Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/4997
Tipo de Documento: Dissertação
Título: Características epidemiológicas dos óbitos fetais e neonatais precoces de filhos de pacientes com near mis
Autor(es): Nardello, Daniele Marin
Data do documento: 25-Fev-2016
Orientador: Guimarães, Alzira Maria D'Avila Nery
Resumo: Objetivo: Identificar as características epidemiológicas dos óbitos fetais e neonatais precoces em pacientes com near miss materno e os fatores associados a este desfecho. Método: Estudo transversal, cuja população foi composta por 79 mulheres com características de near miss (NM), identificadas no período de um ano, e dos seus respectivos recém-nascidos. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas e investigação dos prontuários. As variáveis foram analisadas por meio de frequências simples e percentual. Para avaliar associação entre as variáveis, utilizou-se o teste Exato de Fisher. Para análise multivariada, foi usado o mapa perceptual construído a partir da análise de correspondência múltipla e utilizadas as variáveis que foram significativas a 20%. Resultados: Entre as mães classificadas com NM, as desordens hipertensivas (pré-eclâmpsia grave, eclâmpsia, hipertensão) totalizaram 32 casos (40,5%) e, destes, 14 (58,3%) tiveram desfecho fetal e neonatal adverso (DFNA) com p-valor =0,046. A maior prevalência de DFNA foi proveniente de parto cesáreo (20, 83,3%), de mulheres com dois a três filhos (11, 45,8%) e sem natimortos anteriores (17, 70,8%), verificando-se significância para esta última variável p =0,038. Na análise dos DFNA, foi observada significância estatística para os recém-nascidos admitidos na UTIN (17, 70,8%, p <0,001); crianças com idade gestacional < 32 semanas (10, 41,6%, p <0,001); peso ao nascer < 2500 (16, 66,7%, p =0,001); APGAR de 5 minutos < 7 contabilizaram 9 (52,9%, p <0,001); asfixia neonatal, 9 (50%, p <0,001); e desconforto respiratório precoce, 13 (72,2%, p =0,002). Conclusão: As características dos óbitos fetais e neonatais precoces em pacientes com near miss materno tiveram associação forte com o desfecho fetal e neonatal adverso. Nas mães com desordens hipertensivas, as características estatisticamente significantes para o desfecho entre os recém-nascidos foram a prematuridade, asfixia neonatal e desconforto respiratório precoce.
Abstract: Objective: To identify the epidemiological characteristics of early fetal and neonatal deaths in maternal near miss patients and the associated elements to this outcome. Method: Cross-sectional study including 79 women with features near miss, identified in a one-year period, and their newborns. Semi-structured interviews and the study of patients’ records were conducted. The variables were analyzed through simple frequency and percentage. To evaluate the association between those variables, the Fisher’s Exact Test was used. For the multivariate analysis the perceptual map constructed from the multiple correspondence examination was used, using the variables that were significant to 20%. Results: Amongst the near miss mothers, hypertensive disorders (severe pre-eclampsia, eclampsia, hypertension) totalized 32 cases (40,5%) and, of those, 14 (58,3%) had fetal and neonatal adverse outcome (p 0,046). The highest prevalence of fetal and neonatal adverse outcome was derived from cesarean delivery (20, 83,3%), of women with 2 or 3 children (11, 45,8%), and without previous stillbirths (17, 70,8%), this last variable with significance p 0,038. In the fetal and neonatal adverse outcome analysis significant levels were verified in newborns admitted in Neonatal Intensive Care Unit (17, 70,8%, p < 0,001); children with gestational age < 32 weeks (10, 41,6%, p < 0,001); birth weight < 2500 (16, 66,7%, p 0,001); APGAR score at 5 minutes < 7 (9, 52,9%, p < 0,001); neonatal asphyxia, 9 (50,00%, p < 0,001); and early respiratory distress syndrome, 13 (72,2%, p 0,002). Conclusion: The characteristic of early fetal and neonatal deaths in maternal near miss patients had a close association with fetal and neonatal adverse outcome. Among the mothers with hypertensive disorders the significant characteristics to the outcome in newborns were prematurity, neonatal asphyxia and early respiratory distress syndrome.
Palavras-chave: Enfermagem
Relações materno-fetais
Complicações na gravidez
Epidemiologia
Morte fetal
Morte perinatal
Maternal-fetal relations
Pregnancy complications
Epidemiology
Fetal death
Perinatal death
área CNPQ: CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
Idioma: por
País: Brasil
Instituição/Editora: Universidade Federal de Sergipe
Sigla da Instituição: UFS
Programa de Pós-graduação: Pós-Graduação em Enfermagem
Citação: Nardello, Daniele Marin. Características epidemiológicas dos óbitos fetais e neonatais precoces de filhos de pacientes com near mis. 2016. 97 f. Dissertação (Pós-Graduação em Enfermagem) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/4997
Aparece nas coleções:Mestrado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DANIELE_MARIN_NARDELLO.pdf2,2 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.