Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/6038
Document Type: Dissertação
Title: Avaliação espaço-temporal da atividade antrópica no estuário do rio Sergipe
Authors: Santos, Danielle Gois Moreira
Issue Date: 16-Mar-2012
Advisor: Alexandre, Marcelo da Rosa
Resumo : Neste trabalho foi feita a análise do sedimento do Estuário do Rio Sergipe, situado na região metropolitana de Aracaju, em dois períodos: no inverno de 2010 e no verão de 2011. Nos últimos anos, esse Rio vem passando por um processo de degradação devido ao lançamento de esgotos domésticos, sem tratamento apropriado, em suas águas e pela concentração industrial nessa Bacia. Foi realizada a caracterização dos sedimentos a parir da análise de teores de carbono orgânico total (COT), matéria orgânica total (MOT), nitrogênio total (NT) e teores de silte, argila e areia. Os compostos lipídicos, esteróis e álcoois lineares, foram identificados e quantificados nos extratos de sedimentos superficiais no Estuário do Rio Sergipe através da cromatografia em fase gasosa acoplado a espectrômetro de massas (CG-EM). As contribuições autóctone e alóctone foram caracterizadas na área de estudo através da determinação dos esteróis e álcoois nos sedimentos. A contribuição autóctone foi determinada a partir dos álcoois lineares de cadeia curta (<C20) que caracteriza a presença de organismos aquáticos como algas e bactérias. A contribuição alóctone foi evidenciada pela presença dos álcoois lineares de cadeia longa (>C20) e pela identificação de esteróis com 29 átomos de carbono na estrutura. O álcool identificado em maior concentração em todas as amostras foi o C30, em concentrações que variaram de 0,62 a 2,46 μg.g-1 no inverno e de 0,37 a 21,41 μg.g-1 no verão. O esterol de concentração mais proeminente foi o β-sitosterol (C29) em concentrações que variaram de 1,15 a 15,69 μg.g-1 no inverno e de 1,23 a 8,09 μg.g-1 no verão. Esses compostos são frequentemente encontrados em grandes quantidades em plantas superiores, sugerindo assim uma forte contribuição de material terrígeno no estuário. A contaminação por esgoto no estuário do Rio Sergipe foi avaliada pela presença do coprostanol (biomarcador de origem fecal) nos sedimentos analisados e pelas razões de diferentes esteróis. Esta contaminação foi atribuída ao possível lançamento de esgoto não tratado na Bacia do Rio Sergipe.
Abstract: In this study we investigated the composition of the sediment from Sergipe River Estuary, located in the metropolitan area of Aracaju, in two periods: the winter of 2010 and the summer of 2011. In the recent years, this river has been undergoing a process of degradation due to release of sewage, without proper treatment, and the process of industrialization in its basin. We performed the sediments characterization from the analysis of total organic carbon (TOC), total organic matter (TOM), total nitrogen (TN) and the amount of silt, clay and sand. The lipid compounds, such as sterols and linear alcohols, were identified and quantified in extracts of surface sediments in the Sergipe River Estuary by gas chromatography coupled to mass spectrometry (GC-MS). The autochthonous and allochthonous contributions were characterized in the study area through the determination of sterols and alcohols in sediments. The autochthonous contribution was determined using the amount and distribution of the linear alcohols of short chain (<C20), which characterize the presence of aquatic organisms such as algae and bacteria. The allochthonous contribution was evidenced by the presence of linear long chain alcohols (> C20) and the identification of sterols of 29 carbon atoms. The C30 alcohol was the compound which presented the higher concentration within all samples, with values ranging from 0.62 to 2.46 μg.g-1 in the winter and 0.37 to 21.41 μg.g-1 in the summer. The most prominent sterol concentration was observed for β-sitosterol (C29), in concentrations ranging from 1.15 to 15.69 μg.g-1 in the winter and from 1.23 to 8.09 μg.g-1 in the summer. These compounds are frequently found in large quantities in vascular plants. Therefore, suggesting a strong contribution of terrigenous materials to the estuary. Contamination by sewage in the Sergipe River estuarine system was assessed by the presence of coprostanol (fecal biomarker) in the sediments and the different sterols ratios and indexes. This contamination was attributed to the possible discharge of untreated sewage into the Sergipe river basin.
Keywords: Esteróis
Rio Sergipe
Coprostanol
Poluição fecal
Sterols
Sergipe river
Fecal pollution
Subject CNPQ: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA
Language: por
Country: BR
Publisher / Institution : Universidade Federal de Sergipe
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-Graduação em Química
Rights: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/6038
Appears in Collections:Mestrado em Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DANIELLE_GOIS_MOREIRA_SANTOS.pdf3,44 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.