Please use this identifier to cite or link to this item: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/4296
Document Type: Dissertação
Title: Subsídio para o planejamento das áreas verdes públicas de Aracaju, Sergipe
Authors: Santos, Carla Zoaid Alves dos
Issue Date: 26-Feb-2013
Advisor: Gomes, Laura Jane
Resumo : Nas últimas décadas o ambiente urbano tem sido objeto de estudo de muitos pesquisadores, principalmente, sobre temáticas relacionadas com o planejamento e a gestão sustentável desse espaço. Os produtos gerados nas discussões sobre esses temas tornaram-se fundamentais para a execução de melhores praticas no âmbito da qualidade ambiental e da qualidade de vida das pessoas. O município de Aracaju, estado de Sergipe, área de estudo desta pesquisa, apresenta uma série de problemas ambientais que implica na análise de diversos fatores e parâmetros relacionados com essas duas temáticas. Como forma de contribuir com mais um aspecto para a discussão da sustentabilidade do município, o objetivo geral desta pesquisa foi analisar a qualidade do Sistema de Áreas Verdes Públicas do município de Aracaju, a fim de contribuir com informações que auxiliem o planejamento mais adequado dessas áreas. Para isso, as informações e dados analisados durante o estudo foram organizados em 3 capítulos. O Capítulo 1 corresponde ao referencial teórico que fundamenta a pesquisa, o qual foi construído por meio de uma revisão bibliográfica. O texto abordou temáticas gerais relacionadas com o desenvolvimento, sustentabilidade e a problemática ambiental do Ambiente Urbano, e mais específicas que correspondeu a considerações sobre as áreas verdes urbanas. O Capítulo 2 traz a classificação, caracterização e o mapeamento das categorias que compõem o Sistema de Áreas Verdes. Os resultados foram obtidos por meio da análise de Bancos de Dados Secundários e realização de atividades de campo, com auxilio de um Modelo de Classificação de Áreas Públicas (MCAP). Dessa forma, foram identificadas 213 áreas públicas, classificadas em três tipos de classes: (1) áreas associadas ao sistema viário (canteiros e rotatórias); (2) áreas não associadas a áreas protegidas (praças, parques e complexos de lazer) e (3) áreas associadas às áreas protegidas (Unidades de conservação e Áreas de Preservação Permanente). As áreas protegidas são as mais significativas do Sistema ocupando 80,6% de toda área verde classificada, enquanto que as demais classes ocupam apenas 19,4% do total. O Capítulo 3 dedicou-se a análise e discussão dos índices espaciais de áreas verdes públicas da cidade, os quais foram obtidos por meio da interpretação de imagens de satélite Quickbird (2008) e processamento de dados em programas de Sistema de Informações Geográficas (SIG s). Avaliou-se quali-quantitativamente os aspectos relacionados com 3 índices: (1) Percentual de Áreas Verdes - PAV; (2) Percentual de Cobertura Arbórea PCA e seu respectivo índice (Índice de Cobertura Arbórea por Habitante) e o (3) Índice de Áreas Verdes Públicas por Habitante IAVP. O PAV foi tratado como índice que reflete a qualidade ambiental do sistema por considerar a influencia de todas as áreas, independente da sua qualidade. O PAV da cidade é de 14,48% em relação à área urbanizada, o PCA é de 9,7% já O IAV, que leva em consideração a avaliação da função socioambiental da área verde, foi de apenas 3,4m² de área verde por habitante. Os procedimentos metodológicos adotados foram considerados adequados para identificar e qualificar as categorias de áreas verdes do município. E a análise dos índices espaciais refletiu de forma mais criteriosa e objetiva a qualidade socioambiental das áreas verdes públicas do município.
Abstract: In the last decades the urban environment has been the subject of studies of many researchers, mainly about themes related to planning and sustainable managing of this space. The topics from these discussions become fundamental to the execution of better practices of environmental quality and life quality for the people. The city of Aracaju, Sergipe State, where this study was conducted, presents a variety of environmental problems that demands the analysis of several parameters and factors related to these themes. As a way of contributing to one more aspect for the discussion of sustainability of the city, the main objective of this research was to analyze the quality of the Public Green Areas System of Aracaju, in order to contribute with information that assist a more suitable planning of these areas. Therefore, the information and data analyzed during this study were organized into 3 chapters. Chapter 1 corresponds to the theory reference that fundaments the main themes approached in this research. Chapter 2 deals with the classification, characterization and mapping of the categories that build the Green Areas System. The results were obtained through the analysis of Secondary Data Bank and field activities, assisted by a Public Area Classification Model (PACM). This way, 313 public areas were identified, classified into three types: (1) areas associated to the road system (avenue islands and roundabouts); (2) areas not associated to protected areas (squares, parks and leisure areas); (3) areas associated to protected areas (Conservation Units and Permanent Preservation Areas). The protected areas are the most meaningful for the System, they occupy 80.6% of all the classified green area, while the other classes occupy only 19.4% of the total. Chapter 3 analyzed and discussed the space rates of the public green areas of the city, which were obtained through interpretation of Quickbird satellite images (2008) and data processing in programs of Geographic Information System (SIG s). The related aspects were evaluated into 3 rates: (1) Green Area Percentage PAV; (2) Tree Coverage Percentage PCA and (3) Public Green Area Rate by Inhabitant IAVP. The PAV was treated as the rate that reflects the environmental quality of the system considering the influence of all areas independently of its quality. The PAV of the city is 14.48% compared to urban areas, the PCA is 9.7% and the IAVP that takes into consideration the evaluation of the socio-environmental function of the green area, was only 3.4m ² of green area per inhabitant. The adopted methodological procedures were considered adequate to identify and qualify the categories of the green areas of the city. Moreover, it was essential to analyze the space rates in a more detailed and objective way.
Keywords: Política ambiental
Planejamento urbano
Urbanismo - Meio ambiente
Embelezamento urbano
Ecologia urbana
Urbanismo - Aspectos ambientais
Índice de áreas verdes
City planning
Environmental policy
Urban beautification
Urban ecology
Subject CNPQ: CNPQ::OUTROS
Language: por
Program Affiliation: Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente
Rights: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/4296
Appears in Collections:Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CARLA_ZOAID_ALVES_SANTOS.pdf5,99 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.