Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/5452
Document Type: Tese
Title: Território, paisagem, sujeitos sociais e políticas públicas: (des)caminhos e perspectivas do TBC em comunidades brasileiras e mexicanas
Authors: Gomes, Roseane Cristina Santos
Issue Date: 20-May-2014
Advisor: Almeida, Maria Geralda de
Resumo : A América Latina tem como uma de suas características a diversidade da paisagem que conforma o território de pequenas comunidades, estejam estas localizadas na zona litorânea ou no interior. Referimo-nos às comunidades brasileiras e mexicanas que além de apresentar uma paisagem dinâmica, possuem, todavia uma riqueza sociocultural que as singularizam. São marcadas pelo modo de vida tradicional e pelos laços do cotidiano. Muitas destas comunidades almejam uma melhor qualidade de vida e buscam se sobressair do processo de exclusão do qual são expostas. Para tanto buscam no turismo, a complementação de sua fonte de renda, ou até mesmo centram nesta atividade a manutenção de sua sobrevivência. É o caso das comunidades estudadas: povoados Crasto/ Santa Luzia do Itanhy, Terra Caída/ Indiaroba Sergipe/ Brasil, Prainha do Canto Verde/Beberibe/Ceará/Brasil e Puerto Morelos/ município de Benito Juarez/ Quintana Roo e San Pedro Atlapulco/ município de Ocoyacac/ Estado de México México. Sentindo a necessidade de refletir sobre o turismo, sobretudo, o turismo de base comunitária e seus impactos nas comunidades citadas, nos amparamos na ciência geográfica como pilar para esta reflexão. Esta atividade é vislumbrada como fator de transformação socioespacial, cultural, política e econômica. Porém, para sua implantação, é relevante pensar na necessidade que o território dos sujeitos sociais locais possui para receber o turismo. Isto posto, temos como objetivo a análise das relações socioespaciais envolvendo sujeitos sociais locais, políticas de fomento ao turismo e o turismo de base comunitária - TBC nas comunidades latino-americanas já citadas. Trata-se, portanto, da análise acerca de territorialidades que se (re) criam, da (re) significação da paisagem pelos sujeitos sociais locais, por meio da inserção do TBC que tem como essência o princípio da autogestão, do empoderamento das comunidades e valorização do modo de vida tradicional. Para tanto, nos pautamos nas categorias paisagem e território como balizadoras da reflexão proposta. O método de análise que consubstancia a pesquisa é o fenomenológico. Já os instrumentos de investigação utilizados foram: revisão bibliográfica; pesquisa de campo composta de observação direta, levantamento e registro fotográficos; técnica de entrevista semiestruturada. Com base nos resultados obtidos com a pesquisa afirmamos que no processo de inserção do turismo nas comunidades citadas existem várias forças que atuam nos territórios dos sujeitos sociais locais. Estas forças se materializam por meio das relações de poder que emanam tanto das comunidades quanto dos agentes planejadores das políticas de fomento ao turismo e agentes privados. No caso das políticas, o poder se manifesta pelo conteúdo e discurso propagado acerca do desenvolvimento local para o alcance da sustentabilidade. Este, na verdade é apenas uma forma alienadora de manter o controle sobre as comunidades e favorecer as demandas do turismo de massa e agentes privados interessados em obter divisas ao investir no turismo. No que diz respeito às comunidades o poder advém da necessidade de defender os seus territórios contra forças externas que em nada ou muito pouco contribuem para a manutenção das suas territorialidades. Emana, outrossim, do processo de exclusão pelo qual as mesmas são submetidas e, consequentemente pela busca da melhoria de suas condições de vida.
Abstract: Latin America has as one of its features the landscape diversity that shapes the territory of small communities, these are located in the coastal zone or inside. We refer to the Brazilian and Mexican communities that besides presenting a dynamic landscape have richness sociocultural that singularize them. They possess a richness that sociocultural singularize. They are marked by the traditional lifestyle and the bonds of everyday life. Many of these communities aspire to a better quality of life and seek to excel the exclusion processes which are exposed. Therefore they seek in the tourism, complementing their source of income, or even focus on this activity to maintain their survival. This is the case of the communities studied: villages Crasto/ Santa Luzia do Itanhy, Terra Caída/ Indiaroba Sergipe/ Brazil; Prainha do Canto Verde/Beberibe/Ceará/Brazil e Puerto Morelos/ Benito Juarez county/ Quintana Roo e San Pedro Atlapulco/ Ocoyacac county/ Mexico State México. Feeling the need to reflect on tourism, especially community-based and their impacts on communities cited in geographical science seek the pillar for this reflection. It is envisioned as a factor of socio-spatial transformation, cultural, political and economic. However, for the implementation of this activity, it is relevant to think in host communities, as well and necessity that the territory of social subjects have to receive the tourism. We aim to analyze the socio-spatial relations involving local social subjects, policies to promote tourism and community-based tourism - TBC in Latin American communities already mentioned. It is therefore the analysis of territoriality about that (re) create, (re) signification of the landscape by local social subjects, through the insertion of TBC whose essence the principle of self-management, empowerment of communities and appreciation of the traditional lifestyle. Therefore, we base in the territory and landscape categories to guide the best reflection proposal. We understand that is in the territory where the interaction occurs individual - environment. The method of analysis that substantiates the research is phenomenological. Already the research instruments that were used: literature review; fieldwork consisting of direct observation, survey and photographic record; semi-structured interview technique. Based on the results obtained from the research say that the process of integration of tourism in the communities above mentioned there are several forces acting in the territories of local social subjects. These forces are materialized through the power relations emanating from both communities as agents of the planners of policies encouraging tourism. In the case of political power manifests itself by discourse propagated on local development to achieve sustainability. This really is just a way of alienating maintain control over communities and favor the demands of mass tourism and private actors interested in obtaining foreign currency to invest in tourism. With regard to communities the power comes from the need to defend their territory against external forces which do nothing or very little to contribute to the maintenance of their territoriality. Emanate likewise, the deletion process by which they are submitted, and therefore the search for improvement of their living conditions.
Keywords: Geografia humana
Comunidades
Paisagens
Turismo e Estado
Turismo cultural
Turismo comunitário
Turismo
Políticas públicas
Planejamento político
Turismo de base comunitária
Community
Heritage tourism
Human geography
Landscape
Political planning
Tourism
Tourist trade
Community-based tourism
Subject CNPQ: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
Language: por
Country: BR
Publisher / Institution : Universidade Federal de Sergipe
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-Graduação em Geografia
Citation: GOMES, Roseane Cristina Santos. Território, paisagem, sujeitos sociais e políticas públicas: (des)caminhos e perspectivas do TBC em comunidades brasileiras e mexicanas. 2014. 377 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2014.
Rights: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/5452
Appears in Collections:Doutorado em Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ROSEANE_CRISTINA_SANTOS_GOMES.pdf15,06 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.