Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/537
Tipo de Documento: Artigo
Título: Florística e estrutura da vegetação arbustivo-arbórea das Areias Brancas do Parque Nacional Serra de Itabaiana/Sergipe, Brasil
Título(s) alternativo(s): Floristic and structure of the shrub and tree vegetation of Areias Brancas of Serra de Itabaiana National Park/Sergipe, Brazil
Autor(es): Dantas, Túlio Vinicius Paes
Ribeiro, Adauto de Souza
Nascimento Júnior, José Elvino do
Prata, Ana Paula do Nascimento
Data do documento: Dez-2010
Abstract: O Parque Nacional Serra de Itabaiana destaca-se pela diversidade fitofisionômica, dentre estas, uma conhecida localmente por Areias Brancas, uma vegetação aberta que varia de arbustiva-herbácea a arbustiva-arbórea e classificada por alguns autores como restinga ou cerrado, a depender do porte. Com intuito caracterizar e classificar esta fitofisionomia foram selecionadas duas áreas amostrais de Areias Brancas no Parque Nacional Serra de Itabaiana e construída uma listagem de acordo com o material depositado no Herbário ASE e de coletas adicionais. Para o estudo fitossociológico foi utilizado o método dos quadrantes errantes, amostrando todos os indivíduos com circunferência do tronco (> 15 cm) a altura do peito (1,30 m). Foi verificada nas Areias Brancas do Parque, a ocorrência de 193 espécies, distribuídas em 143 gêneros e 60 famílias, sendo, em sua maioria, representadas por espécies herbáceas e arbustivas. Destaca-se o alto número de espécies encontradas nas Areias Brancas quando comparado com estudos realizados em todo Parque Nacional. Há similaridade florística significativa entre as áreas amostradas, porém estruturalmente as duas áreas devem ser consideradas como diferentes fisionomias sucessionais pelas variações de densidade, altura e dominância. Mesmo possuindo espécies vegetais em comum, as Areias Brancas do Parque Nacional não podem ser classificadas como restinga ou cerrado por não possuir características de origem comuns a estas formações. As Areias Brancas devem ser consideradas como um refúgio ecológico, uma vegetação azonal derivada de condições especiais da formação do substrato._______________________________________________________________________________ ABSTRACT:The Serra de Itabaiana National Park is distinguished by its phytophysiognomic diversity, among which, a locally known as Areias Brancas (white sands), an open vegetation, ranging from herb-shrub to shrub-tree and classified by some authors as restinga or cerrado, depending on its size. Aiming to characterize and classify vegetational type were selected two sites in Areias Brancas of Serra de Itabaiana National Park and built a list following deposited material in the ASE Herbarium and additional sampling. To the phytosociological study it was used the wandering quarter method, sampling all individuals with trunk circumference (> 15 cm) at breast height (1.30 m). It was verified, at the Areias Brancas, the occurrence of 193 species belonging to 145 genera and 60 families that are mostly represented by herb and shrub species. It is noticeable the high number of species found in Areias Brancas when compared with studies conducted throughout the National Park. There are significant floristic similarity between sampling sites, but structurally the two areas should be considered as different sucessional faces, due to variations in density, height and dominance. Even with plant species in common, the Areias Brancas of the National Park can not be classified as restinga or cerrado for not having common origins for these formations. The Areias Brancas should be considered as an ecological refuge, an azonal vegetation derived from the special conditions of substrate formation.
Palavras-chave: Espécies vegetais
Areias brancas
Parque Nacional Serra de Itabaiana
ISSN: 0100-8404
Citação: DANTAS, T. V. P. et al. Florística e estrutura da vegetação arbustivo-arbórea das Areias Brancas do Parque Nacional Serra de Itabaiana/Sergipe, Brasil. Revista Brasileira de Botânica, São Paulo, v. 33, n. 4, p. 575-588, set./dez. 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042010000400006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt>. Acesso em: 23 maio 2013.
Licença: Creative Commons Attribution License
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/537
Aparece nas coleções:DBI - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
FloristicaEstruturaItabaiana.pdf333,17 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.