Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/6746
Document Type: Dissertação
Title: Tessituras, tramas e territorialidades das catadoras de mangaba na Barra dos Coqueiros-SE
Authors: Jesus, Patricia Santos de
Issue Date: 7-Apr-2017
Advisor: Silva, Gicélia Mendes da
Co-advisor: Vilar, José Wellington Carvalho
Resumo : As catadoras de mangaba durante muito tempo tiveram suas práticas extrativistas mantidas no anonimato. No decorrer dos anos além do reconhecimento enquanto grupo diferenciado por esta comunidade tradicional, modificações territoriais nas áreas nativas de mangabeiras foram identificadas. Diante disso, o objetivo central da pesquisa foi de analisar as novas territorialidades constituídas pelas catadoras de mangaba a partir da inserção do PRODETUR no município de Barra dos Coqueiros - SE. Nesse sentido, a preocupação do estudo girou em torno da dinâmica territorial e ambiental recente, bem como das interferências de políticas territoriais turísticas no município no território utilizado por estas mulheres extrativistas da mangaba. As técnicas de pesquisas empregadas foram bibliográfica e documental, estudo de campo, observação direta, registros fotográficos, aplicação de entrevista estruturada, realização de Diagnóstico Rápido Participativo (DRP) e utilização dos instrumentos da Cartografia Social. Conforme diagnóstico verificou-se que o autoreconhecimento e a relação identitária que as catadoras de mangaba mantêm com espécies endêmicas e com o “chão” do município barra-coqueirense reforçam aspectos importantes para construção de defesa de seus modos de vida. Outro importante dado resultante da pesquisa aponta que no município de Barra dos Coqueiros o processo de territorialização das áreas remanescentes de mangabeiras foi constituído pelas catadoras de mangaba. A desterritorialização dessas áreas teve contribuições significativas diante dos incentivos de políticas governamentais para desenvolvimento turístico no município e em melhorias das estradas que resultaram em profundas transformações nas formas de acesso dos recursos naturais pelas extrativistas da mangaba. Assim, por conseguinte, a reterritorializaçao surge como ameaça à permanência desta comunidade tradicional e as suas formas de saberes e práticas advindas das relações íntimas com os ecossistemas presentes na localidade.
Abstract: The mangaba collectors for a long time had their extractive practices kept anonymous. In the course of the years beyond the recognition as a group differentiated by this traditional community, territorial modifications in the native areas of mangabeiras were identified. Therefore, the main objective of the research was to analyze the new territorialities constituted by the mangaba collectors from the insertion of PRODETUR in the municipality of Barra dos Coqueiros - SE. In this sense, the concern of the study turned around the recent territorial and environmental dynamics, as well as the interferences of tourist territorial policies in the municipality in the territory used by these extractive women of the mangaba. The research techniques used were bibliographical and documentary, field study, direct observation, photographic records, application of structured interview, performance of Rapid Participatory Diagnosis (DRP) and use of Social Cartography instruments. According to the diagnosis it was verified that the self-recognition and the identity relation that the mangaba collectors maintain with endemic species and with the "ground" of the Barra-Coqueirense municipality reinforce important aspects for the construction of defense of their ways of life. Another important result of the research indicates that in the municipality of Barra dos Coqueiros the process of territorialization of the remaining areas of mangabeiras was constituted by the pickers of mangaba. The deterritorialization of these areas had significant contributions in the face of government policy incentives for tourism development in the municipality and in road improvements that resulted in profound transformations in the access ways of the natural resources by the mangaba extractivists. Thus, reterritorialization appears as a threat to the permanence of this traditional community and its forms of knowledge and practices arising from the intimate relations with the ecosystems present in the locality.
Keywords: Meio ambiente
Comunidades agrícolas
Trabalhadoras rurais
Trabalhadores rurais
Turismo
Territorialidade humana
Mangaba
Barra dos Coqueiros (SE)
Território
Extrativismo
Investimentos turísticos
Territory
Extractivism
Tourist investments
Subject CNPQ: OUTROS
Language: por
Institution: Universidade Federal de Sergipe
Program Affiliation: Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente
Citation: JESUS, Patrícia Santos de. Tessituras, tramas e territorialidades das catadoras de mangaba na Barra dos Coqueiros-SE. 2017. 180 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2017.
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/6746
Appears in Collections:Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PATRICIA_SANTOS_JESUS.pdf13,88 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.