Please use this identifier to cite or link to this item: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/4205
Document Type: Dissertação
Title: Os conflitos que envolvem as comunidades tradicionais de Barra dos Coqueiros : a dinâmica das catadoras de Mangaba
Authors: Bezerra, Marina Franca Lelis
Issue Date: 26-Jun-2015
Advisor: Ramalho, Cristiano Wellington Noberto
Resumo : O município de Barra Coqueiros situado no litoral norte do estado de Sergipe, vem passando por processos de transformações significativas após a edificação da ponte Construtor João Alves em 2006.O capital imobiliário e grandes empreendimentos alimentam a especulação imobiliária que tem cada vez mais como área de interesse as regiões de cultura, trabalho e vida das comunidades tradicionais da região, pescadores, catadoras de mangaba e pequenos agricultores. As catadoras de mangaba possuem particularidades que entrelaçam uma atividade hegemonizada por mulheres, com grande significado econômico e simbólico para a população. A pesquisa avalia assim o cenário de conflito e seus três atores centrais: as comunidades tradicionais, sobre a ótica das catadoras de mangaba, o capital imobiliário e o estado. O método de pesquisa lançou mão de princípios e ferramentas da pesquisa ação, como rodas de conversa, entrevista com lideranças, oficina de teatro do oprimido, observação participante, pesquisa documental e bibliográfica. Atividades que tiveram como alvo os três povoados de maior concentração das comunidades tradicionais: Capoã, Olhos D´Água e Jatobá. Os resultados obtidos apontam para a percepção e discussão clara da situação de crescente restrição do meio de vida por parte das comunidades, que não levaram sua problemática ao ponto de enfrentamento orgânico do conflito territorial, porém compreendem a necessidade conservação e conquista de áreas para o extrativismo. De modo que o poder estatal não apenas se omite das necessidades e demandas reivindicadas pelas catadoras de mangaba e demais extrativistas, ainda que de forma incipiente e isolada, bem como cria condições para ao avanço e estruturação predatória do capital imobiliário, através de alterações da legislação municipal sem transparência e participação popular. Concluímos assim que há uma necessidade de fortalecer as organizações das comunidades tradicionais e promover a apropriação dos povos de seus direitos e seu processo histórico de segregação do acesso à terra e ao território, para que assim haja participação conscientes e ativa em defesa do modo de vida das catadoras de mangaba e conservação das áreas nativas.
Abstract: Não informado
Keywords: Meio ambiente
Conflito social
Mulheres
Desenvolvimento imobiliário
Frutas tropicais
Conflito
Catadoras de mangaba
Extrativismo
Capital imobiliário
Estado
Subject CNPQ: CNPQ::OUTROS
Sponsorship: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES
Language: por
Country: Brasil
Publisher / Institution : Universidade Federal de Sergipe
Institution: UFS
Program Affiliation: Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente
Citation: Bezerra, Marina Franca Lelis. Os conflitos que envolvem as comunidades tradicionais de Barra dos Coqueiros : a dinâmica das catadoras de Mangaba. 2015. 125 f. Dissertação( Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2015.
Rights: Acesso Aberto
URI: https://ri.ufs.br/handle/riufs/4205
Appears in Collections:Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MARINA_FRANCA_LELIS_BEZERRA.pdf7,19 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.