Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/934
Tipo de Documento: Artigo
Título: Aspectos ultrassonográficos associados à morbidade de formas clínicas crônicas de esquistossomose mansônica, utilizando-se protocolo proposto pela Organização Mundial da Saúde
Autor(es): Fernandes, Daniel Alvarenga
Chagas, Anny Caroline Porto
Jesus, Amélia Maria Ribeiro de
Lima, Frederico Santana de
Silva, Ângela Maria da
Godinho, Atilano Salvador
Franco, Karine Garcez Schuster
Data do documento: Fev-2013
Abstract: OBJETIVO: Avaliar aspectos ultrassonográficos associados à morbidade em pacientes com formas clínicas crônicas de esquistossomose mansônica, utilizando-se protocolo proposto pela Organização Mundial da Saúde (OMS). MATERIAIS E MÉTODOS: Foram avaliadas duas populações distintas: a) área endêmica e b) institucional terciária, com histopatológico confirmando fibrose. Critérios de inclusão: diagnóstico confirmado por parasitológico de fezes para Schistosoma mansoni (método Kato-Katz). Critérios de exclusão: sorologia positiva para HIV, HTLV-1, VHB ou VHC. Foi utilizado protocolo ultrassonográfico de Niamey, proposto pela OMS. RESULTADOS: Avaliando-se isoladamente as medidas dos espaços periportais, estas se mostraram sem alterações em 21% dos indivíduos com doença avançada da instituição terciária. Utilizando-se todos os parâmetros do protocolo, 100% dos indivíduos da instituição terciária, com forma grave da doença, apresentaram fibrose periportal avançada. Em pacientes hepatoesplênicos da área endêmica não se identificou fibrose à ultrassonografia. CONCLUSÃO: O protocolo ultrassonográfico proposto pela OMS detecta fibrose periportal avançada nos pacientes com forma grave da doença, com maior sensibilidade do que a medida do espaço periportal isoladamente. A complexidade de identificação das fases iniciais da fibrose periportal, em áreas endêmicas, pela ultrassonografia, pode suscitar o campo da complementação diagnóstica e a continuidade do aprimoramento dos protocolos ultrassonográficos nestas áreas.
Palavras-chave: Schistosoma mansoni
Morbidade
Fibrose periportal
Ultrassonografia
ISSN: 0100-3984
Instituição/Editora: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Citação: FERNANDES, D. A. et al. Aspectos ultrassonográficos associados à morbidade de formas clínicas crônicas de esquistossomose mansônica, utilizando-se protocolo proposto pela Organização Mundial da Saúde. Radiologia Brasileira, São Paulo, v. 46, n. 1, jan./fev. 2013. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-39842013000100006&script=sci_arttext>. Acesso em: 21 fev. 2014.
Licença: Creative Commons Attribution License
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/934
Aparece nas coleções:DME - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AspectosMorbidadeEsquistossomose.pdf220,77 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.