisão sistemática e meta-análise para determinar o risco de câncer de cabeça e pescoço após transplante renal. Método: Uma busca sistemática foi realizada nas bases de dados PUBMED, EMBASE, SCOPUS e LILACS para identificar estudos de coorte que estimaram o risco de câncer de cabeça e pescoço após transplante renal. A avaliação da validade dos estudos selecionados foi realizada através da iniciativa STROBE e da Newcastle-Ottawa Scale (NOS) para estudos de coorte. Somente estudos com NOS ≥ 6 foram incluídos na meta-análise. Os riscos relativos (RR) combinados foram calculados através do método de Mantel-Haenszel ou de DerSimonian-Laird, a depender da presença de heterogeneidade estatística. Para detectar viés de publicação, foram utilizados o teste de Egger, a análise de Duval e Tweedie e análise de sensibilidade leave-one-out . Resultados: Um total de 9 estudos de coorte de alta qualidade foram incluídos na meta-análise. O RR combinado do câncer de cabeça e pescoço após transplante renal foi de 8.2 (IC 95%4.0-16.6, p<0.0001). Um significante aumento do risco de câncer foi observado no lábio (RR = 43.6, IC 95% 24.2-78.4, p<0.0001). O RR combinado para o câncer de cavidade oral/faringe e glândulas salivares foi 3.5 (IC 95% 2.5-5.0, p<0.0001) e 5.6 (IC 95% 1.3-24.0, p = 0.020), respectivamente. Não houve evidência de viés de publicação. Conclusão: Há um aumento no risco de câncer de cabeça e pescoço após transplante renal. A região de cabeça e pescoço deve ser examinada rotineiramente durante a vigilância pós-transplante. Palavras-chave: transplante renal; neoplasmas; câncer de cabeça e pescoço; câncer de lábio; câncer oral; meta-análise.
Abstract: Kidney transplantation and head and neck cancer risk: systematic review and meta-analysis Paulo Ricardo Saquete Martins Filho, Aracaju/SE, Brazil, 2013. Background: Kidney transplantation is considered the treatment of choice for end-stage kidney disease, but a wide-ranging excess risk of post-transplant malignancies has been recognized as a complication of long-term immunosuppression. De novo malignancies are important cause of morbidity and mortality in kidney recipients. We performed a systematic review and meta-analysis to determine the risk of head and neck cancer after kidney transplantation. Methods: A systematic search was performed in PUBMED, EMBASE, SCOPUS, and LILACS databases to identify cohort studies reporting on the risk of head and neck cancer in kidney recipients. The assessment of validity of selected studies was performed using the STROBE statement and the Newcastle-Ottawa Scale (NOS) for Cohort Studies. Only studies with NOS ≥ 6 were included in the meta-analysis. Pooled relative risks (RR) were calculated using the Mantel-Haenszel or DerSimonian-Laird method, depending on statistical heterogeneity. To detect publication bias, Egger‟s test, Duval and Tweedie‟s analysis, and leave-one-out sensitivity analysis were conducted. Results: A total of 9 high-quality cohort studies were included in the meta-analysis. The pooled RR of head and neck cancer after kidney transplantation was 8.2 (95% CI 4.0-16.6, p<0.0001). A significant excess risk of cancer was observed in the lip (RR = 43.6, 95% CI 24.2-78.4, p<0.0001). The pooled RR of oral cavity/pharynx and salivary gland was 3.5 (95% CI 2.5-5.0, p<0.0001) and 5.6 (95% CI 1.3-24.0, p = 0.020), respectively. No evidence of publication bias was observed. Conclusion: There is an increased risk of head and neck cancer after kidney transplantation. The head and neck should be examined routinely during the post-transplant surveillance.
Keywords: Rins
Transplante
Cabeça
Câncer de pescoço
Câncer de boca
Câncer
Saúde bucal
Odontologia
Nefrologia
Oncologia
Kidney transplantation
Neoplasms
Head and neck cancer
Lip cancer
Oral cancer
Meta-analysis
Subject CNPQ: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Language: por
Country: BR
Publisher / Institution : Universidade Federal de Sergipe
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-Graduação em Ciências da Saúde
Citation: MARTINS FILHO, Paulo Ricardo Saquete. Kidney transplantation and head and neck cancer risk: systematic review and meta-analysis. 2014. 95 f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Sergipe, Aracaju, 2014.
Rights: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/3591
Appears in Collections:Doutorado em Ciências da Saude

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PAULO_RICARDO_S_M_FILHO.pdf1,47 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.